• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2005.tde-28092005-111701
Documento
Autor
Nome completo
Lucas Villaça Zogheib
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2005
Orientador
Banca examinadora
Vieira, Lucimar Falavinha (Presidente)
Francisconi, Paulo Afonso Silveira
Pinto, Joao Henrique Nogueira
Título em português
Resistência à fratura de raízes fragilizadas restauradas com resina composta e pinos de fibra de vidro submetidas à ciclagem mecânica
Palavras-chave em português
gomas e resinas
pinos dentários
reabilitação
Resumo em português
A preservação e a restauração de dentes severamente debilitados sem suporte dentinário no terço cervical do canal radicular é um procedimento difícil e de prognóstico duvidoso. Avaliou-se, por meio de ciclagem mecânica e compressão, a resistência à fratura e o padrão de fratura de raízes íntegras e fragilizadas, reconstruídas internamente com resina composta (Z 250) e pinos de fibra de vidro (Reforpost). Trinta caninos superiores humanos com anatomia radicular semelhante foram divididos em três grupos de acordo com a espessura do terço cervical: grupo I - raízes íntegras sem simulação de enfraquecimento e grupos II e III simularam raízes parcial e amplamente enfraquecidas. Estas foram reconstruídas através de preenchimento com resina composta fotopolimerizável por meio de um pino translumínico (Luminex). Todos os grupos tiveram coroas totais metálicas cimentadas sobre os núcleos em resina composta. Os pinos e coroas foram cimentados com cimento resinoso dual. Os corpos de prova foram submetidos à 250.000 ciclos numa freqüência de 2.6 Hz e carga de 3Kg. Posteriormente, os mesmos foram carregados numa máquina de ensaio universal à uma velocidade de carga de 0,5 mm/min até sua fratura. Em ambos os testes a angulação de carga foi de 135º em relação ao longo eixo do dente sobre a face palatina. Os valores de resistência à fratura foram: Grupo I-57,83Kgf; Grupo II-41,80 Kgf; Grupo III-41,93 Kgf. A análise de variância (ANOVA) (p<0,05) a um critério mostrou diferença estatisticamente significante entre os grupos. A comparação individual das médias revelou diferença somente entre o grupo I e os grupos II e III. O percentual de raízes com prognóstico favorável após a fratura foi: Grupo I -80%; Grupo II -40%; Grupo III -30%. Raízes fragilizadas foram menos resistentes à fratura e apresentaram menos fraturas favoráveis a reabilitação do que aa raízes íntegras.
Título em inglês
Resistance to fracture of weakened roots restored with composite resin and glass fiber post submitted to cyclic loading
Palavras-chave em inglês
Resistance to fracture of weakened roots restored with composite resin
Resumo em inglês
The preservation and restoration of severely weakened pulpless teeth is a difficult and unpredictable procedure. This study evaluated the resistance to fracture and fracture patterns of weakened roots after restoration with glass fiber post, filling core of composite resin and total metallic crown submitted to cyclical and compressive load. Thirty upper canine teeth with similar dimensions were selected, being endodontic treatment performed. Samples were embedded and placed in a positioning jig. The teeth were divided into three groups in agreement with their cervical third thickness: group I (no weaken); Groups II (1.0mm) and III (0.5mm) simulated roots partial and largely weakened. The roots of groups II and III were reconstructed with composite resin through transparent plastic post (Luminex System-Dentatus). All groups received nickel-chrome cast metallic crowns. Both posts and crowns were cemented with a dual resinous cement. The specimens were impacted at 45 degrees to the long axis of the tooth with a force of 30 N at a frequency of 2.6 Hz for a total of 250.000 impacts. After were taken to the Universal Testing Machine for the fracture resistance test in a 135º and 0,5 mm/min speed. The fracture resistance values were: Group I -54,71 Kgf; Group II -40,04 Kgf; Group III -44,56 Kgf. Result show statistically significant differences in relation to the root conditions (ANOVA at one criterion p < 0,05). The samples with a favorable repair were: Group I -100%; Group II - 40%; Group III - 30%. The presence of more bulk of dentinal structure increased the resistance to fracture.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2005-10-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.