• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2016.tde-26042016-112036
Documento
Autor
Nome completo
Nádia Ghinelli Amôr
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2015
Orientador
Banca examinadora
Campanelli, Ana Paula (Presidente)
Garlet, Ana Paula Favaro Trombone
Lara, Vanessa Soares
Título em português
Papel do receptor ST2 no desenvolvimento de carcinoma espinocelular induzido quimicamente
Palavras-chave em português
Carcinoma espinocelular
IL-33
Imunologia tumoral
Receptor ST2
Resumo em português
O carcinoma espinocelular (CEC) é um dos cânceres humanos mais incidentes. A despeito do entendimento da fisiopatologia do CEC, as opções terapêuticas ainda são limitadas e o(s) exato(s) mecanismo(s) envolvido(s) na progressão deste tipo de tumor ainda não foi descrito. Estudos recentes mostram a existência de uma associação direta entre a resposta imune TH1 e um melhor prognóstico em pacientes com CEC. Aumento da expressão de componentes do eixo IL-33/ST2 foi demonstrado contribuir para transformação neoplásica em diversos modelos tumorais, incluindo cânceres de estômago e de mama. Trabalho recente do nosso e de outros laboratórios indicam que IL-33 pode impedir a resposta imune TH1 . Baseado nessas observações, a hipótese testada foi que o impedimento da resposta imune pela interação IL-33/ST2 pode contribuir para iniciação e progressão do CEC. Utilizando modelo de carcinogênese química em camundongos WT e deficientes de ST2 (ST2KO), os resultados mostram que a deficiência de ST2 leva a uma notável redução da severidade das lesões 20 semanas após a carcinogênese química, sugerindo que a sinalização ST2 é necessária para o desenvolvimento tumoral neste modelo. Análises do infiltrado inflamatório presente nas lesões em camundongos WT e ST2KO revelaram redução significativa nas percentagens de macrófagos, células T CD4+ e células dendríticas, mas não em células T CD8+, células B e células natural killer (NK) no microambiente tumoral de camundongos ST2KO. Além disso, células NK esplênicas isoladas de camundongos ST2KO exibiram atividade citotóxica aumentada contra células YAC quando comparado com células de camundongos do grupo controle (WT). Os resultados indicam que a via IL-33/ST2 contribui para o desenvolvimento de carcinoma espinocelular recrutando células T CD4+, macrófagos e células dendríticas e reduzindo a citotoxicidade de células NK.
Título em inglês
Role of ST2 receptor in squamous cell carcinoma development
Palavras-chave em inglês
IL-33
Squamous cell carcinoma
ST2 receptor
Tumor immunology
Resumo em inglês
Squamous cell carcinoma (SCC) is the second most common form of skin cancer and is most commonly observed in photo-exposed areas of the body. The mechanism(s) involved in the progression of this tumor are unknown. Recent studies have shown that there is a direct association between a TH1-related immune response and a better prognosis in patients with SCC. Increased expression of the IL33/ST2 axis components has been demonstrated to contribute to neoplastic transformation in several tumor models, including gastric and breast cancer. Recent work from ours and other laboratories indicate that can IL-33 impair TH1-type immune responses. Based on these observations, we hypothesized that TH1-type immune response impairment by IL33/ST2 could contribute to the initiation and progress SCC. We found that ST2 deficiency led to a marked decreased in severity of skin lesions at 20 weeks post-DMBA, suggesting that ST2 signaling is necessary for tumor development in this model. Analysis of tumor lesions in WT and ST2KO mice revealed that lack of ST2 led to a specific and significant reduction in the frequency of macrophages, T CD4+ and dendritic cells, but not CD8+, B and NK cells. In addition, splenic NK cells isolated from DMBA-treated ST2KO mice exhibited increased cytotoxicity activity against YAC cells targets when compared with WT splenic NK cells in the same cytotoxic assay. Altogether, our findings indicate that IL-33/ST2 pathway contributes to the SCC development by recruitment T CD4+ cells, macrophages, and dendritic cells and impairing NK cytotoxicity.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Liberação
2018-05-06
Data de Publicação
2016-05-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.