• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.23.2005.tde-27092005-113847
Documento
Autor
Nome completo
Andreia Carradori
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2005
Orientador
Banca examinadora
Tamaki, Regina (Presidente)
Guimaraes, Antonio Sergio
Nakamae, Atlas Edson Moleros
Título em português
"Estudo comparativo do efeito da retenção a barra no ciclo mastigatório de pacientes usuários de overdentures"
Palavras-chave em português
Ciclo mastigatório
Overdenture
Padrão mastigatório
Prótese total
Resumo em português
A reabilitação dos pacientes edentados totais tem sido um desafio para os profissionais da área, que têm a responsabilidade de restabelecer a função e a estética alteradas com a perda progressiva dos dentes. Com o surgimento das reabilitações protéticas com implantes, o prognóstico dessas reabilitações melhorou e a satisfação dos pacientes aumentou. O presente trabalho teve como objetivo analisar as alterações que poderiam ou não estar presentes no ciclo mastigatório de pacientes portadores de prótese total convencional superior e overdentures mandibulares, com e sem a retenção da barra, simulando nesta última condição, uma prótese apenas mucoso-suportada. Foram selecionados 9 pacientes com idade entre 35 e 58 anos, sem histórico ou sintomatologia de disfunção da articulação têmporo-mandibular e que foram reabilitados na Clínica da Fundação para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico da Odontologia (FUNDECTO). Os registros foram obtidos através do aparelho Arcus Digma (Kavo Dental GmbH & Co. KG, Alemanha) que permite a análise dos movimentos mandibulares nas suas três dimensões. No intuito de simular uma mastigação normal onde o alimento exigisse um esforço contínuo do paciente mesmo após a degradação inicial do mesmo, optou-se por pedaços de cenoura crua padronizados em 1 cm 3 . O paciente não foi induzido quanto ao lado de mastigação e esse registro foi feito em dois momentos: primeiro com a manutenção da barra e segundo com a remoção da mesma. Escolheu-se o plano frontal para a avaliação dos resultados. Os ciclos mastigatórios foram avaliados quanto a sua forma, largura máxima, comprimento máximo e área total, e os registros com e sem a barra foram comparados. Quanto à forma, encontrou-se uma variação interindividual grande, porém, uma similaridade marcante quando se analisaram os dois registros de um mesmo paciente, o que evidenciou a existência de um padrão de caráter individual. Nos registros com a barra, pôde-se notar, de modo geral, que os ciclos foram mais regulares, lisos e com melhor direcionamento que nos registros sem a barra, sugerindo uma mastigação mais efetiva. Em relação à largura, 4 pacientes apresentaram aumento dos valores quando dos registros com a barra. Para a altura, 5 pacientes com a barra apresentaram aumento desta variável. Quanto à área total dos ciclos, 7 pacientes apresentaram aumento da área total com a barra, o que sugere que nessa condição, no geral, os ciclos foram mais largos. A análise estatística com a aplicação do teste não paramétrico de Wilcoxon adotando o nível de significância de 5%, para p menor ou igual a 0,05, não encontrou diferenças significantes para os registros com e sem a barra. Os resultados demonstraram que existe um padrão individual do ciclo mastigatório para cada paciente e uma grande variação interindividual do mesmo. Existem pequenas, porém, importantes diferenças na conformação geral do ciclo quando se compararam os registros com e sem barra.
Título em inglês
Comparative study of the bar retention effect in the masticatory cycle in overdenture wearers.
Palavras-chave em inglês
Complete denture
Masticatory cycle
Masticatory pattern
Overdenture
Resumo em inglês
Rehabilitating edentulous patients has been a challenge for the professionals that have the responsibility of restoring the function and esthetics altered by the looseness of the teeth. The aim of the present research was to evaluate the changes that could exist in the masticatory cycle of an upper conventional complete denture and mandibular overdentures wearers, with and without the bar fixation, simulating in this last condition, a conventional denture. Nine patients aged from 35 to 58 years old without signs or symptoms of join disfunction were selected, and rehabilitated in the Fundação para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico da Odontologia (FUNDECTO). The recordings were obtained from Arcus Digma (Kavo Dental GmbH & Co. KG) that is capable to register the mandibular movements in three dimensions. In order to simulate a normal mastication, when the food would ask the patient a continuous effort even after the first strokes, the carrot measuring 1 cm 3 was used. The patient was not induced to a preferred side of mastication and the recording was made in two times: first with the maintenance of the bar and second with its removal. The frontal plane was chosen to evaluate the results. The form, area, width and length of the masticatory cycles were evaluated and the results with and without the bar fixation were compared. Concerning the form of the cycle, a large inter-individual variation was found. However, a similar pattern was presented when analyzing the two recordings of a single patient, what means that an individual pattern exists for each person. The cycles with the bar were, generally, more regular, smooth, and with a better direction when compared with the recordings without the bar, suggesting a more effective mastication. Regarding the width, four patients presented higher values for the recordings with the bar fixation. Five patients had their recording changed to higher values with the bar fixation when analyzing the length of the cycles. Seven patients presented an enlargement of the total area of the masticatory cycles when the recordings were made with de bar fixation, what suggests that, with the bar, the cycles were generally larger. Test of differences between the two registrations were made by means of the Wilcoxon test, which did not find significant differences between the results with and without the bar fixation. The results demonstrated an individual pattern of the masticatory cycle for each patient and a large interindividual variation. Having considered all aspects, when comparing the results with and without the bar fixation, there are few but important differences in the general pattern of the masticatory cycle.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
AndreiaTeseToda.pdf (3.83 Mbytes)
Data de Publicação
2005-10-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.