• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2006.tde-28022007-144048
Documento
Autor
Nome completo
Tiago Novaes Pinheiro
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2006
Orientador
Banca examinadora
Consolaro, Alberto (Presidente)
Bramante, Clovis Monteiro
Pecora, Jesus Djalma
Título em português
Freqüência do sulco palatogengival e morfologia dos canais de dentes portadores antes e depois do preparo biomecânico
Palavras-chave em português
canal radicular (morfologia)
patologia bucal
preparo da cavidade dentária
Resumo em português
O sulco palatogengival representa uma anomalia com morfologia propícia ao acúmulo de microorganismos e possibilidade de comunicação com a cavidade pulpar, podendo acarretar em doença periodontal localizada, cárie dentária, pulpopatias e periapicopatias. Investigou-se a etiopatogenia, seus meios de diagnóstico para colaborar na determinação de prognósticos precisos baseados na detecção das dificuldades do manejo dessas situações clínicas decorrentes. Detectou-se sua freqüência em 500 pacientes, correlacionando sua presença com características pessoais e sua ocorrência na família de indivíduos portadores. Também foram utilizados 20 incisivos permanentes superiores portadores do sulco palatogengival avaliando macro e microscopicamente a morfologia dos canais radiculares antes e depois do preparo biomecânico, bem como a relação do compartimento pulpar com o meio externo. Os espécimes foram observados macroscopicamente, com o auxílio do estereomicroscópio, radiografados e analisados à microscopia eletrônica de varredura antes e depois do preparo biomecânico utilizando a técnica de mufla modificada de BRAMANTE et al.. A prevalência do sulco palatogengival na amostra de 500 pacientes avaliados, foi de 19,8%, sendo que o dente mais afetado foi o incisivo lateral superior com 80,4% de prevalência, ocorrendo tanto unilateralmente quanto bilateralmente. Observou-se a prevalência de 8,4% de doenças relacionadas ao sulco. Não se detectou diferenças entre gêneros e cor de pele, quanto à presença do defeito. Não foi observada nenhuma correlação entre a presença do sulco palatogengival e as características físicas avaliadas. Identificou-se a presença do sulco palatogengival em pessoas de uma mesma família. A análise de 20 incisivos superiores com sulco palatogengival permitiu a identificação de forames, foraminas e túbulos dentinários no leito do sulco palatogengival, comunicando o compartimento pulpar com o periodontal. Identificaram-se alterações no contorno e variações do tipo de junção amelocementária. O desgaste produzido pela instrumentação dos canais nos dentes da amostra foi uniforme, não havendo diferenças significantes entre as paredes instrumentadas nem nos fragmentos cervical, médio e apical dos canais. A parede dentinária atingida pelo sulco palatogengival foi a mais fina antes e depois do preparo biomecânico.
Título em inglês
Frequency of the palatogengival groove and morphologic analysis of the root canals of affected teeth before and after root canal preparation
Palavras-chave em inglês
palato gingival groove
radicular grooves
root canal instrumentation
Resumo em inglês
The palatogengival groove represents an anomaly with favorable morphology to the accumulation of microorganisms and possible communication with the pulp chamber, leading to localized periodontal disease, dental caries, pulp and periapical diseases. It was aimed to investigate the origin, the diagnostic means and to collaborate for determination of prognostic measures based on the detection of difficulties with handling of the current clinical situations related to the groove. The frequency in 500 patients was evaluated, correlating the presence of the groove with individual characteristics end its presence in the family of the bearers. Also 20 permanent previously extracted upper incisors with the palatogengival groove were evaluated as to the root canal morphology macro and microscopically, before and after root canal preparation. The relationship of the pulp chamber with the external environment, in these specimens was evaluated. The specimens were observed macroscopically, by means of stereomicroscope, x-ray and analyzed through scanning electronic microscopy before and after root canal preparation using a modified muffle technique from BRAMANTE et al.. The prevalence of the palatogengival groove in 500 patients, was of 19,8%, and the most affected tooth was the upper lateral incisor with 80,4% of prevalence, with unilateral and bilateral manifestation. It was detected the prevalence of 7,8% of groove related diseases. It was not detected differences between gender and skin color, with the presence of the defect. No correlations were observed between the presence of the palatogengival groove and the studied physical characteristics. It was identified the presence of the palatogengival groove in patients of the same family. The analysis of 20 upper incisors with palatogengival groove allowed the identification foramen, foraminas and exposed dentinal tubules in the radicular surface of the groove, communicating the pulp chamber with the periodontal compartment. Alterations in the outline and variations of the type of the cement enamel junction were also detected. The dentin removal produced by root canal instrumentation of the studied teeth was uniform, with no significant differences among the different dentinal walls or in the cervical, medium and apical fragments of the analyzed teeth. The dentinal wall related to the palatogengival groove was thinner before and after the root canal preparation compared with the remaining dentinal walls.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
TiagoPinheiro.pdf (14.90 Mbytes)
Data de Publicação
2007-03-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.