• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2015.tde-27102015-145526
Documento
Autor
Nome completo
Maria Angelica Silverio Agulhari
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2015
Orientador
Banca examinadora
Atta, Maria Teresa (Presidente)
D'Alpino, Nádia da Rocha Svizero
Ishikiriama, Sergio Kiyoshi
Título em português
Comparação da resistência de união de diferentes superfícies dentinárias na obtenção dos espécimes para microtração
Palavras-chave em português
Adesivos dentinários
Dentina
Preparo da cavidade dentária
Resistência à tração
Resumo em português
Com intuito de aumentar a longevidade das restaurações, diversos sistemas adesivos são disponibilizados no mercado e, com isso, muitos estudos são conduzidos, dentre eles, a resistência de união desses sistemas. A maioria dos trabalhos utiliza o teste de microtração. Este teste permite a avaliação de diferentes superfícies, gerando variedade nos resultados obtidos e dificultando a comparação de dados. Este estudo teve como objetivo comparar os valores de resistência de união para as diferentes superfícies de dentina utilizadas em testes de microtração (dentina planificada e dentina de paredes cavitárias, com túbulos dentinários dispostos predominantemente paralelos ou perpendiculares à interface adesiva). Foram utilizados 80 terceiros molares humanos, divididos aleatoriamente em 4 grupos e 2 subgrupos, de acordo com a superfície dentinária de obtenção dos espécimes e do sistema adesivo utilizado: G1 (PO) planificação da face oclusal (baixo fator C); G2 (PV) planificação da face vestibular (baixo fator C); G3 (CP) face pulpar de preparo cavitário oclusal (alto fator C); G4 (CV) face vestibular de preparo oclusal (alto fator C). Dois diferentes sistemas adesivos foram utilizados: convencional de 3 passos Adper Scotchbond Multi-Purpose (3M ESPE) e o autocondicionante de 2 passos Clearfil SE Bond (kuraray), resultando em 8 subgrupos (n=10): POSMp; POCf; PVSMp; PVCf; CPSMp; CPCf; CVSMp; CVCf. A resina composta (Filtek Z250 A3) foi inserida em dois incrementos horizontais. Após 48 horas, os dentes foram seccionados com disco diamantado para a obtenção dos palitos com área de seção transversal de ±0,8mm. Uma fatia de cada subgrupo foi separada para análise em MEV. Os espécimes foram fixados ao dispositivo de microtração tipo Bencor multi T adaptado à máquina de ensaios universal Instron. Uma força de tração com velocidade de 0,5 mm/min utilizando uma célula de carga de 500N foi aplicada. As superfícies fraturadas foram analisadas em Esteromicroscópio LeicaMZ6 para identificar e classificar o tipo de fratura. Os resultados foram submetidos ao teste ANOVA a 2 critérios e ao teste de Tukey com nível de significância de 5%, para cada tipo de adesivo. Os valores médios (MPa±dp) foram: POSMp: 44.51±9.28; PVSMp: 56.75±6.58; CPSMp: 27.88±5.71;CVSMp: 32.54±6.11; POCf: 48.34±8.09; PVCf: 52.51±10.18; CPCf: 23.06±5.93; CVCf: 31.35±4.03. Houve diferença estatisticamente significante para o tipo de preparo (p<0.01 para ambos adesivos) e para a orientação dos túbulos dentinários (p<0,001 para o Scotchbond Multipurpose e p=0.012 para o Clearfil SE Bond).. Concluiu-se, portanto, que os espécimes obtidos a partir de cavidades apresentaram redução nos valores de resistência de união e a orientação paralela dos túbulos em relação à interface adesiva aumentou os valores de resistência de união à microtação.
Título em inglês
Effect of different dentin surfaces on the microtensile bond strength values
Palavras-chave em inglês
Dental cavity preparation
Dentin-bonding agents dentin
Tensile strength
Resumo em inglês
Microtensile test is usually used to evaluate bond strength values and can be affected by several factors resulting in a diversity of values which makes it difficult to compare data. Flat surfaces dentin are used in most studies. However, specimens from a tooth cavity preparation can be a more realistic model. The aim of this study was to compare μTBS values of dentin flat surfaces (low C factor) and dentin from cavity preparations (high C fator) and its relation with the direction of the dentin tubules. Eighty extracted caries-free human molars were assigned into 4 groups: OF (occlusal flat surface specimens low C factor); BF (buccal flat surface specimens low C factor); PC (pulp surface of cavity preparations specimens high C factor) and BC (buccal surface of cavity preparations specimens high C factor). Each group was divided into 2 subgroups according to the adhesive system Adper Scotchbond Multi-Purpose (3M ESPE) or Clearfil SE Bond (Kuraray), resulting in 8 groups (n=10): OFSMp; OFCf; BFSMp; BFCf; PCSMp; PCCf; BCSMp and BCCf. Two horizontal increments of Filtek Z250 resin were used to restore the teeth. After 48 hours storage, the specimens were sectioned into 0.8 mm beams with diamond disc for microtensile test and submitted to a tensile force in a Universal Testing Machine (Instron) at 0.5mm/min. One slice of each subgroup was randomly selected for MEV. Mean values (MPa±sd) were OFSMp: 44.51±9.28; BFSMp: 56.75±6.58; PCSMp: 27.88±5.71; BCSMp: 32.54±6.11; OFCf: 48.34±8.09; BFCf: 52.51±10.18; PCCf: 23.06±5.93; BCCf: 31.35±4.03. Data were statistically analyzed by two-way ANOVA and Tukeys test (p<0.05) for each adhesive. The adhesive failures were predominant in all groups. It can be concluded that the microtensile bond strength was influenced by the type of dentin surface and tubules orientation. The specimens obtained from cavity preparations showed reduced μTBS (p<0.01). Parallel tubules orientation showed a statistically significant increase of μTBS (p<0.001 for Scotchbond Multipurpose and p=0.012 for Clearfil SE Bond).
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-10-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.