• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.42.2012.tde-30012013-095409
Documento
Autor
Nome completo
Michele Silva de Barros
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Nunes, Anderson de Sá (Presidente)
Faccioli, Lucia Helena
Mauro, Eliana Faquim de Lima
Título em português
Padronização de modelo de inflamação alérgica pela exposição a picadas de mosquitos Aedes aegypti.
Palavras-chave em português
Alérgenos
Citocinas
Inflamação
Mosquitos
Saliva
Transmissão de doenças
Resumo em português
Durante o repasto sanguíneo, fêmeas do mosquito Aedes aegypti inoculam saliva na pele de seu hospedeiro vertebrado, modulando suas funções imunológicas e facilitando a transmissão de doenças. Alguns componentes presentes na saliva de Ae. aegypti já foram descritos e caracterizados como alérgenos. No presente estudo, desenvolvemos um modelo de inflamação alérgica em camundongos expostos naturalmente às picadas de mosquitos Ae. aegypti. Nossos dados revelam que a sensibilização e posterior desafio com componentes salivares desse mosquito induz inflamação pulmonar com aumento no número de eosinófilos, células T CD4+, CD19+ e citocinas IL-4 e IL5 no lavado broncoalveolar, produção de muco e colágeno no pulmão, anticorpos IgE total e IgG1 e IgG2a específicos no soro, porém, sem alterações no padrão respiratório e reatividade das vias aéreas. Em conjunto, os resultados gerados neste trabalho confirmam o desenvolvimento de uma resposta alérgica diferente dos modelos clássicos dessa área com a presença de elementos que sugerem tanto um perfil Th1 quanto Th2 de resposta.
Título em inglês
Standardization of a model of allergic inflammation by exposure to Aedes aegypti mosquito bites.
Palavras-chave em inglês
Allergens
Cytokines
Disease transmission
Inflammation
Mosquitoes
Saliva
Resumo em inglês
During blood feeding, Aedes aegypti female mosquitoes inoculate saliva into the skin of their vertebrate hosts, modulating their immune functions and facilitating disease transmission. Some components presents in the saliva of Ae. aegypti have been described and characterized as allergens. In this study, we developed a model of allergic inflammation in mice naturally exposed to Ae. aegypti mosquito bites. Our data show that the sensitization and subsequent challenged with this mosquito salivary components induces lung inflammation with increased numbers of eosinophils, T CD4+ and CD19+ cells and IL-4 and IL-5 in bronchoalveolar lavage, mucus and collagen production in lung, total IgE and specific IgG1 and IgG2a antibodies in serum, but no changes in breathing pattern and in the airways reactivity. Together, the results generated in the present study confirm the development of an allergic response that is different from classic models of this area with the presence of components which suggest both Th1 and Th2 responses.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Liberação
2017-03-08
Data de Publicação
2013-03-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.