• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.23.2009.tde-13042009-100041
Documento
Autor
Nome completo
Mayara Aguilar Dias de Brito
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Borsatti, Maria Aparecida (Presidente)
Adde, Carlos Alberto
Horliana, Anna Carolina Ratto Tempestini
Título em português
Hialuronidase associada à lidocaína com epinefrina em bloqueio pterigomandibular: avaliação da latência, duração e índice de sucesso anestésico, edema facial e abertura bucal
Palavras-chave em português
Anestésicos locais
Hialuronoglucominidase
Odontologia
Resumo em português
O uso do adjuvante hialuronidase (H) ao anestésico local (AL) é largamente utilizado em anestesia oftalmológica por melhorar a eficácia anestésica. Quando utilizada em odontologia concomitantemente ao AL na concentração de 150 UTR/ mL, não melhorou o índice de sucesso da anestesia do bloqueio do nervo alveolar inferior e ainda induziu ao trismo. Recentemente foi demonstrado que a H na concentração de 75 UTR/ mL injetada após 40 minutos do início da anestesia pterigomandibular prolongou a duração da anestesia. Ainda não foi avaliada se a H à 75 UTR/mL (metade da concentração) injetada concomitantemente o AL melhora o índice de sucesso sem induzir ao trismo. O objetivo deste estudo foi avaliar a influência da H 75 UTR/ mL injetada concomitantemente ao AL local em relação a latência de ação, duração de ação anestésica, índice de sucesso anestésico, edema pós-operatório e abertura bucal pós-operatória. Em 25 pacientes saudáveis foram realizadas 50 cirurgias (n=25) de terceiros molares inferiores, bilaterais, simétricos, pelo mesmo operador, utilizando para o bloqueio do nervo alveolar inferior 1,8 mL de lidocaína 2% associada à epinefrina 1:100.000 com a hialuronidase ou placebo (veículo) de modo duplo-cego e 1,0 mL para anestesia do nervo bucal. Para a avaliação da latência e duração de ação anestésica na polpa utilizou-se estímulo elétrico e para a gengiva, foi utilizado estímulo mecânico (picada). O edema foi avaliado através de medidas faciais (distância entre pontos) e a abertura bucal pela distância interincisal, ambos utilizando régua milimetrada. Estas medidas foram obtidas nos tempo: préoperatório, segundo e sétimo dia pós-operatório. A latência e duração de ação anestésica não apresentaram diferenças significativas (p>0,05) e não houve aumento do índice de sucesso da anestesia. O edema e a abertura bucal não variaram em relação às soluções utilizadas (p>0,05), porém houve diferença significativa de acordo com o tempo pós-operatório (p<0,05). Embora a H em menor concentração não tenha induzido efeitos adversos (trismo), também não melhorou sua eficácia. Nestas condições experimentais, pode-se concluir que a hialuronidase na concentração 75 UTR/ mL injetada concomitantemente ao AL não apresenta vantagem clínica.
Título em inglês
Hyaluronidase with lidocaine and ephinefrine in inferior alveolar nerve block: avaliation of onset time, duration of anaesthetic action, sucess rate, trismus and edema postoperative
Palavras-chave em inglês
Dentistry
Hyaluronoglicosaminidase
Local anesthetics
Resumo em inglês
The association of local anaesthetic (LA) with hyaluronidase (H) is widely used in ophthalmic anesthesia in order to improve its effectiveness of anesthesia. In dentistry, H 150 UTR/ mL injected concomitantly to LA solution did not enhance the success rate of anesthesia in inferior alveolar nerve (IAN) block and increased postoperative trismus. Recent studies have proved that when a concentration of 75UTR/ mL was injected 40 minutes after the beginning of the anesthesia in IAN block and lasts the local anesthesia. The purposes of this study were to evaluate the influence of H (75UTR/ mL) in onset time of action (OA), duration of LA action (DA), success rate, trismus and edema after surgical extractions of mandibular thrid molars. In each surgery was injected 1.8ml of 2% lidocaine with epinephrine added to hyaluronidase or placebo (vehicle) in a double blinded method, in 25 healthy patients for bilateral and symmetrical third inferior molar surgeries. The OA and DA were evaluated by electrical stimulus (pulpal anesthesia) in the inferior premolar and by mechanical stimulus (pick) for gingival anaesthesia. Trismus was determined by measuring maximum interincisal opening. Facial swelling was assessed by a tape measuring method (distance between points on the face) at second and seventh postoperative days. There were no significant difference between the H and placebo solutions in OA, DA, success rate, trismus and edema (p>0.01). Trismus and edema were significant diferent in the second day postoperative (p<0.01) for H and placebo. H added to LA did not influence sucess rate of LA, OA and DA, trismus and edema postoperative. The concomitant use of LA to H in the concentration of 75 UTR/ mL does not seem advantageous in IAN block.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-06-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.