• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.3.2009.tde-20072009-162454
Documento
Autor
Nome completo
Leonardo Granada Midea
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Galvão, Luiz Cláudio Ribeiro (Presidente)
Barbosa, Paulo Sergio Franco
Prado Júnior, Fernando Amaral de Almeida
Título em português
Análise econômica financeira comparativa da autoprodução direta ou conectada no SIN - um estudo de caso.
Palavras-chave em português
Hidroeletricidade (produção)
Resumo em português
Este trabalho tem como objetivo principal verificar a viabilidade econômica financeira da autoprodução direta e interligada, isto é, elaborar uma comparação entre uma usina hidrelétrica ligada diretamente à unidade de consumo, e uma usina ligada ao Sistema Interligado Nacional, com potência e energia asseguradas. Para isso, foram utilizados, como premissas, uma indústria de alumínio que, como parte integrante dos grandes consumidores de energia brasileira, é um tipo de indústria eletro-intensiva, e emprega milhares de pessoas direta e indiretamente; também uma usina hidrelétrica, que neste trabalho foi a UHE Piraju, usina de concessão da CIA BRASILEIRA DE ALUMÍNIO, que gentilmente cedeu os dados de geração física real. Foram adotadas as seguintes metodologias para comparação da viabilidade, utilizando um cenário de geração e preços SPOT dos anos de 2006 e 2007: (i) Autoprodução Direta: Geração física real, comercializando excedentes e comprando energia do mercado ao preço SPOT quando necessário, e considerando todos os encargos e benefícios deste tipo de ligação; (ii) Autoprodução Conectada no SIN: Energia Assegurada Sazonalizada em 3 cenários distintos, Flat, com sazonalização moderada e sazonalização otimizada, considerando também os custos de conexão e encargos pertinentes para cada cenário. Os resultados apresentados mostram que, por pouca margem de diferença, foi mais vantajoso o cenário com a energia assegurada otimizada, porém, é possível verificar que, ponderando os resultados apresentados nos diversos cenários, verificamos que é mais viável a usina ligada diretamente à carga, pois a previsibilidade do mercado de preços de curto prazo é pequena, e dificilmente se acertaria com precisão os PLD´s registrados no ano seguinte ao da sazonalização. Contudo, o Decreto no 5.163, de 30 de Julho de 2004, através do Artigo 71, somente permite que usinas sejam ligadas diretamente à carga se estiverem dentro do mesmo sítio. O proposto é a inclusão de um novo parágrafo no Artigo 71 com condições de economicidade para a permissão da ligação da usina diretamente ao consumo.
Título em inglês
The comparative economic financial analysis of the direct self production or connected to SIN (National Interconnected System) case analysis.
Palavras-chave em inglês
Energy costs reduction
Energy self production
Power unit connection to a consumption unit
Power unit connection to SIN
Resumo em inglês
The main goal of this study is to verify the economic financial feasibility of the direct self production, it means, of a hydropower unit directly connected to a consumption unit and to a hydropower unit connected to the SIN, with guaranteed power and energy. For this purpose, the study used as pattern an aluminum industry, which, as part of the Brazilian hall of the major energy users, a type of electric-intensive industry, and that involves thousands of employees directly and indirectly, as well as an hydroelectric power unit, which in this study was the UHE Piraju, the energy authorized supplier unit of the CIA BRASILEIRA DE ALUMÍNIO, who gently provided the real generation data. The following methodology were adopted to compare the feasibility, using a generation scenario and SPOT values of 2006 and 2007: (i) Direct Self Production: Real generation, trading leftovers and acquiring market energy at SPOT values, when required, and considering all costs and benefits of this type of connection; (ii) SIN Connected Self production: guaranteed seasoned energy in different scenarios, Flat, with seasonalization moderated and seasonalization optimized, also considering the connection and applicable costs for each scenario. The presented results indicated that, for a small difference, the most advantageous scenario was the one with optimized guaranteed energy, however, it is possible to verify that evaluating the presented results in the different cases, it was verified that is more feasible the unit directed connected to a demand, since the forecast of short term values market is small, and it would hardly precise ascertain with the registered PLD (Settlement Price for the Differences) in the following year of the seasonalization. However, the Act n. 5.163, July 30, 2004, through the Article 71 only allows power units to be connected to the demand if they are in the same site. The proposal is the inclusion of a new paragraph in the Article 71 with economic conditions in order to allow the connection between the power unit to the consumption.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Leonardo_Midea.pdf (1.60 Mbytes)
Data de Publicação
2009-08-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.