• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2018.tde-23052018-192730
Documento
Autor
Nome completo
Leticia de Lemos Freixo
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2017
Orientador
Banca examinadora
Brasolotto, Alcione Ghedini (Presidente)
Berretin, Giédre
Mituuti, Cláudia Tiemi
Mourão, Lucia Figueiredo
Título em português
Características supraglóticas de idosos: relações com a função de deglutição
Palavras-chave em português
Constrição supraglótica
Deglutição
Idosos
Presbifagia
Presbilaringe
Resumo em português
O envelhecimento implica em modificações na função vocal e de deglutição do idoso, causando impacto na sua qualidade de vida. Dentre as características laríngeas do idoso, destaca-se que o movimento da constrição supraglótica é, frequentemente, considerada prejudicial durante a fonação, enquanto que durante a deglutição, compõe o mecanismo de defesa do trato aéreo. O objetivo do presente estudo é descrever as características supraglóticas da laringe do idoso durante as funções de respiração e fala, as características orofaríngeas de deglutição e investigar as relações entre estas características supraglóticas e de deglutição. Neste estudo retrospectivo, foram analisados dados de prontuários e exames de nasofibroscopia da fonação e da deglutição de 60 idosos saudáveis com média de 68,8 anos. Como características laríngeas foram investigados a presença e os graus de aumento de volume das pregas vestibulares, de constrição mediana na emissão de vogal e na fala encadeada e de constrição anteroposterior na emissão de vogal. Como características de deglutição foram analisados a presença e os graus de resíduos em seios piriformes, valéculas, orofaringe e laringofaringe, a ocorrência e os graus de penetração/aspiração laringotraqueal, escape posterior prematuro e atraso do início da fase faríngea nas consistências líquida pudim e sólida. Foram considerados como dados as análises realizadas por dois juízes com índice confiabilidade intra-avaliador ótima (teste Kappa). Os resultados foram analisados descritivamente e para verificar a associação entre características supraglóticas e a presença de escape posterior prematuro e atraso do início da fase faríngea de deglutição foi utilizado o teste Qui-quadrado (p<0,05). Foi verificado que o aumento de volume das pregas vestibulares e as constrições supraglóticas ocorreram para a maioria dos idosos, sendo que o aumento de volume das pregas vestibulares foi, quase sempre, bilateral e distribuído em graus discreto e evidente de forma semelhante; houve maior ocorrência de constrição mediana nos graus discreto e moderado; quase todos os casos de constrição anteroposterior foram produzidos com movimento apenas das aritenoides ou das aritenoides concomitantemente com a epiglote, além de haver mais casos no grau discreto; a maior parte dos idosos apresentou deglutição normal ou funcional; poucos idosos apresentaram resíduos em valéculas, seios piriformes, orofaringe e laringofaringe; ocorreram poucos casos de penetração laríngea de alimentos e apenas um de aspiração laringotraqueal; o escape posterior prematuro ocorreu em maior número para a consistência líquida, seguida das consistências sólida e pudim e o atraso da fase faríngea ocorreu para a minoria dos idosos; houve relação entre o escape posterior prematuro e: aumento do volume das pregas vestibulares na consistência líquida, constrição mediana durante emissão de vogal na consistência de pudim, constrição anteroposterior para a consistência de pudim e constrição mediana na fala na consistência sólida. Concluiu-se que os idosos saudáveis frequentemente apresentaram constrições supraglóticas e deglutição funcional e que os idosos com aumento de volume das pregas vestibulares manifestaram com maior frequência escape posterior prematuro de líquido, enquanto que os idosos que manifestaram constrição anteroposterior evidente e presença de constrição mediana na fala apresentaram, com maior frequência, escape posterior prematuro na consistência de pudim e sólido, respectivamente.
Título em inglês
Supraglottic characteristics of the elderly: relations with the swallowing function
Palavras-chave em inglês
Deglutition
Elderly
Presbylarynx
Presbyphagia
Supraglottic constriction
Resumo em inglês
Aging implies changes in the vocal and swallowing functions of the elderly, causing an impact on their quality of life. Among the laryngeal characteristics of the elderly, it is noted that supraglottic constriction is usually considered a harmful factor during phonation, whereas, during swallowing, this behavior is an airway defense mechanism. The objective of the present study was to describe the supraglottic characteristics of the larynx of the elderly during the breathing and speech functions and the laryngopharyngeal characteristics of swallowing, besides investigating the relations between the supraglottic and swallowing characteristics. In this retrospective study, data from charts and nasopharyngoscopy examinations of phonation and deglutition of 60 healthy elderly subjects with an average of 68.8 years were analyzed. The presence and degrees of increase of the volume of vestibular folds, medial constriction in the emission of vowel and connected speech, and anteroposterior constriction in the vowel emission were investigated. The presence and degrees of the following parameters of food swallowing in liquid, pudding and solid consistencies: residues in pyriform sinuses, valleculae, oropharynx and laryngopharynx, laryngeal penetration/aspiration, premature spillage and delayed onset of pharyngeal phase, were analyzed as well. The results of analyses performed by two judges with optimal intra-rater reliability (Kappa test) were considered. The results were analyzed descriptively and the Chi-square test was used to verify the association between supraglottic characteristics and the presence of premature spillage and delayed onset of the pharyngeal swallowing phase (p<0.05). It was verified that the volume increase of vestibular folds and supraglottic constrictions occurred for the majority of the elderly. The volume increase of vestibular folds was almost always bilateral and distributed in discrete and evident degrees of similar form. There was greater occurrence of median constriction in the discrete and moderate degrees. Almost all cases of anteroposterior constriction were produced with movement only of the arytenoids or approximation of the arytenoids with the epiglottis, in addition to having a greater number of cases in a discrete degree; the majority of the elderly had normal or functional swallowing; there were few occurrences of residues in vallecules, pyriform sinuses, oropharynx and laryngopharynx, few cases of laryngeal penetration of food and only one of aspiration; the premature spillage occurred in greater number for the liquid, followed by the solid and pudding consistencies while the pharyngeal phase delay occurred for the minority of the elderly; there was a relationship between premature spillage and: increased volume of vestibular folds in liquid, medial and anteroposterior constriction in pudding and medial constriction in speech in solid consistency. It was concluded that the healthy elderly patients frequently had supraglottic constrictions and functional swallowing. The elderly with an increased volume of vestibular folds demonstrated less premature spillage in liquid, while the elderly who manifested evident anteroposterior constriction and presence of medial constriction in the speech presented greater premature spillage in pudding and solid consistencies, respectively.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-05-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.