• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.27.2005.tde-22032006-124047
Documento
Autor
Nome completo
Ana Maria de Abreu Laurenza
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2005
Orientador
Banca examinadora
Matos, Heloiza Helena Gomes de (Presidente)
Correa, Elizabeth Nicolau Saad
Koshiyama, Alice Mitika
Ricupero, Bernardo
Souza, Maria Adélia Aparecida de
Título em português
"Jornalismo e políticas públicas. A imprensa de São Paulo esclarece a dinâmica da participação política quando cobre o discurso e a ação pública?" (1994-2004)
Palavras-chave em português
ação pública
imprensa
jornalismo
participação política
políticas públicas
Resumo em português
Esta tese Jornalismo e Políticas Públicas analisa uma amostra da cobertura da pauta Políticas Publicas pela imprensa de São Paulo, no período entre 1994/2004, dos jornais “Folha de S.Paulo” e “O Estado de S.Paulo” e das revistas semanais “Carta Capital” e “Veja” . Este estudo parte de um universo de 170 matérias e seleciona 18 textos para refletir se o jornalismo traz em si o potencial de estabelecer relações entre o discurso e a ação pública, comunicando ao leitor a interação que se dá entre Estado, governo e sociedade civil na implementação de uma política pública, no gasto do orçamento para a resolução dos problemas sociais do país. Desta forma, se observa se o jornalismo auxilia na dinâmica da participação política, que possa ser concretizada pela administração pública e o cidadão. A pesquisa reúne reflexões de autores de referência sobre democracia, poliarquia, espaço público, participação dos movimentos sociais, redimensionamento e questões do Estado, governabilidade, uso público da razão e da emoção, a natureza do espaço e do tempo na globalização acelerada, o estado da arte das políticas públicas no Brasil dos anos 90. A partir deste corpus teórico, criaram-se cinco categorias (engenharia social, pluralidade, noção de transformação sócio - política, didatismo e agir público) para se realizar a análise de conteúdo dos 18 textos escolhidos e dimensionar se, apesar da fragmentação inerente à atividade jornalística, a imprensa escrita consegue desempenhar esta tarefa com competência editorial, isto é, refletir o grau de conhecimento e participação que a sociedade brasileira já amealhou sobre Políticas Públicas, informando ainda o caráter matricial da pauta, que perpassa por diversos campos da atividade humana. O comentário a seguir de Theodoro Lowi, esclarece a expressão Política Pública e pontua o significado do termo de que trataremos nesta tese. “ A expressão política pública é um termo engenhoso que reflete a interpenetração entre o governo liberal e a sociedade, insinuando a existência de uma flexibilidade e reciprocidades maiores do que permitem alguns sinônimos unilaterais tais como: leis, estatutos, éditos e semelhantes. Essa difusão reflete novos valores na cultura política relativos à publicização de decisões e à noção da esfera pública como distinta da esfera estatal” Jornalismo e Políticas Públicas conclui que o jornalismo tem em si o potencial de estabelecer relações entre a ação pública e o discurso, quando aborda com competência editorial, pautas relativas às políticas públicas implementadas para resolver problemas sociais. Este princípio se fortalece na medida em que o processo de implantação de uma política pública possibilita em tese a criação e o fortalecimento das relações entre os agentes sociais, através da ação e do discurso, que segundo Hanna Arendt, encerra a condição humana na esfera pública, para Arendt, a esfera das aparências De maneira geral, é na mídia impressa que se processa maior relacionamento critico entre meio de comunicação e o leitor. Ao menos, pressupõe –se que ao público do jornal está consagrada a ferramenta básica da cidadania que é o entendimento da língua e o potencial de expressão, base do relacionamento público. Em relação ao jornalismo, a reflexão sobre sua contribuição no desenvolvimento social mais equilibrado do Brasil, ao estabelecer relações entre discurso ( o pensamento) e ação pública, levantou questões que ajudam a entender melhor a posição híbrida dos jornais e revistas que, são meios de produção privados, portanto visam lucros e defendem interesses vários, ao mesmo tempo em que lançam no espaço mental público, informações e debates. É possível que os jornais, antes de se transformarem em tribunais de execução sumária da reputação alheia, sejam agentes do princípio mais caro da ação política pública : a necessidade de se submeter o pensamento (discurso) ao exame público.
Título em inglês
Journalism and Public Policies,Brazil, Sao Paulo, (1994-2004)
Palavras-chave em inglês
journalism
political participation
printing press
public action
public policies
Resumo em inglês
Abstract This Journalism and Public Policies thesis analyzes a sample of press coverage of Public Policy issues in São Paulo between 1994 to 2004, as published by the newspapers “Folha de S. Paulo” and “O Estado de S. Paulo”, as well as the weekly magazines “Carta Capital” and “Veja”. This study is based upon 170 stories. Eighteen texts have been selected to determine if journalism itself is capable of establishing connections between discourse and public action, communicating to the reader the interaction that takes place between the State, government and civil society for implementing public policy and budget expenditures for the resolution of social problems faced by the country. Thus, the question posed is whether or not journalism furthers the dynamic of public participation, which the government and citizens can put into practice. The research blends the reflections of the referenced authors on democracy, polyarchy, public space, participation in social movements, the redesign and questions of the State, governability, public use of reason and emotion, the nature of space and time in an era of accelerated globalization, as well as state-of-the-art public politics in Brazil during the 1990’s. Five categories were then created from this theoretical body (social engineering, plurality, the notion of socio-political transformation, didacticism and public action) to analyze the content of the eighteen chosen texts and to provide a framework. Despite the fragmentation inherent to journalistic activities, the written press is able to perform this task with editorial competence, that is, to reflect the degree of knowledge and participation that Brazilian society has already gained little by little about Public Policies, which further informs the core nature of the issue and runs through various fields of human activity. The quote below from Theodoro Lowi clarifies this expression of Public Policy and emphasizes its meaning as it is used in this thesis. “Public political expression is a clever term that reflects the blending of liberal government and society, insinuating the existence of greater flexibility and reciprocity than some unilateral synonyms would allow, like: laws, statutes, bills and the like. This diffusion reflects new values in political culture relative to the diffusion of decisions, and the notion of a public sphere that is distinctly separate from the state sphere.” Journalism and Public Policy concludes that journalism itself has the potential to establish an active relationship between public action and discourse, when editorial integrity is upheld, on public policies implemented to resolve social problems. This principle is strengthened to the extent that the process for implementing a public policy makes it possible, in theory, to create and strengthen associations among social agents through action and discourse, which, according to Hanna Arendt, confines the human condition in the public sphere, which, for Arendt, is a sphere of appearances. In general, it is the print media that contains the greatest critical relationship between communication means and the reader. At the very least, it assumes that the newspaper’s readership is in command of the most basic tools of citizenship, which are an understanding of the language and the potential for expression, that is, the basis of a public relationship. With respect to Journalism, reflections on its contribution towards a more balanced social development in Brazil, by establishing relationships between discourse (thought) and public action, have raised questions that aid in a better understanding of the hybrid position of newspapers and magazines, which are means of private production, and, as such, seek profits, defend various interests, and attempt to inject information and debates into the public consciousness. Newspapers can, prior to becoming forums for the summary execution of reputations, be agents of the most precious principle of public political action: the need to submit thought (discourse) to public examination.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Tese.pdf (22.38 Mbytes)
Data de Publicação
2006-04-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.