• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.39.2007.tde-18122007-100502
Documento
Autor
Nome completo
Flavio de Almeida Andrade Lico
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Rubio, Katia (Presidente)
Franchini, Emerson
Reppold Filho, Alberto Reinaldo
Título em português
O boicote aos jogos olímpicos de Moscou - 1980: uma análise da reação do movimento olímpico brasileiro e internacional
Palavras-chave em português
Boicote
Esporte
Jogos Olímpicos
Política
Resumo em português
O esporte contemporâneo tem nos Jogos Olímpicos o seu maior evento e sua evolução na Era Moderna aconteceu quase que completamente durante o Século XX. Os boicotes às edições dos Jogos Olímpicos são manifestações que exemplificam as relações políticas presentes no esporte e seu estudo é bastante esclarecedor. O maior boicote ocorrido foi proposto pelos Estados Unidos em 1980, aos Jogos realizados na extinta União Soviética. Na ocasião houve grande redução no número de participantes e um abalo nas estruturas do Movimento Olímpico. O objetivo deste trabalho é analisar o contexto político do boicote aos Jogos de Moscou, sobretudo no que diz respeito ao posicionamento do Brasil. Para a realização do estudo foi selecionado um dos principais jornais brasileiros (Folha de São Paulo) e dele se retirou os dados que vão o desde a segunda quinzena do mês de dezembro de 1979, com a ocupação soviética do Afeganistão (23/12/1979), até a primeira quinzena do mês de agosto de 1980, encerramento dos Jogos Olímpicos de Moscou (03/08/1980). Embora o Brasil desenvolvesse uma posição de alinhamento à política norte-americana na Guerra Fria, optou por não aderir ao boicote comercial, nem ao olímpico enviando uma grande delegação a Moscou. O governo militar brasileiro agiu de maneira pragmática preferindo lucrar com a ausência de norte-americanos e europeus tanto no campo comercial quanto esportivo
Título em inglês
The Moscow olympic games boycott: an analysis of Brazilian and international olympic movement reaction
Palavras-chave em inglês
Boycott
Olympic games
Politics
Sport
Resumo em inglês
The Olympic Games is the biggest event in contemporary sports and the 20th century was the stage where most of the evolution of the Olympic Games of The Modern Age happened. The boycotts to the Olympic Games are manifestations that exemplify the relationship between sport and politics and studying it brings light to the subject. To this day, the biggest boycott was the one that the United States promoted against the Soviet Union in the 1980 Olympic Games. In that occurrence there were a significant reduction in the number of participants as well as a profound impact to the Olympic Movement structures. The purpose of these research is to analyse the politic context of the Moscow`s Olympic Boycott, with special attention for the brazilian position. The research was made in one of the most important brazilian newspapers (Folha de São Paulo), in the final editions of 1979, period of the sovietic occupation on Afghanistan, until august of 1980, period of the end of Moscow Olympic Games. In spite of the pressure from the United States, Brazil decided not to join the boycott, exposing an internal movement that the country was going through, which was a period of delicate economical issues, and the country was not capable of deny the economical advantages of relation with Soviet Union
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
1_Capa1.pdf (10.15 Kbytes)
2_Agradecimentos.pdf (11.04 Kbytes)
3_Sumario.pdf (9.21 Kbytes)
4_ListadeFiguras.pdf (14.11 Kbytes)
5_Resumo.pdf (12.59 Kbytes)
6_Abstract.pdf (12.05 Kbytes)
7_Texto.pdf (34.43 Mbytes)
Data de Publicação
2008-01-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.