• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.27.2014.tde-18052015-161558
Documento
Autor
Nome completo
Fábia Pereira Lima
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Kunsch, Margarida Maria Krohling (Presidente)
Farias, Luiz Alberto Beserra de
Ferrari, Maria Aparecida
Galindo, Daniel dos Santos
Oliveira, Ivone de Lourdes
Título em português
A dimensão comunicacional da estratégia: a estratégia organizacional como prática comunicativa na secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais
Palavras-chave em português
Balanced Scorecard
Comunicação governamental
Comunicação organizacional
Comunicação pública
Estratégia como prática
Resumo em português
Esta pesquisa teve como objetivo compreender como os sujeitos organizacionais praticam a estratégia a partir de processos de gestão estratégica e de comunicação que visam coordenar sua ação laboral em torno de um quadro de significados compartilhado para alcance de objetivos institucionais. Para isso, parte de um referencial teórico sobre comunicação fundamentado nos estudos interacionistas - principalmente pelos trabalhos de Mead, Blumer, Goffman, Quéré e França - articulados com a teoria da prática, de Bourdieu, e da estruturação, de Giddens, que ajudam a compreender a vinculação entre indivíduos, organizações e sociedade. Para apresentar os esforços de gestão da comunicação organizacional, entendidos como prática de relações públicas, discutiram-se os desafios impostos pela busca por legitimação organizacional das organizações contemporâneas e como o pensamento estratégico tem se desenvolvido para, inclusive, dar conta desse objetivo. Em contraposição aos estudos clássicos da estratégia, que a tomam pela perspectiva gerencial, assume-se como núcleo teórico a Nova Teoria da Estratégia, proposta por Pérez e Massoni, que fundamenta a estratégia na comunicação, articulada com a corrente da estratégia como prática trazida, dentre outros, por Whittington, Golsorkhi, Jarzabkowski e Orlikowski. Para contextualização das análises, situa-se o objeto nas discussões sobre gestão pública e comunicação públicas contemporâneas, descrevendo o processo de implantação da gestão por resultados e do choque de gestão em Minas Gerais. Assim, para tratar da especificidade da implementação do Balanced Scorecard (BSC) na Secretaria de Fazenda de Minas Gerais (SEF/MG), elegeu-se uma abordagem metodológica de natureza qualitativa, com estudo de caso único, baseada na hermenêutica de profundidade proposta por Thompson e na Análise Crítica do Discurso, por Fairclough. Após pesquisa institucional que trouxe as principais definições estratégicas e esforços formais de comunicação da instituição, analisou-se o material por ela produzido, sobre sua estratégia, pautado nos princípios do Balanced Scorecard e da comunicação mobilizadora, buscando evidenciar os modos como a Fazenda interpela seus servidores no intuito de criar um quadro de significados compartilhado que oriente suas ações para o alcance dos seus objetivos corporativos. A prática da estratégia foi analisada a partir da observação de treze reuniões de Avaliação de Desempenho Estratégico (ADE), realizadas no 3º trimestre de 2013. Considerou-se como eixos de análise a caracterização dos praticantes da estratégia (os estrategistas da SEF/MG), das práticas que envolvem a gestão estratégica (local, recursos tecnológicos, humanos e simbólicos) e da prática situada da reunião de ADE como prática comunicativa (já que social e discursiva) da Fazenda. Propõe-se, assim, uma matriz conceitual para defender a indissociabilidade entre comunicação e estratégia, possibilitando situar as ações estratégicas (essencialistas ou práticas) e comunicacionais (transmissivas ou relacionais) das organizações, de modo a fomentar a reflexão crítica sobre elas. O estudo demonstrou que, na SEF/MG, a metodologia de gestão da estratégia - o BSC - está alinhada com a concepção da estratégia enquanto essência. No entanto, enquanto o BSC se estrutura em torno da possibilidade de que o conteúdo da estratégia, elaborado pela cúpula organizacional, seja transmitido ao corpo dos funcionários, a noção de comunicação mobilizadora é relacional. A defesa da tese é que análises dessa natureza sejam valorizadas como contribuição relevante ao estudo e prática da comunicação e da estratégia nas e das organizações, evidenciando, não os resultados do alinhamento dos sujeitos organizacionais em relação à estratégia (eficácia dos processos), mas, antes, os quadros sígnicos acionados e como eles participam da ação dos sujeitos que, recursivamente, reforçam ou negociam os significados propostos pela organização.
