• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.23.2010.tde-30082010-150345
Documento
Autor
Nome completo
Geraldo Prestes de Camargo Filho
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Luz, Joao Gualberto de Cerqueira (Presidente)
Buscatti, Marcio Yara
Campos, Antonio Carlos de
Marques, Eduvaldo Silvino de Brito
Procopio, Antonio Silvio Fontao
Título em português
Estudo comparativo de duas técnicas de enxerto autógeno utilizando piezocirurgia para levantamento de seio maxilar
Palavras-chave em português
Enxerto
Seio maxilar
Ultrassom
Resumo em português
A técnica de levantamento de seio maxilar apresenta como uma possível complicação a perfuração da membrana sinusal. A utilização de dispositivos ultrassônicos apresenta-se como uma interessante ferramenta, particularmente segura e eficiente para realização das ostectomias de parede sinusal e divulsão de membrana sinusal. O presente trabalho teve por objetivo comparar duas técnicas que utilizam a cirurgia ultrassônica para realização de enxerto autógeno para levantamento de seio maxilar. Dez coelhos foram utilizados no estudo, sendo que um deles não foi submetido a procedimento cirúrgico. Os nove coelhos operados tiveram os seios maxilares preenchidos com enxertos autógenos coletados de díploe externa de calota craniana, nas formas particulado do lado direito e raspado do lado esquerdo, ambos com aparelho ultrassônico. Os dados de densidade óssea nos seios maxilares esquerdo e direito, obtidos por meio de tomografia computadorizada nos sentidos transversal e longitudinal, registrados 90 dias após a realização dos enxertos foram comparados estatisticamente. Cortes histológicos das áreas enxertadas foram realizados com finalidade descritiva. Não houve diferenças estatisticamente significantes entre as técnicas de enxerto que utilizaram osso raspado e particulado coletado por meio de dispositivo ultrassônico da calota craniana de coelhos. O aspecto histológico observado após 90 dias foi semelhante nos dois grupos, mostrando tecido ósseo maduro em meio a tecido conjuntivo frouxo. Os procedimentos transoperatórios nos levaram a concluir que o ultrassom piezoelétrico mostrou-se um instrumento seguro na abordagem cirúrgica do seio maxilar de coelhos, permitindo a manutenção da integridade da membrana sinusal durante as manobras cirúrgicas.
Título em inglês
Comparative study of two autogenous graft techniques using piezosurgery for sinus lifting
Palavras-chave em inglês
Graft
Maxillary sinus
Ultrasound
Resumo em inglês
Maxillary sinus lifting is a technique which presents as a possible complication the sinus membrane perforation. The use of ultrasonic devices is presented as an interesting tool, particularly safe and efficient to perform ostectomies of sinus wall and dissection of sinus membrane. This study aimed to compare two techniques that used ultrasound surgery to perform autogenous graft for maxillary sinus lifting. Ten rabbits were used in the study, one of which did not undergo surgery. The other nine rabbits had their maxillary sinuses filled with autogenous bone grafts collected from the external skull diploe in particulate form on the right side and shaved on the left side, both with ultrasonic device. Data on bone density in left and right maxillary sinus, obtained by computed tomography in transverse and longitudinal sections, recorded 90 days after the grafts, were compared statistically. Histological sections of the grafted areas were performed with descriptive purposes. There were no statistically significant differences between the two techniques that used shaved and particulate bone collected by means of ultrasonic device of the skull of rabbits. Histological aspects after 90 days were similar in both groups, showing mature bone through a fibrous connective tissue. Operatory assessment procedures leads us to conclude that the piezoelectric ultrasound showed as a safe tool in the surgical approach of the maxillary sinus of rabbits, allowing the maintenance of sinus membrane integrity during surgical procedures.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2010-09-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.