• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.27.2015.tde-01062015-163806
Documento
Autor
Nome completo
Silvio Koiti Sato
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Sant'Anna, Maria Clotilde Perez Rodrigues Bairon (Presidente)
Barreto Filho, Eneus Trindade
Correa, Elizabeth Nicolau Saad
Koo, Lawrence Chung
Lencastre, Paulo de
Título em português
Mobilidade, comunicação e consumo: expressões da telefonia celular em Angola, Brasil e Portugal
Palavras-chave em português
comunicação
consumo
marca
mobilidade
telefonia celular
Resumo em português
Esta pesquisa reflete sobre o ambiente de mobilidade decorrente da popularização das tecnologias móveis, com redes sem fio, no contexto das Novas tecnologias de informação e comunicação (NTICS). O telefone celular, símbolo da mobilidade informacional-virtual na qual estamos inseridos, cria impactos em diferentes práticas sociais, ao trazer a promessa de permanente conexão a outras pessoas e informações, a qualquer momento e em qualquer lugar. As interações entre telefonia celular e mobilidade, consumo e comunicação são o objeto da pesquisa, que tem o objetivo de analisar o processo comunicacional que envolve a produção de sentido por parte das marcas das operadoras de telefonia celular e suas expressões publicitárias, por um lado, e a apropriação dos significados da mobilidade pelo consumidor e presentes visualmente no espaço público, por outro lado. Este processo é cada vez mais dialógico, numa dinâmica negociada entre as instâncias de produção e consumo, configurando um sistema complexo e integrado. Do ponto de vista da comunicação marcária, nosso recorte se concentra na análise das expressividades publicitárias que valorizam os benefícios da mobilidade, a partir de um roteiro analítico que utiliza a semiótica peirceana como fundamento. Em relação ao consumo, realizamos entrevistas em profundidade para investigar os impactos das tecnologias móveis para os indivíduos consumidores em seus processos identitários. Adicionalmente, exploramos a presença visual da mobilidade nos espaços e na cultura urbana, com a realização de trajetos fotoetnográficos. Esta dinâmica comunicacional e de consumo da telefonia móvel foi pesquisada de forma comparativa, avaliando semelhanças e especificidades a partir de contextos socioeconômicos diferentes, que representam igualmente distintos estágios na adoção da tecnologia móvel. Para isso, escolhemos três países (Angola, Brasil e Portugal) que representam estes estágios de adoção, embora partilhem de raízes históricas entrelaçadas, simbolizadas pela língua portuguesa. Pudemos concluir que embora a telefonia móvel traga uma série de significados que pareçam associados intrinsecamente a sua tecnologia, a manipulação ativa de consumidores e marcas criam diferentes relações de sentido de acordo com as características de cada localidade. Além disso, percebemos um processo de evolução nos signos associados à telefonia móvel de acordo com a evolução da popularização dos serviços. Finalmente, propomos a utilização das tríades da semiótica peirceana para propor um modelo de gestão evolutiva de marca, composto por um gradiente sígnico de acordo com o estágio de adoção da telefonia celular, correlacionando-o a cada país pesquisado. Pretendemos organizar os efeitos de uma naturalização da tecnologia que impacta gradativamente os significados da mobilidade, e demonstrar que estes são renovados e ressignificados por marcas e consumidores em alta velocidade, de forma semelhante ao que ocorre com o desenvolvimento das próprias tecnologias de informação e comunicação.
Título em inglês
-
Palavras-chave em inglês
brand
communication
consumption
mobile telephony
mobility
Resumo em inglês
This research reflects on mobility environment due to the popularization of mobile technologies (wireless networks) in the context of New Information and Communication Technologies (NICT). The cell phone, symbol of informational-virtual mobility, has created impacts in different social practices, raising promise of permanent connection to other people and information, at anytime and anywhere. The interactions related to mobile telephony and mobility, consumption and communication are the object of this survey, which aims to analyze the communication process involving the production of sense by brands of cell phone operators and their advertising expressions, on the one hand, and the appropriation of meanings by mobility consumers and visually present in public places, on the other hand. This process has been increasingly dialogical, a dynamic negotiation involving the instances of production and consumption, setting up a complex, integrated system. From the point of view of brand communication, this study focuses on analysis of advertising expressiveness that values the benefits of mobility, based on peircean semiotics. In terms of consumption, we investigated the impacts of mobile technologies on consumers, conducting in-depth interviews. In addition, we explored the visual presence of mobility in urban areas, collecting photoetnographic data. This communicational and consumption dynamics of mobile telephony was investigated in a comparative form, assessing similarities and specificities from different socioeconomic contexts, which also represent distinct stages in adoption of mobile technology. For this reason, we chose three Portuguese speaking countries (Angola, Brazil and Portugal) representing these adoption stages, while sharing intertwined historical roots. We can conclude that although the mobile telephony has brought a series of meanings that might seem intrinsically associated to its technology, the active manipulation of consumers and brands may create relations of sense according to characteristics of each locality. Besides that, we noticed a process of evolution in signs related to mobile telephony according to the evolution of popularization of services. Finally, we propose the use of peircean semiotics triads to design a brand evolution model, composed by a signic gradient according to the stage of adoption of mobile telephony, correlating it to each surveyed country. Furthermore, we intend to organize the effects of a naturalization of the services offered by the operators that gradually impact the senses of mobility, and also to demonstrate that these senses are renovated and reinterpreted by brands and consumers at the same speed as it happens in the development of information and communication technologies.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
SILVIOKOITIATO.pdf (6.95 Mbytes)
Data de Publicação
2015-06-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.