Título em inglês
The communicational dimension of strategy: the organizational strategy as communicative practice in the Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais
Palavras-chave em inglês
Balanced Scorecard
Governmental Communication
Organizational Communication
Public Communication
Strategy as Practice
Resumo em inglês
This research has as its objective to understand how the organizational actors practicize the strategy, through the processes of strategic management and of communication that aim at coordinating their labor action within a frame of shared meanings in order to reach the institutional goals. It is grounded by a theoretical reference on communication interaction studies - mainly those of Mead, Blumer, Goffman, Quéré and França - that we articulated with Bourdieu's practice theory and Giddens' theory of structuration, that help us comprehend the links between individuals, organizations and society. In order to present the efforts of organizational communication management, understood as Public Relations practice, it has been discussed the challenges related to the searching of organizational legitimacy by contemporary organizations and how the strategic thinking has evolved to be up to those challenges. As counterpoint to the classic studies of strategy, that take it through the management perspective, we assume as a theoretical center the New Theory of Strategy, as proposed by Pérez and Massoni, that fundaments the strategy in communication, articulated with the current of Strategy as Practice, mainly as in the works of Whittington, Golsorkhi, Jarzabkowski and Orlikowski. Seeking the analysis contextualization, we situate the object in our discussions of contemporary public management and communication, describing the process of implementing the management by results and the management shock in Minas Gerais. In doing so, and in order to treat the specificities of the implementation of the Balanced Scorecard in the Secretaria de Fazenda de Minas Gerais (SEF/MG), we have elected a qualitative methodological approach, with a single case study, based on the depth hermeneutics proposed by Thompson and on the Critical Discourse Analysis, by Fairclough. After the institutional research that brought to light the main strategic definitions and formal communication efforts of the institution, we have analyzed the material it has produced about its strategy anchored by the principles of the Balanced Scorecard and of the mobilizing communication, searching to put in evidence the ways that Fazenda interpellates its employees in order to create a shared frame of meanings that guides their actions towards the fulfillment of its corporative objectives. The practice of strategy has been analyzed through the observation of thirteen meetings of Strategic Performance Evaluation (SPE) that have taken place in the 3rd trimester of 2013. It have been considered as analyses axis the characterization of the strategy practitioners (the strategists of SEF/MG), of the practices that involves the strategic management (local, technological, human and symbolic resources) and of the practices situated in the SPE meetings as a communicative practice (since social and discursive) of the Fazenda. It is proposed, with that, a conceptual matrix to defend the impossibility of dissociating communication and strategy, making it possible to situate the strategic actions (whether essentialist or practical) and the communicative actions (whether transmitted or relational) of the organizations, in a way to foment the critical thinking of them. The study has shown that, in SEF/MG, the methodology of strategic management - the BSC - is aligned with the concept of strategy as an essence. However, while the BSC structures itself around the possibility of the transmission of the strategic content, elaborated by the higher organizational players, to the board of employees, the notion of mobilizing communication is relational. The theses defends that analyses of this nature must be seen as a relevant contribution to the study and practice of communication and of strategy in and of the organizations, putting in evidence not the result of the alignment of organizational actors in relation to the strategy (the efficacy of the processes), but, instead, the meaning frames activated by the actors and how they participate of the action, as they, recursively, reinforce or deny the meanings proposed by the organization.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-05-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.