• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2009.tde-29052009-101406
Documento
Autor
Nome completo
Marcus Gustavo Silva Rodrigues
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2009
Orientador
Banca examinadora
Rezende, Maria Lucia Rubo de (Presidente)
Romito, Giuseppe Alexandre
Sant'Ana, Adriana Campos Passanezi
Título em português
Efeito da desmineralização das superfícies de contato na resistência à tração de enxertos ósseos autógenos em tíbia de coelhos. Analise mecânica e à microscopia eletrônica de varredura
Palavras-chave em português
Desmineralização
Osseointegração
Transplante ósseo
Resumo em português
Vinte e nove coelhos machos (Oryctolagus cuniculus) tiveram fragmentos ósseos corticais de 8mm de diâmetro removidos com trefina da metáfise proximal tibial que foram transplantados para uma área adjacente após a realização de um dos seguintes tratamentos: G-EDTA (desmineralização com EDTA pH neutro a 24% na forma de gel por 3 minutos das superfícies ósseas de contato); G-EDTA-P (o mesmo tratamento de G-EDTA e perfuração do leito receptor); G-P (perfuração do leito receptor) e G-C (nenhum tratamento adicional ao transplante). Noventa dias após as cirurgias, os animais foram eutanasiados para obtenção de blocos ósseos contendo os enxertos e preparo de corpos de prova para ensaio mecânico de determinação da resistência à tração e módulo de elasticidade. Os valores encontrados para resistência à tração foram: G-C = 2.0861.200 MPa; G-EDTA = 2.0330.976 MPa; G-EDTA-P = 1.9770.795 MPa e G-P = 1.8260.800 MPa. Entretanto, não houve diferença estatisticamente significante entre os grupos (p=0.819). Os valores médios do módulo de elasticidade foram: G-C = 38.8022.72 MPa; G-EDTA-P = 26.2414.17 MPa; G-EDTA = 25.119.89 MPa e G-P = 17.517.94 MPa, sendo identificada diferença estatística apenas entre o G-C e os demais. Concluiu-se que a desmineralização por EDTA das superfícies ósseas de contato em enxertos autógenos em bloco do tipo onlay não interfere na resistência à tração da interface independentemente da perfuração do leito receptor e que tanto a desmineralização como a perfuração aumentam a deformação dos corpos de prova sugerindo um melhor comportamento elástico nesses grupos.
Título em inglês
Effect of the demineralization of the contacting surfaces in the tensile strength of autogenous bone grafts in rabbits tibiae. Mechanical and scanning electron microscopy analysis
Palavras-chave em inglês
Bone transplantation
Demineralization
Osseointegration
Resumo em inglês
Cortical bone fragments of 8mm of diameter were removed with trephine burr from the proximal tibial metaphysis of twenty nine male rabbits (Oryctolagus cuniculus) and transplanted to an adjacent area after one of the following treatments: G-EDTA (demineralization of the contacting bone surfaces with EDTA pH 24% during 3 minutes); G-EDTA-P (the same treatment of G-EDTA and perforation of the receiving host bed); G-P (perforation of the receiving host bed) and G-C (no additional treatment to the transplant). Ninety days post-operatively, the animals were euthanized in order to attain bone blocks with the grafts. The specimens were prepared to mechanical assay for tensile strength and Young modulus. The values found for tensile strenght were: G-C = 2.086±1.200 MPa; G-EDTA = 2.033±0.976 MPa; G-EDTA-P = 1.977±0.795 MPa and G-P = 1.826±0.800 MPa. These differences, therefore, were not statically significant (p=0.819). The Young modulus average values for the specimens were: G-C = 38.80±22.72 MPa; G-EDTA-P = 26.24±14.17 MPa; G-EDTA = 25.11±9.89 MPa and G-P = 17.51±7.94 MPa. There were statistically significant differences only between the G-C and the other groups. The results showed that EDTA demineralization of the contacting bone surfaces in onlay autogenous bone grafts does not interfere in the tensile strenght at the interface independently of the perforation of the host bed. On the other hand, demineralization as well as perforation increased the deformation of the specimens suggesting a better elastic behavior for these groups.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-06-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.