• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.23.2005.tde-27092005-163931
Documento
Autor
Nome completo
Marcio Vieira Lisboa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2005
Orientador
Banca examinadora
Saito, Tetsuo (Presidente)
Navarro, Hamilton
Silva, Frederico Augusto Peixoto
Título em português
Estudo da união adesiva entre cimentos resinosos e ligas a base de níquel-cromo, em funçao da aplicação de primers adesivos metálicos
Palavras-chave em português
Cimento resinoso
Ni-Cr
primers
Resumo em português
A força de adesão entre resinas e ligas de metais básicos resulta do embricamento mecânico entre a superfície do metal e a resina e da interação química entre óxidos presentes na superfície dos metais e monômeros adesivos das resinas compostas. A literatura, entretanto, mostra que ainda persistem algumas dúvidas sobre a interação entre os diversos tipos de sistemas adesivos e metais básicos, por isso, essa pesquisa visa: verificar se a presença do Be na composição de ligas a base de Ni-Cr influencia a união metal básico/resina; comparar dois cimentos resinosos adesivos nessa função e verificar a influência da utilização de condicionadores (primers) adesivos metálicos para ligas nobres sobre essa união. Após 2500 termociclos, foram realizados testes de resistência à tração em 160 corpos-de-prova, que consistiam de dois discos de Ni-Cr-Be (Verabond – Aalba Dental Inc., Cordelia, CA-USA) com 6 mm de diâmetro e 2 mm de espessura cimentados entre si, e dois discos de Ni-Cr (Durabond - Odonto Comercial Importadora Ltda, São Paulo, SP), com as mesmas dimensões, cimentados entre si. Foram utilizadas diferentes marcas comerciais de sistemas adesivos: os cimentos resinosos adesivos, Panavia F (Kuraray Co. Ltd.), Bistite II DC (Tokuyama Corp.) e os agente de união (primers adesivos metálicos), Alloy Primer (Kuraray Co. Ltd. ), Metaltite (Tokuyama Corp.) e Cesead Opaque Primer (Kuraray Co. Ltd.). Discos cimentados sem primers serviram como grupo controle. Os resultados mostraram que houve diferença estatisticamente significante entre as duas ligas (Ni-Cr-Be –24,82 ± 7,6 MPa e Ni-Cr - 22,32 ± 7,9 MPa). Já para os cimentos houve superioridade adesiva do cimento Panavia F, que obteve média de resitência adesiva de 27,49 ± 4,8 MPa, sobre o cimento Bistite II, que obteve média de resistência adesiva de 19,63 ± 8,4 MPa. Os primers utilizados não apresentaram influência positiva sobre o Panavia F já que os grupos sem primer para esse cimento obtiveram média de 28,18 ± 5,6 MPa que é equivalente a média dos outros grupos com Panavia. Entretanto, para o cimento Bistite II DC os primers Alloy Primer e Metaltite obtiveram as menores médias, 12,7 ± 7,6 MPa e 15,71 ± 4,8 MPa respectivamente, enquanto sem primer, ou com o Cesead Opaque Primer, as médias foram significantemente superiores, 24.47 ± 6 MPa e 25.70 ± 6,8 Mpa respectivamente. Diante dos resultados conclui-se que os primers adesivos metálicos não potencializaram a adesão de cimentos resinosos adesivos sobre ligas de Ni-Cr.
Título em inglês
Bonding strength between resin cements and niquel-chromium alloys related to the use of adhesive metal primers
Palavras-chave em inglês
Ni-Cr
primers
resin cement
Resumo em inglês
The bond strength for resin and basic metals comes from the interaction between oxides in the metal surface and adhesive monomers in the composite resins composition. The literature shows that still are some questions about this interaction so this research intends to: verify if the presence of Be at Ni-Cr alloy plays some influence for this union, compare two resin luting cements at this function and study the influence the use of metal primers for noble metals in this mecanism of adhesion. After 2500 thermocycles, tensile bond strength tests were loaded at 160 specimens, which consisted of two metals discs with 6 mm in diameter and 2 mm thick from a Ni-Cr-Be alloy (Verabond – Aalba Dental Inc., Cordelia, CA-USA) bonded togheter and two metal discs from a Ni-Cr alloy (Durabond - Odonto Comercial Importadora Ltda, São Paulo, SP) bonded togheter. Diferent brand adhesive systems were used: the resin cements, Panavia F (Kuraray Co. Ltd.) and Bistite II DC (Tokuyama Corp.) and the metal primers, Alloy Primer (Kuraray Co. Ltd.), Metaltite (Tokuyama Corp.) and Cesead Opaque Primer (Kuraray Co. Ltd.). Nonprimed specimens served as control group. The results indicated that there is statiscal diferences beetwen the two alloys (Ni-Cr-Be –24,82 ± 7,6 MPa e Ni-Cr - 22,32 ± 7,9 MPa). Panavia F had founded greater bond strength (27,49 ± 4,8 MPa) than Bistite DC (19,63 ± 8,4 MPa). The metal primers did not show any positive influence for the Panavia bond strength when we considere that the no primer group had 28,18 ± 5,6 MPa bond strength media which were equivalente to the others Panavia´s groups. However for the Bistite cement, the bond strength for Alloy primer and Metaltite were the lower medias, 12,7 ± 7,6 MPa and 15,71 ± 4,8 MPa respectivally, while the no primer or the Cesead Opaque Primer groups showed superior medias 24,47 ± 6 MPa and 25,70 ± 6,8 MPa respectivally. The outcome of this research shows that the metal primers used did not incresead the bond strength between resin cements and Ni-Cr alloys.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
MarcioVLisboa.pdf (10.66 Mbytes)
Data de Publicação
2005-10-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.