• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.39.2018.tde-18062018-112420
Documento
Autor
Nome completo
Leandro Rafael Leite
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Correa, Umberto Cesar (Presidente)
Gobbi, Lilian Teresa Bucken
Moraes, Renato de
Tani, Go
Título em português
Meta de aprendizagem na condição de prática autocontrolada: efeito da menor restrição no controle da prática
Palavras-chave em português
Aprendizagem motora autocontrolada
Estratégia
Meta de aprendizagem
Restrição
Resumo em português
Uma das possíveis explicações para os efeitos benéficos da prática autocontrolada é que essa condição permite que os aprendizes elaborem e testem estratégias durante o processo de aprendizagem. Um estudo anterior nessa linha de investigação mostrou que fornecer uma meta de aprendizagem - informação sobre o contexto na qual a habilidade motora a ser aprendida será utilizada - em uma condição de prática autocontrolada modificou a elaboração de estratégias e também a aprendizagem da habilidade motora. No entanto, a restrição imposta pela condição de prática utilizada no referido estudo pode ter afetado o processo de elaboração de estratégias. Nesse sentido, o presente estudo teve como objetivo investigar os efeitos de uma condição que não restringe o número de tentativas em cada variação da tarefa (em cada possível velocidade de um estímulo visual) na elaboração de estratégias e na aprendizagem da habilidade motora. Adultos jovens entre 18 e 35 anos (n = 30), sem experiência na tarefa, participaram do Experimento 1 como voluntários. Foram separados em dois grupos: Meta, no qual os participantes foram informados sobre a meta de aprendizagem; Sem Meta, no qual os participantes não receberam meta de aprendizagem. A tarefa consistiu em sincronizar o pressionamento de um botão com a chegada de um alvo móvel a um retângulo de contato. Havia três velocidades possíveis para o alvo móvel, sendo a organização de prática das velocidades - quantidade de tentativas em cada velocidade e ordem - escolhida pelos aprendizes. Todos os participantes realizaram 90 tentativas de prática. Imediatamente após o término da prática, foram realizados os testes de transferência e, 24 horas após esses, o teste de retenção. Os resultados revelaram que os grupos utilizaram estratégias diferentes, mas nenhum efeito na aprendizagem foi encontrado. O Experimento 2 teve por objetivo investigar os efeitos da organização de prática gerada pelos participantes dos grupos Meta e Sem Meta, na ausência dos processos de tomada de decisão envolvidos no controle da prática. O equipamento, a tarefa e as fases do estudo foram os mesmos utilizados no Experimento 1. Os dois grupos yoked (Meta Yoked e Sem Meta Yoked), praticaram a tarefa com a organização das velocidades pareada aos seus respectivos grupos experimentais do Experimento 1. Participaram do estudo 30 adultos jovens entre 18 e 35 anos, pareados por sexo e sem experiência na tarefa. Os resultados mostraram que apenas o grupo Meta foi superior ao seu respectivo grupo yoked (Meta Yoked) no teste de retenção, indicando que a estrutura de prática resultante das estratégias elaboradas pelo grupo Meta não favoreceu a formação de memória de longo prazo na ausência do processo de tomada de decisão referente à organização da prática. Os dados dos dois experimentos indicam que a meta de aprendizagem modifica o processo de elaboração de estratégias e que receber apenas uma meta da tarefa não é suficiente para desencadear os efeitos benéficos que têm sido atribuídos a condições de prática autocontrolada
Título em inglês
Learning goal in the self-controlled practice condition: effect of less restriction on the control of practice
Palavras-chave em inglês
Learning goal
Restriction
Self-controlled Learning
Strategy
Resumo em inglês
One of the possible explanations for the beneficial effects of self-controlled practice is that this condition enables learners to elaborate and test strategies during the learning process. A previous study has shown that providing a learning goal - information about the context in which the motor skill to be learned will be used - in a self-controlled practice condition has modified the development of strategies as well as the learning of the motor skill. However, the constraints imposed by the condition of practice may have affected the strategies elaboration process. Thus, the present study aimed to investigate the effects of a practice condition that does not restrict the number of trials in each task variation (each possible velocity of a visual stimulus) on the elaboration of strategies and skill learning. Young adults aged 18-35 (n = 30), with no experience in the task, participated in Experiment 1 as volunteers. They were separated into two groups: Goal, in which participants were informed about the learning goal; No Goal, in which the participants did not receive a learning goal. The task was to synchronize the push of a button with the arrival of a moving target to a contact rectangle. There were three possible velocities for the moving target, with the practice schedule - amount of trials in each velocity and order - chosen by the learners. All participants performed 90 practice trials. Immediately after the end of the practice, the transfer tests were performed and, after 24 hours, the retention test. The results revealed that the groups used different strategies, but no effect on learning was found. Experiment 2 aimed to investigate the effects of the practice organization produced by the participants of the Goal and No Goal groups, in the absence of the decision making processes involved in the control of practice. The equipment, task and phases of the study were the same as those used in Experiment 1. The two yoked groups (Goal Yoked and No Goal Yoked) performed the task with the order of velocities paired to their respective experimental group in Experiment 1. Participated of the study 30 young adults between 18 and 35 years of age, matched by sex and with no experience in the task. The results showed that only the Goal group was superior to its respective yoked group (Goal Yoked) in the retention test, indicating that the practice structure resulting from the strategies developed by the Goal group did not favor the formation of long term memory in the absence of the decision making process associated with the organization of practice. The data from the two experiments indicate that the learning goal modifies the strategy elaboration process and that providing the goal of the task only does not suffice to trigger the beneficial effects that have been attributed to self-controlled practice condititions
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-07-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.