• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.39.2015.tde-26102015-070146
Documento
Autor
Nome completo
Josiane Medina Papst
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Manoel, Edison de Jesus (Presidente)
Barbanti, Valdir Jose
Valentini, Nadia Cristina
Dantas, Luiz Eduardo Pinto Basto Tourinho
Magalhães, Lívia de Castro
Título em português
Desempenho de adultos, crianças com desenvolvimento típico e crianças com transtorno do desenvolvimento da coordenação em uma tarefa de planejamento da ação
Palavras-chave em português
Controle motor
Coordenação motora
Demanda de precisão
Desenvolvimento motor
Efeito do estado de conforto final
Resumo em português
A literatura demonstra que adultos planejam antecipadamente como apreender um objeto conforme o objetivo a ser cumprido, priorizando o Estado de Conforto ao Final da ação (ESC), mesmo que, para isso, precisem assumir uma posição biomecanicamente desajeitada no início do movimento. Esse estado de conforto parece ser mais evidente diante de uma maior demanda de precisão. Contudo, pouco é conhecido sobre o processo de desenvolvimento dessa capacidade, particularmente considerando as características de crianças com problemas motores. Para verificar essas questões foram conduzidos dois estudos. O primeiro objetivou investigar se a demanda de precisão afeta o planejamento de ações manipulativas de adultos. Participaram 46 universitários (22,0 ± 4,34 anos) em uma tarefa de apreensão de uma barra de madeira, transporte e encaixe em um de dois alvos laterais. A demanda de precisão foi manipulada pela extremidade da barra e o orifício dos alvos (cilíndrico ou semicilíndrico). Foi analisado o percentual do ESC, o tempo de reação (TR), o tempo de alcance (TALC), o tempo de encaixe (TENC) e o tempo de movimento (TM). O ESC foi confirmado nas duas condições da tarefa, e com isso, a hipótese da precisão não foi aceita. Não se observou diferença no TR, mas o TM foi menor nas ações confortáveis comparadas ao desconforto. Maior TR e TM foram observados na condição de maior demanda de precisão, demonstrando que foi necessário mais tempo de análise para a tomada de decisão correta. O objetivo do segundo estudo foi investigar se crianças com desenvolvimento típico (DT) e com Transtorno do Desenvolvimento da Coordenação (TDC) planejam uma tarefa manipulativa sobre duas condições diferentes de demanda de precisão. Participaram 63 crianças com DT e 32 crianças com TDC, que formaram os grupos de 5-6, 7-8 e 9-10 anos de idade, e realizaram a mesma tarefa do primeiro estudo. O ESC foi novamente confirmado nos três grupos etários das crianças com DT, mas somente aos 7-8 anos nas crianças com TDC. A hipótese da precisão se confirmou somente no grupo de crianças mais novas com DT. Foi notável que as crianças com TDC apresentaram todos os tempos superiores aos das crianças com DT, mas não houve diferenças entre os grupos no tempo para o planejamento (TR). Além disso, verificou-se que o ESC foi mais evidente no grupo de DT na condição de maior precisão. Assim, as crianças com TDC planejaram a ação menos frequentemente e parecem ter sido mais cautelosas na execução do movimento, mesmo com o requerimento de realizar "o mais rápido possível". Semelhantemente, os três grupos buscaram estratégias para resolver o problema da tarefa, mas somente as crianças com TDC melhoraram a capacidade de planejamento com a prática, constatada pela diminuição de erros e aumento no percentual de conforto nos blocos finais de tentativas. Nos dois estudos realizados, verificou-se que, além do planejamento prévio da ação, estratégias similares foram utilizadas pelos adultos e pelas crianças na resolução do problema, discutidas a partir da ideia de um planejamento on line e um comportamento parcialmente planejado
Título em inglês
Performance of adults, typically developing children and children with developmental coordination disorder in an action planning task.
Palavras-chave em inglês
Developmental coordination disorder
End-state-comfort effect
Motor control
Motor development
Precision demand
Resumo em inglês
The literature shows that adults plan in advance how to grip an object according to the goal, prioritizing the End-State-Comfort of the action (ESC), even if, to this end, they have to assume a biomechanically awkward posture during the beginning of the movement. This comfort state may be most pronounced in the face of higher precision demand. However, little is known about the development of this skill, particularly considering the characteristics of children with motor problems. To verify these questions, two studies were conducted. The first study aimed to investigate if precision demand affects the manipulative action planning of adults. Forty-six graduate students (22,0 ± 4,34 years-old) participated in a task of grabbing a wooden bar, transport it and insert it in one of two laterals targets. The precision demand was manipulated with the bar extremity and the holes of the targets (cylindrical or semi cylindrical). The percentage of ESC, the reaction time (TR), reaching time (TALC), insertion time (TENC) and the movement time (TM) were analyzed. The ESC was confirmed in both task conditions, and thus, the precision hypothesis wasn't accepted. No difference in the TR was observed, but TM was lower in the comfortable actions when compared to those uncomfortable. Higher TR and TM were observed in the conditions of higher precision demand, showing that it was necessary more time for analysis during decision making. The objective of the second study was to investigate if children with typical development (DT) and with Developmental Coordination Disorder (TDC) plan a manipulative task on two different conditions of precision demand. Sixty-three children with DT and 32 children with TDC, divided in 5-6 years-old, 7-8 years-old and 9-10 years-old groups, participated in this study. The children performed the same task of the first study. The ESC was again confirmed in the three groups of children with DT, but only in the 7-8 years-old group in children with TDC. The precision hypothesis was confirmed only in the group of younger children with DT. Children with TDC had all time scores higher than DT children, but there was no difference between the groups in planning time (TR). The ESC was evident in the DT groups in conditions of higher precision demand. Thus, children with TDC planned the action less frequently and seem to have been more cautions in movement execution, even when asked to "perform as soon as possible". Similarly, the three groups used strategies to solve the problem of the task, but only children with TDC improved the capacity of planning with practice, as seen by a decrease of the errors and an increase in the percentage of comfort in the final trial blocks. In the two studies, it was observed that, in addition to the anticipatory action planning, similar strategies were used by adults and children to solve the problem, discussed from the idea of on line planning and partially planned behavior
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-10-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.