• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Eliane Ferraz da Costa
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2017
Orientador
Banca examinadora
Lara, Vanessa Soares (Presidente)
Pegoraro, Camila de Oliveira Rodini
Pinto, Lidiane de Castro
Venturini, James
Título em português
Influência de Equisetum giganteum e Punica granatum sobre os fibroblastos gengivais humanos: manutenção da viabilidade
Palavras-chave em português
Biocompatibilidade
Citotoxicidade
Equisetum giganteum
Fibroblastos gengivais humanos
Punica granatum
Viabilidade
Resumo em português
Estudos relataram a atividade antimicrobina de Equisetum giganteum e Punica granatum, reduzindo o risco do desenvolvimento da estomatite protética, doença relacionada principalmente à colonização das próteses pelo fungo Candida albicans. Diante disso, é necessário que essas plantas sejam bem toleradas pelos tecidos bucais e, se possível, auxiliem no processo de reparo. Objetivo: Realizar um estudo fitoquímico de substâncias potencialmente ativas de Equisetum giganteum e Punica granatum e avaliar a viabilidade de fibroblastos gengivais humanos frente a diferentes concentrações destas plantas, após diferentes períodos in vitro. Material e Métodos: Após a identificação dos compostos das plantas por HPLC-PAD, foram selecionadas as frações com melhor atividade antifúngica perante Candida albicans. Os extratos brutos e frações selecionadas de P. granatum e E. giganteum foram testados em diferentes concentrações (0.23, 0.47, 0.94, 1.88, 3.75, 7.5, 15 e 30 mg) e períodos (12, 24, 36 e 60 h) sobre fibroblastos gengivais humanos (FGH), para a avaliação de suas citotoxicidades através da análise da viabilidade dos FGH, pelo ensaio LIVE/DEAD. Por meio desse ensaio, analisamos quantitativamente a viabilidade celular através das leituras das unidades relativas de fluorescência (URF) e qualitativamente por meio da analise da morfologia e da densidade observadas pela microscopia invertida de fluorescência, após três experimentos independentes para cada período de avaliação. Os resultados quantitativos paramétricos foram representados como média e desvio padrão (SD) com análise de Variância ANOVAOne- Way, seguida da análise comparativa pelo teste de Tukey HSD. Os resultados quantitativos não paramétricos foram apresentados como mediana e quartis e foram submetidos ao teste de Kruskal-Wallis, seguido de análise comparativa pelo teste de Dunn, de acordo com as análises de normalidade (Teste de Kolmogorov-Smirnov). Valores de p< 0.05 foram indicativos de significância estatística. Conclusões: Foram identificados compostos fenólicos, como flavonoides e taninos em E.giganteum e P. granantum, respectivamente. Identificamos uma citotoxicidade concentração-dependente para as duas plantas testadas, independente do tempo. Sob as menores concentrações das plantas a viabilidade e a morfologia dos FGH foram preservadas. Dentro deste contexto, acreditamos na possibilidade de se utilizar essas plantas como terapia alternativa em diversas áreas de saúde, porém em concentrações biocompatíveis.
Título em inglês
Influence of Equisetum giganteum and Punica granatum on fibroblasts: maintenance of viability
Palavras-chave em inglês
Biocompatibilty
Cytotoxicity
Equisetum giganteum
Human gingival fibroblasts
Punica granatum
Viability
Resumo em inglês
Studies have reported the antimicrobial activity of Equisetum giganteum and Punica granatum, reducing the risk of development of denture stomatitis, a disease mainly related to the colonization of prostheses by the fungus Candida albicans. In view of this, it is necessary that these plants be well tolerated by the oral tissues and, if possible, assist in the repair process. Objective: To carry out a phytochemical study of potentially active substances of E. giganteum and P. granatum and to evaluate the viability of human gingival fibroblasts against different concentrations of these two plants, after different periods in vitro. Material and Methods: After the identification of the plant compounds by HPLC-PAD, the fractions with the best antifungal activity against Candida albicans were selected. The crude extracts and selected fractions of P. granatum and E. giganteum were tested at different concentrations (0.23, 0.47, 0.94, 1.88, 3.75, 7.5, 15 and 30 mg) and periods (12, 24, 36 and 60 h) against human gingival fibroblasts (FGH), for the evaluation of their possible cytotoxicity through the analysis of the viability of FGH by the LIVE/DEAD assay. By means of this assay we quantitatively analyzed the cell viability through the readings of the relative units of fluorescence (URF) and qualitatively by analysis of the cellular morphology and density using inverted fluorescence microscopy, after three independent experiments. The parametric quantitative results were represented as mean and standard deviation (SD) with ANOVA-One-Way Variance analysis, followed by comparative analysis by the Tukey HSD test. The non-parametric quantitative results were presented as medians and quartiles and were submitted to the Kruskal-Wallis test, followed by comparative analysis by the Dunn test, according to normality tests (Kolmogorov-Smirnov test). Values of p <0.05 were indicative of statistical significance. Conclusions: Phenolic compounds, such as flavonoids and tannins, were identified in E. giganteum and P. granantum, respectively. We identified a concentration-dependent cytotoxicity for the two plants tested, regardless of the time. Under the lowest concentrations of plants the viability and morphology of FGH were preserved when compared to the control. Within this context, we believe in the possibility to use these plants as alternative therapy in several health areas, but in biocompatible concentrations.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-09-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.