• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.27.2018.tde-11092018-161301
Documento
Autor
Nome completo
Camila Costa Zanetta
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Brito, Maria Teresa Alencar de (Presidente)
Beineke, Viviane
Fonterrada, Marisa Trench de Oliveira
Preve, Ana Maria Hoepers
Videira Junior, Mario Rodrigues
Título em português
Oficinas como composição e modo menor em educação musical: intentando viagens e experiências
Palavras-chave em português
Educação Musical
Oficina
Oficina de Música
Oficineiro-artesão
Resumo em português
Esta tese intenta refletir acerca das oficinas como modalidade pedagógica e, mais especificamente, acerca das oficinas de música como possibilidade de engendramentos de espaços menores em educação musical. Inicialmente, buscando saber se os conceitos de "oficina", de "oficina de música" e de "oficineiro(a)" vêm sendo movimentados em pesquisas da área da música, realizou-se uma pesquisa bibliográfica de caráter estado da arte. Visando compreender se e como as pesquisas encontradas tratavam aspectos históricos, conceituais e metodológicos das oficinas de música, fez-se uma análise dos trabalhos localizados no levantamento bibliográfico, com descrições textuais acerca destes e categorizações. A análise comprovou a hipótese deste trabalho, que previa ampla utilização dos termos "oficina" e "oficina de música", em diferentes pesquisas, sem aprofundamentos ou delineamentos conceituais minuciosos. Um panorama teórico acerca das oficinas de música foi construído a partir de três trabalhos, considerando que estes debruçaram-se específica e sistematicamente sobre a análise dessa modalidade pedagógica, tratando de suas características, bem como de aspectos históricos e conceituais do movimento das oficinas de música no Brasil. Para além da explanação deste panorama teórico, que destacou enfoques, similaridades e divergências entre tais pesquisas, busquei diálogos conceituais com autores das áreas da Educação (Maria Oly Pey, Guilherme Côrrea e Ana Preve) e da Filosofia (Gilles Deleuze, Félix Guattari, Jorge Larossa e Silvio Gallo) no intuito de propor novas conceituações às oficinas e às oficinas de música. Operando por deslocamentos, proponho pensar a oficina como espaço menor de educação, propício às experiências e às viagens. Delineio, também, o que compreendo como oficineiro-artesão, pensando o papel dos educadores nestes espaços. Por fim, atentando ao conceito de nomadismo e suas possibilidades de intervenção em educação, discorro acerca das oficinas como engendramentos nômades, vislumbrando, dentre suas características, a possibilidade de instauração de um espaço e planejamento liso em educação musical.
Título em inglês
Workshops as composition and a minor mode of musical education: attempting travels and experiences
Palavras-chave em inglês
Craftsman-workshopper
Musical Education
Musical Workshop
Workshop
Resumo em inglês
This work aims to study the workshops as a pedagogical modality and, more specifically, to think musical workshops as a way to create/achieve a minor space in musical education. Initially, in order to comprehend if the concepts of "workshop", "musical workshop" and "workshopper" have being used and moved in Brazilian's music researches, a state-of-the-art bibliographic research was carried out. In order to understand if and how the historical, conceptual and methodological aspects of musical workshop where attended, it was realized an analysis of the works found in the bibliographic survey, describing and categorizing them according on how they approached the aforementioned concepts. It was demonstrated true the original hypothesis that most of these researches used the terms "workshop" and "musical workshop" without conceptual deepening. A theoretical overview about musical workshops was constructed based on the only three works that specific and systematically studied this pedagogical modality, describing its main characteristics, as well as the historical and conceptual aspects of the musical workshop movement in Brazil. In addition to this theoretical overview, that highlighted approaches, similarities and divergences of these researches, we seek for conceptual dialogues with writers from Education (Maria Oly Pey, Guilherme Côrrea, Ana Preve) and Philosophy (Gilles Deleuze, Félix Guattari, Jorge Larrossa, Silvio Gallo) in order to propose new concepts to workshop and musical workshop. Through conceptual displacements, it's proposed to think workshops as a minor space of education, propitious to experience and travels. We also delineate what we understand as a craftsman-workshopper, thinking about the educator role in these spaces. Lastly, considering the concept of nomadism and its possibilities of influence in the education process, we discuss about workshops being nomadic spaces, comprehending the possibility of the establishment of a smooth space and planning in musical education.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-09-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.