• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.27.2006.tde-05072009-184055
Documento
Autor
Nome completo
Patrícia Guimarães Gil
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Roque, Mauren Leni de (Presidente)
Kunsch, Margarida Maria Krohling
Ventura, Mauro de Souza
Título em português
Vendedoras de sentidos: entre trajetórias de trabalhadoras e a comunicação institucional
Palavras-chave em português
Classe Social
Comunicação Institucional
Gênero
Mediação
Recepção
Trabalho Informal
Resumo em português
A partir da aproximação entre a linha da comunicação institucional e os estudos de recepção, analisase como vendedoras informais de cosméticos produzem sentido para o discurso da empresa que representam, segundo sua classe social, sua identidade de gênero e sua situação de trabalho informal. A origem social é vista como mediação fundamental no processo conflituoso que se estabelece entre a instituição e o meio cultural em que vivem três mulheres acompanhadas na pesquisa de campo. A investigação extrapola o ambiente da fábrica e busca relacionar as estratégias de produção da empresa para seu programa próprio de televisão com as lógicas de uso das trabalhadoras. Esses dois lados se chocam no cotidiano, que é o espaço onde se desenvolve a trama de relações sociais existentes entre a organização e seus públicos. Ao privilegiar o desenrolar diário da vida das receptoras, valorizase a perspectiva do sujeito, em sua unicidade, como produtor de significado. Para tanto, foram realizadas entrevistas em profundidade. Na negociação entre a empresa de cosméticos e suas colaboradorasvendedoras pela produção de sentido em torno das práticas e marcas corporativas, revelase a falta de aderência entre as mensagens institucionais e a realidade dessas mulheres. Dessa forma, é tênue o sentimento de pertença real das trabalhadoras informais com a organização, ao mesmo tempo em que elas expressam no próprio consumo da comunicação suas diferentes formas de demanda por reconhecimento. Entre o discurso oficial e a trajetória de vida das receptoras, novos sentidos são gerados, indicando que já mais produção que passividade na ligação com a comunicação da empresa.
Título em inglês
Sellers of senses: between trajectories of female workers and institutional communication
Palavras-chave em inglês
Gender
Informal Labor
Institutional Communication
Mediation
Reception
Social Class
Resumo em inglês
Starting from the approach between institutional communication and reception studies, it analyses how informal female sellers of cosmetics produces sense for the speech expressed by the company they represent, according to their social class, genders identity and informal labor situation. Social origin is seen as the basic mediation in the full of conflict process that is set up between institution and culture amid three women´s lives, who were followed in the fieldwork. The research goes over the factory environment and tries to connect the company´s strategies of production for its own television program and female workers´s logics of using it. These both sides collide in everyday life, which is the space where social relations development of these female receiver´s lives, the subject perspective, as an unique individual, is valorized as meaning producer. In order that, interviews in depth were applied. In the negotiation that proceeds between the cosmetics company and its employeessellers for the meaning production around corporative practices and brands, there´s a lack of adhesion from the institutional messages and these women reality. In this way, the real feeling of belonging to the company is tenuous, meanwhile the sellers express in communication consumption different ways of ordering recognition. Between official speech and receivers´s trajectories of life, new senses are produced, indicating that there is more production than passivity in the connection to institutional communication.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
4845855.pdf (1.73 Mbytes)
Data de Publicação
2009-07-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.