• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.27.2011.tde-23052013-121835
Documento
Autor
Nome completo
Cristina Miyuki Sato Mizumura
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Koshiyama, Alice Mitika (Presidente)
Bocchini, Maria Otilia
Criado, Alex
Heloani, José Roberto Montes
Soares, Rosana de Lima
Título em português
Mulheres no jornalismo nipo-brasileiro. Discursos, identidade e trajetórias de vida de jornalistas
Palavras-chave em português
Cultura japonesa
História do jornalismo
Jornalismo nipo-brasileiro
Mulheres nikkeis
Relatos de vida
Resumo em português
Esta pesquisa discute a multiplicidade de discursos sobre a identidade das mulheres nikkeis no Brasil pela perspectiva do jornalismo produzido na comunidade de imigrantes japoneses e descendentes. Para a análise foram utilizados o suplemento Página Um, a revista Arigatô e o tablóide Japão Agora, por apresentarem reportagens em português que contrariaram alguns estereótipos da mulher japonesa e nikkei. Apesar de serem exceções ao discurso hegemônico que louvava a mulher nipônica abnegada e submissa, as matérias revelam a possibilidade de questionamento desse imaginário dentro do jornalismo nipo-brasileiro. Outro recurso para a realização do estudo foi a obtenção dos depoimentos de mulheres jornalistas da imprensa nipo-brasileira por meio da técnica de pesquisa dos relatos de vida. Nos relatos de vida as entrevistadas expressaram sua relação com a profissão e a influência de fatores como origens familiares, identidade étnica e gênero. As reportagens e os relatos de vida das jornalistas mostram as contradições entre o imaginário sobre as mulheres japonesas e nikkeis e suas condições concretas da vida. O objetivo foi estabelecer como as autoras e protagonistas de reportagens desafiaram a desumanização a partir do que Agnes Heller chamou de "condução de vida", ou seja, uma forma própria de apropriar-se da realidade a partir de sua individualidade, impondo a ela a marca de sua personalidade. É possível perceber a existência de manipulações para naturalizar os papéis atribuídos às mulheres e as estratégias femininas para conviver com os sistemas de preconceitos que impedem a conquista da autonomia e da cidadania.
Palavras-chave em inglês
History of journalism
Japan-Brazilian Journalism
Japanese Culture
Life narratives
Nikkey Women
Resumo em inglês
This research discusses multiplicity of discourses on Nikkei women's identity from perspective of journalism produced by community of Japanese immigrants and descendants in Brazil. It was used for analysis the supplement Página Um, the magazine Arigatô and the tabloid Japão Agora because of reports in Portuguese that contradicted some stereotypes of Japanese and Nikkei women. Although these are exceptions to the hegemonic discourse praising Japanese woman as selfless and submissive, the materials have revealed the possibility of questioning that imagery inside Japan-Brazilian journalism. Another resource for the study was to obtain testimonies of women journalists in Japan-Brazil press through the research technique of life narratives. The interviewees have expressed their relationship with the profession and the influence of factors such as family background, ethnic identity and gender. The reports and the life narratives of the journalists have showed contradictions between the imagery on the Nikkei and Japanese women and their real life conditions . The objective was to establish how the authors and protagonists of news reports challenged dehumanization as Agnes Heller calls "conduct of life", in other words, a proper way of appropriating reality from their individuality by imposing the mark of their personality. It was possible to perceive existence of manipulation to naturalize roles assigned to women and women's strategies to live with systems of prejudice that prevent achievement of autonomy and citizenship.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
CristinaMizumura.pdf (14.86 Mbytes)
Data de Publicação
2013-06-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.