• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.23.2008.tde-17092008-101220
Documento
Autor
Nome completo
Leopoldo Penteado Nucci da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Simone, Jose Leonardo (Presidente)
Adde, Carlos Alberto
Gun, Carlos
Konno, Alysson Noriyuki Kajishima
Nunes, Fabio Daumas
Título em português
Prevalência de doença periodontal e estratificação do risco cardiovascular de Framingham e PROCAM de pacientes do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia
Palavras-chave em português
Doença Cardiovascular
Doença Periodontal
Epidemiologia
Estratificação de Risco Cardiovascular
Estudo de Prevalência
Fisiologia Cardiovascular.
Framingham
PROCAM
Resumo em português
Este estudo teve por objetivo avaliar a prevalência de doença periodontal e risco de doença cardiovascular estratificado pelos métodos de Framingham e PROCAM em uma amostra de sujeitos do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia. Trata-se de um estudo de prevalência com 56 sujeitos do gênero masculino de 45 a 70 anos dos Ambulatórios de Coronariopatia e Cardiologia do Esporte que aceitaram participar voluntariamente e tiveram os dados coletados da anamnese, do exame clínico global e periodontal e de análises laboratoriais. Os parâmetros clínicos periodontais foram: Registro Periodontal Simplificado (PSR), Índice Comunitário de Necessidades de Tratamento Periodontal (CPITN), Índice de Placa (IP), Índice de sangramento sulcular à sondagem (IS), Profundidade de Sondagem (PS), nível de inserção clínica periodontal (NIC) e Retração Gengival (RG). Avaliaram-se também na anamnese e no exame clínico global a idade, etnia, escolaridade, estado civil, hábitos alimentares, pressão arterial pulsátil, índice de massa corpórea (IMC), tabagismo, histórico familiar de cardiopatias, atividade física semanal e presença de doenças sistêmicas. Na avaliação laboratorial analisamos Glicemia, Triglicérides, Lipoproteína de Alta (HDL) e Baixa (LDL) Densidade, Colesterol Total e Proteína C Reativa. Os dados laboratoriais e clínicos foram utilizados como base de cálculo do logaritmo de estratificação de risco de doença cardiovascular nos métodos de Framingham e PROCAM. Foi então realizada a análise univariada e de freqüência para cada dado coletado, como também foi analisada a correlação entre os métodos periodontais e de estratificação de risco de doença cardiovascular. Finalizando com a análise de correlação da prevalência de doença periodontal com o risco de doença cardiovascular. Foi estabelecido o nível de significância de 5%. Os sujeitos do ambulatório de Coronariopatia apresentaram maior risco de doença cardiovascular calculado pelos métodos de Framingham e PROCAM (T1=1,212, p=0,048; T1=1,843, p=0,045), índice de massa corporal e concentração plasmática de proteína C reativa, menor intervalo de temporal de atividade física semanal do que os sujeitos do ambulatório de Cardiologia do Esporte. Nos parâmetros periodontais os sujeitos do ambulatório de Coronariopatia apresentaram maior freqüência de periodontite moderada no exame de PSR, maior índice de placa, índice de sangramento sulcular, perda de inserção clínica e profundidade de sondagem do que nos sujeitos do ambulatório de Cardiologia do Esporte. A prevalência de doença periodontal foi significantemente maior nos sujeitos com maior risco de doença cardiovascular estratificado nos métodos de Framingham e PROCAM (r=0,786/Framingham; r=0,823/PROCAM).
Título em inglês
Prevalence Study of periodontal disease and cardiovascular disease stratification risk in Dante Pazzanese Cardiology Institute
Palavras-chave em inglês
Cardiovascular disease
Cardiovascular disease stratification risk
Epidemiology
Framingham
Periodontal disease
Prevalence study
PROCAM
Resumo em inglês
Oral infection models have emerged as useful tools to study the hypothesis that infection and inflammatory reaction is a independent cardiovascular disease (CVD) risk factor. Periodontal infections are a leading culprit, with studies reporting associations between periodontal disease and CVD, but this studies the periodontal diagnosis and coronary risk show substantial variations. This study aimed to analyze the different methods of periodontal diagnosis (Periodontal Screening and Recording - PSR and Clinical Attachment Loss - CAL) and correlation with Framingham and PROCAM coronary risk. The result shown strong and significant associations between periodontal diagnosis (r=0,812) and coronary risk (r=0,786/Framingham; r=0,823/PROCAM). Evidence continues to support an association among periodontal infections, atherosclerosis and vascular disease in different periodontal diagnosis and coronary risk stratification methods.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2008-12-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.