• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.27.2008.tde-05072009-235631
Documento
Autor
Nome completo
José Reinaldo Castro Martins
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Kossoy, Boris (Presidente)
Carneiro, Maria Luiza Tucci
Koshiyama, Alice Mitika
Título em português
Passado e modernidade no Maranhão pelas lentes de Gaudêncio Cunha
Palavras-chave em português
Cultura
Fotografia
Gaudêncio Cunha
História
Maranhão
Resumo em português
Passado e modernidade no Maranhão pelas lentes de Gaudêncio Cunha interpreta as fotografias que formam o Album do Maranhão em 1908, documento encomendado ao fotógrafo Gaudêncio Cunha pelo Governo do Maranhão para representar o Estado na Exposição Nacional realizada no Rio de Janeiro em 1908. O interesse dessa pesquisa é saber que finalidades conduziram Cunha na elaboração do Álbum e quais foram os critérios utilizados por ele na seleção das imagens. No álbum, elementos da modernidade vigentes no Maranhão da Primeira República são situados dentro de um cenário urbano que remonta ao final do século XVIII e início do século XIX. Gaudêncio Cunha ajustou o que era considerado moderno na passagem do século XIX para o século XX à soberba paisagem urbana de São Luís remanescente do Império e da Colônia. Essa composição de aparência harmônica, ele envolveu em um ambiente de mata exuberante. Seu intuito assemelha-se ao desejo de apresentar uma civilidade de perfil europeu, erguida em um ambiente tropical, muito próximo da imagem de Brasil criada no tempo do Império de Dom Pedro II, no século XIX. Interessava a Gaudêncio Cunha e seu cliente amenizar algumas imagens do passado, sendo as ruas estreitas de São Luís uma das mais incômodas. No que se considerava moderno dentro da nascente República Brasileira estava o estilo urbanístico que privilegiava largas avenidas com bulevares, no estilo francês, que contrastava com as ruas estreitas da capital maranhense. A pesquisa contextualiza o álbum de 1908 e seu autor na história da fotografia. Apresenta um levantamento sobre os fotógrafos que trabalharam no Maranhão entre 1846 até o início do século XX, com destaque para a história de vida de Gaudêncio Cunha e a participação maranhense na Exposição do Rio de Janeiro. Na última etapa, é feita uma interpretação de fotografias constitutivas do álbum de 1908, com base, sobretudo, na metodologia criada pelo historiador Boris Kossoy e na contribuição teórico-metodológica de Jacques Le Goff e de outros historiadores, a maioria vinculada às várias fases da Escola dos Annales.
Título em inglês
Passado e modernidade no Maranhão pelas lentes de Gaudêncio Cunha
Palavras-chave em inglês
Culture
Gaudêncio Cunha
History
Maranhão
Photography
Resumo em inglês
Passado e Modernidade no Maranhão pelas lentes de Gaudêncio Cunha interprets the photographies that make the Album do Maranhão in 1908 a document that was requested by the Government of Maranhão to the photographer Gaudêncio Cunha in order to represent the State in a National Exhibition held in Rio de Janeiro in 1908. The interest of this research is to know what led Cunha to make the album and his criteria to select the images. In the album the existing modernity elements of the First Republic in the State of Maranhão are placed within an urban scenario that dates back to the end of the XVIIIth century and beginning of the XIXth century. Gaudêncio Cunha focused what was considered to be modern in the changing of the XIXth to the XXth century the superb urban landscape remaining from the Empire and from the Colony. Gaudêncio involved this composition that seemed to be harmonious in an environment of exuberant wood. His intention was like the desire of presenting a European profile civility that was built in a tropical environment, closer to the image of Brazil built at the times of the D.Pedro IIs Empire in the XIXth century. It was of Gaudêncio and his clients interest to soften some past images. The narrow streets of São Luís were one of the points of concern in that matter. The urbanistic French style that privileged large avenues with boulevards contrasting with the narrow streets of the Maranhense capital was one of the things considered to be modern within the growing Brazilian Republic. This research gives context to the 1908s album and to its author in the photography history. It also gives a glance over the photographers that worked in Maranhão between 1846 and the beginning of the XXth century, highlighting Gaudêncio Cunhas history of life and the maranhense participation at the Rio de Janeiros Exhibition. Last but not least, we interpret the photos in the 1908s album based on Boris Kossoys methodology and on the Jacques Le Goffs theoretical- methodological contribution as well as of other historians most of them linked to the various steps of the Annales School.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
5330088.pdf (11.21 Mbytes)
Data de Publicação
2009-07-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.