• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.27.2012.tde-07032013-110454
Documento
Autor
Nome completo
Vagner Rebouças da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Cascapera, Sergio (Presidente)
Alpert, Michael Kenneth
Silva, Lutero Rodrigues da
Título em português
Trompa grave e trompa aguda: um estudo da tessitura da trompa com base nos principais modelos que foram referência para as composições orquestrais
Palavras-chave em português
série harmônica
trompa aguda
trompa de caça
trompa de válvulas
trompa grave
trompa natural
Resumo em português
A presente pesquisa tem como objetivo analisar a tessitura e a escrita para trompa observando três modelos que foram utilizados de forma brilhante pelos compositores que conseguiram, apesar das limitações de cada modelo, alçar a trompa da condição de instrumento de caça, nos tempos mais remotos, à categoria de instrumento solista e parte integrante da orquestra. Observamos que a trompa moderna é também utilizada para execução do repertório barroco e clássico, período em que as composições contemplavam a trompa de caça e a trompa natural. Acreditamos que uma visão acerca das funcionalidades da trompa de cada período nos traga subsídios para uma execução apropriada com um instrumento moderno. A trompa, devido a sua grande tessitura, foi desde o período clássico dividida em dois gêneros: trompa grave e trompa aguda. A partir do advento da trompa de válvulas na segunda metade do séc. XIX, as composições passam a requerer de um mesmo trompista igual habilidade em toda tessitura. Observamos que a especialização nos gêneros grave e agudo persiste, pois encontraremos passagens solísticas na tessitura grave ou aguda em que é requerida a especialização do trompista de cada gênero.
Título em inglês
Low Horn and High Horn: a study of the range of the horn based on the principle models that have been used in reference to orchestral compositions.
Palavras-chave em inglês
harmonic series
High horn
hunting horn
low horn
natural horn
trumpet valves
Resumo em inglês
This research aims to analyze the range and writing for horn by observing three models that were used brilliantly by composers, who managed, despite the limitations of each model, create the conditions for the primitive hunting horn of ancient times to the level of a solo as well as an orchestral instrument. We will observe that the modern horn is well capacitated to perform Baroque and Classical repertoire, a period in which the compositions contemplated the use of the hunting horn and natural horn. We believe that a vision about the features of each period of the horn's development brings to light a proper execution with the modern instrument. Ever since the classical period, because of its extensive range, the horn was divided into two genres: high horn and low horn. After the invention of the valve horn in the second half of the 19th century, the compositions demanded of this new instrument the same ability as of its natural horn predecessor throughout its extensive range. We may note that with the newer 19th century valve horn, the perpetuation of the high and low horn tradition was maintained as may be observed in its extensive high and low range in solo passages, requiring the expertise of both high and low horn players of the time.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
VagnerCorrigido.pdf (9.20 Mbytes)
Data de Publicação
2013-03-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.