• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.23.2014.tde-15042015-171442
Documento
Autor
Nome completo
Denise Sabbagh Haddad
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Arita, Emiko Saito (Presidente)
Brioschi, Marcos Leal
Costa, Claudio
Oliveira, Jefferson Xavier de
Rosa, Véra Lúcia Mestre
Título em português
Estudo da distribuição térmica da superfície cutânea facial por meio de termografia infravermelha: termoanatomia da face
Palavras-chave em português
Anatomia
Face
Odontologia
Termografia
Resumo em português
Pelo fato da face ser uma estrutura que envolve multissistemas, ela é considerada anatomica e funcionalmente muito complexa em sua avaliação clínica. Muitos diagnósticos de doenças que afetam a região facial são realizados por meio de métodos de imagem, entretanto, as técnicas convencionais são incompletas, pois apresentam um déficit de informações em relação aos aspectos funcionais, relativos à microcirculação regional e o sistema nervoso autônomo. Para documentação objetiva destas alterações, a termografia por imagem infravermelha tem sido proposta como método auxiliar diagnóstico. O objetivo deste estudo foi identificar, mapear e quantificar pontos de referência baseados na termoanatomia da face, a partir de gradientes térmicos, em uma população adulta. A amostra constituiu-se por 161 voluntários, ambos os gêneros, entre 26 e 84 anos (63 ±15 anos). Foram identificados 28 pontos de referência termoanatômicos fixos em 94,6% da amostra. A temperatura média desses pontos de referência termoanatômicos variou entre 33,3°C a 35,6°C, sendo que o melhor valor de corte para sua correta identificação na face foi acima de 34,5ºC. Não houve diferença estatística quando os comparou entre as hemifaces correspondentes e nem quanto à idade dos voluntários (?T = 0,11°C), exceto entre os gêneros e grupo racial (p<0,05). Concluiu-se que a face apresenta pontos termoanatômicos fixos e confiáveis em adultos, a qual a termografia tem o potencial de auxiliar na identificação de alterações a partir destes pontos.
Título em inglês
Study of the facial surface skin thermal distribution by infrared thermography: facial thermoanatomy
Palavras-chave em inglês
Anatomy
Dentistry
Face
Infrared Thermography
Resumo em inglês
Anatomical and functional information of the structures of interest are the basis for interpretation of imaging exams. For recognizing diseases it is necessary to understand and identify the anatomical structures and its variations. Diagnosis of some facial diseases may be done through medical imaging techniques; however, the most conventional methods present lack of information regarding physiological and functional aspects such as microcirculation and autonomous nervous system. The aim of this study was to identify, map and quantify the facial thermal gradients (thermo-anatomical points) in healthy adult population. A hundred sixty-one volunteers of both gender and mean age of 63 ±15 years were included. The results showed that twenty eight thermo-anatomical points have been identified in 94.6% of the sample, with a significant difference of the temperature in gender and racial groups (p<0.05). Moreover, there was no statistically significant difference between ages and sides in healthy individuals (?T = 0.11°C). The average temperature of the points ranged from 33.3°C to 35.6°C. When the maximum temperature reached to detect a facial thermal gradient is higher than 34.5°C, the thermo-anatomical point is meant to be correctly delineated. For detection of functional changes from thermoanatomical points on the face, thermography may be used as an auxiliary diagnostic imaging method.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-04-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.