• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.41.2007.tde-04092007-174412
Documento
Autor
Nome completo
Simone Policena Rosa
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Costa, Cleide (Presidente)
Almeida, Lúcia Massutti de
Amorim, Dalton de Souza
Ide, Sergio
Netto, Pedro Gnaspini
Título em português
Análise filogenética e revisão taxonômica da tribo Pyrophorini Candèze, 1863 (Coleoptera, Elateridae, Agrypninae)
Palavras-chave em português
Elateridae
Filogenia
Pyrophorini
Taxonomia
Resumo em português
A tribo Pyrophorini (sensu Costa, 1975) comprende 144 espécies e 19 gêneros descritos que ocorrem na região Neotropical, sul da região Neártica e na Oceania. São tradicionalmente considerados como um gupo monofilético, compartilhando como suposta sinapomorfia a presença de órgãos bioluminescentes. No presente estudo é apresentada a análise cladística para a tribo, baseada na morfologia dos adultos, que resultou em oito hipóteses filogenéticas alternativas. Os cladogramas mais parcimoniosos demonstram que Pyrophorini (sensu Costa, 1975) não é monofilética, porque inclui, entre os descendentes de seu ancestral exclusivo, seis gêneros de Heligmini: Meroplinthus Candéze, 1891, Schistogyne Costa, 1975, Agnostelater Costa, 1975, Paraphileus Candèze, 1881, Euplinthus Costa, 1975 e Compsoplinthus Costa, 1975. A presença de um par de órgãos luminescentes sobre o pronoto é confirmada como sinapomorfia para a tribo, mas esta condição foi perdida três vezes independentemente e adquirida paralelamente pelo menos uma vez no grupo interno. Os gêneros Pyrearinus Costa, 1975, Deilelater Costa, 1975, Lygelater Costa, 1975 e Ptesimopsia Costa, 1975 foram subdivididos em grupos de espécies que foram incluídos como táxons terminais na análise e resultaram merofiléticos, levando ao reconhecimento de quatro novos gêneros: Gênero B gen n., Gênero C gen n., Gênero D gen n. e Gênero E gen n.. Para uma espécie não descrita também é erigido o Gênero A gen n.. É reafirmada a hipótese de monofilia entre os gêneros da Oceania e da região Neotropical, cuja disjunção é, provavelmente, devida à tectônica da Gondwana, durante o Mesosóico. O cladograma de consenso aponta as seguintes relações filogenéticas para a tribo Pyrophorini sensu novo: ((Noxlumenes (Nyctophyxis + Cryptolampros)) + (Gênero A gen. n. (Pyrophorus (Fulgeochlizus (Meroplinthus (Ptesimopsia paralella (Ptesimopsia (Hapsodrilus (Pyroptesis Sooporanga))))) + ((Gênero B gen. n., Pyrearinus, (Phanophorus+Hypsiophthalmus )) + (Gênero C gen. n. (Gênero D gen. n. (Coctolelater (Agnostelater (Paraphileus (Euplinthus (Campsoplinthus (Hifo (Opselater, grupo melanurus, Lygelater, L. bifossulatus, Deilelater, (Photophorus + Ignelater ), (Gênero E gen. n. (V. sirius comb. n. (V gemmiferus + Vesperelater ))))))))))))))))). É proposta uma nova composição para a tribo Pyrophorini, que passa a incluir 159 espécies e 30 gêneros divididos em duas subtribos, Nyctophyxina Costa, 1975 e Pyrophorina Candèze, 1863. É apresentada uma revisão taxonômica para esses gêneros, incluindo caracteres novos do metanoto, do mesoventrito e da genitália masculina e ilustrações para grande parte dos caracteres.
Título em inglês
Phylogenetic analysis and taxonomic revision of the tribe Pyrophorini Candèze, 1863 (Coleoptera, Elateridae, Agrypninae)
Palavras-chave em inglês
Elateridae
Phylogeny
Pyrophorini
Taxonomy
Resumo em inglês
The tribe Pyrophorini (sensu Costa, 1975) comprises 144 species and 19 genera that occur in Neotropical, Southern Neartic and Australian Regions. They have been traditionally recognized as a monophyletic group, sharing as a presumed synapomorphy the bioluminescent organs. I present here a cladistic analysis of the tribe, based on the adult morphology. This study resulted in eight alternative phylogenetic hypotheses. The most parsimonious cladograms show that Pyrophorini (sensu Costa, 1975) is paraphyletic, because it includes, among the descendants of its most recent ancestor, six genera of Heligmini: Meroplinthus Candèze, 1891, Schistogyne Costa, 1975, Agnostelater Costa, 1975, Paraphileus Candèze, 1881, Euplinthus Costa, 1975 and Compsoplinthus Costa, 1975. The presence of a pair of bioluminescent organs on pronotum is corroborated as synapomorphy for the tribe, but this condition was lost three times independently and it was acquired homoplastically at least once in the internal group. The genera Pyrearinus Costa, 1975, Deilelater Costa, 1975, Lygelater Costa, 1975 and Ptesimopsia Costa, 1975 were subdivided in species groups that were included as terminal taxa in the analysis; they resulted polyphyletic. Four new genera were recognized: Genus B gen n., Genus C gen n., Genus D gen n. and Genus E gen n. For an undescribed species is also proposed the Genus A gen n. The monophyly of the Oceanic and Neotropical genera is confirmed, their disjunction is, probably, due to the tectonic of Gondwana, during the Mesozoic. The consensus cladogram show the following phylogenetic relationships for the tribe Pyrophorini sensu novo: ((Noxlumenes (Nyctophyxis + Cryptolampros)) + (Gênero A the gen. n. (Pyrophorus (Fulgeochlizus (Meroplinthus (Ptesimopsia paralella (Ptesimopsia (Hapsodrilus (Pyroptesis Sooporanga))))) + ((Gênero B gen. n., Pyrearinus, (Phanophorus+Hypsiophthalmus)) + (Gênero C gen. n. (Gênero D gen. n. (Coctilelater (Agnostelater (Paraphileus (Euplinthus (Campsoplinthus (Hifo (Opselater, group melanurus, Lygelater, L. bifossulatus, Deilelater, (Photophorus + Ignelater), (Gênero E gen. n. (V. sirius comb. n. (V gemmiferus + Vesperelater))))))))))))))))). A new composition is proposed for the tribe Pyrophorini, including now 159 species and 30 genera subdivided in two subtribes, Nyctophyxina Costa, 1975 and Pyrophorina Candèze, 1863. Taxonomic revisions of all genera, including new characters mainly of the metanotum, mesoventrite, aedeagous and illustrations for most of them are also given.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2008-06-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.