• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.43.2002.tde-13122013-135106
Documento
Autor
Nome completo
João Tertuliano Nepomuceno Agra
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2002
Orientador
Banca examinadora
Mendonça Filho, Christovam (Presidente)
Bonagamba, Tito Jose
Isotani, Sadao
Pontuschka, Walter Maigon
Saxena, Rajendra Narain
Título em português
Relaxação da magnetização nuclear de água confinada em alumina
Palavras-chave em português
Magnetização nuclear
Meios porosos
Relaxação
Resumo em português
Neste trabalho é investigada a relaxação longitudinal da magnetização nuclear de água impregnada em pastilhas de pó de alumina (Al IND. 2 O IND. 3) com grau de pureza de 99,8%, objetivando a determinação do diâmentro de poro de uma espuma cerâmica do mesmo material a partir de medidas do tempo de relaxação longitudinal T IND. 1. O trabalho fundamenta-se no fato dos tempos de relaxação da magnetização nuclear T IND. 1 e T IND. 2, spin-rede e spin-spin respectivamente, de um fluido confinado em um meio poroso serem menores que tempos T IND. 1B e T IND. 2B para o mesmo fluido não confinado. Mediram-se os tempos T IND. 1 para graus de impregnação de água nas amostras entre 10 e 100% usando um espectrômetro montado a partir de módulos comerciais e de um gerador de pulsos desenvolvido no IFSC-USP. A partir dos tempos T IND. 1 e dos diâmetros de poro das pastilhas de pó, determinou-se o valor da relaxatividade longitudinal ou intensidade de relaxação superficial (mu IND. 1), um parâmetro que caracteriza a interface água-alumina nestas amostras. Usando o valor de (mu IND. 1) obtido para o pó e o tempo de relaxação T IND. 1 medido nas amostras de espuma cerâmica foi determinado o diâmetro de poro desta. Última, o qual é comparado com os valores obtidos com a microscopia eletrônica e com a injeção de mercúrio. O caráter não invasivo desta técnica em contraste com as outras, faz dela a única possível em algumas aplicações.
Título em inglês
Relaxation of the nuclear magnetization water contained in alumina.
Palavras-chave em inglês
Nuclear magnetization
Porous media
Relaxation
Resumo em inglês
Nuclear magnetization relaxation of water imbibed on 99,8% purê alumina (Al IND. 2 O IND. 3) grain packs is investigated aiming to determine the mean pore diameter of ceramic foam pieces of the same material. The work rely on the shortening of the relaxation times T IND. 1 spin-lattice and T IND. 2 spin-spin of the nuclear magnetization of fluids confined on porous media as compared with their T IND. 1B e T IND. 2B bulk values. Relaxation times T IND. 1 were measured, using a spectrometer built from commercial modules and a pulse generator developed at the IFSC-USP, varying the content of water imbibed from 10 to 100%. The longitudinal relaxation (mu IND. 1), or surface sink strength, was determined from the measured T IND. 1 values and the mean pore diameter of the powder packs. This parameter characterizes the water-alumina interface of these samples. Using the (mu IND. 1) value from the powder and the relaxation times T IND. 1 measured on the ceramic foam pieces, the mean pore diameter of these samples were determined and are compared with the values obtained from mercury intrusion and electron microscopie. The non-invasive character of this technique distinguishes it from the other, making it the only possible in some applications.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
RE34963Agra.pdf (1.05 Mbytes)
Data de Publicação
2014-02-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.