• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.23.2004.tde-02022005-132339
Documento
Autor
Nome completo
Cristina Giovannetti Del Conte Zardetto
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2004
Orientador
Banca examinadora
Rodrigues, Celia Regina Martins Delgado (Presidente)
Bosco, Vera Lúcia
Brasil, Anne Lise Dias
Ferreira, Sylvia Lavinia Martini
Pinto, Antonio Carlos Guedes
Título em português
"Prevalência de cárie dentária em adolescentes residentes no município de São Paulo: Indicadores de risco e gravidade"
Palavras-chave em português
adolescência
cárie dentária
fatores de risco
prevalência
Resumo em português
Este estudo foi resultado da parceira entre as Disciplinas de Odontopediatria da FOUSP e de Nutrologia do Departamento de Pediatria da UNIFESP – Escola Paulista de Medicina –, fazendo parte do Projeto ECCCHOS (Estudos Clínicos sobre Crescimento, Comportamento, Hipertensão Arterial, Obesidade e Saúde Bucal). O objetivo do estudo foi investigar os indicadores de risco para cárie dentária em adolescentes residentes no município de São Paulo. Participaram deste estudo 230 adolescentes entre 15 e 19 anos de idade de uma escola pública do bairro da Vila Mariana. Primeiramente, foi realizado um questionário com os pais e adolescentes, obtendo informações do contexto familiar, dos hábitos alimentares e de comportamento. Para a classificação nutricional dos adolescentes, foi realizada avaliação antropométrica por nutricionistas da Disciplina de Nutrologia da UNIFESP. A avaliação odontológica foi executada por duas cirurgiãs-dentistas, previamente padronizadas, segundo as recomendações da OMS (1999). A análise quantitativa da dieta foi realizada pelas nutricionistas com base no registro alimentar de 3 dias, preenchidos pelos adolescentes, avaliando a ingestão de carboidratos, calorias totais e lipídeos, por meio do software “Programa de Apoio à Nutrição – NUTWIN 2002, versão 1.5 DIS – UNIFESP/EPM. A partir desse mesmo registro alimentar, foram calculados pela pesquisadora o número médio de refeições consumidas, a média de refeições contendo sacarose e o consumo médio de salgadinhos e refrigerantes normais e light/diet. Realizaram-se também exames laboratoriais de sangue para as dosagens de triglicérides, e colesterol total e frações. Os resultados foram tabulados e dicotomizados na mediana ou valor de risco. O CPO-D foi dicotomizado em baixo (< 5) e alto (> 5). Cerca de 29,57% dos adolescentes apresentavam-se sem lesões de cárie. O CPO-D médio encontrado foi 5,86. Os resultados foram analisados primeiramente por meio do teste de Qui-quadrado de Pearson ou teste exato de Fisher e da regressão logística, obtendo odds ratio e intervalos de confiança. A seguir foi realizada a análise dos indicadores de risco através da regressão logística múltipla com o procedimento “backward stepwise”. Conclui-se que os indicadores de risco de alto índice CPO-D entre os adolescentes pesquisados foram: o nível de escolaridade da mãe até fundamental incompleto (OR = 3,05 [IC95% (OR) = 1,15 – 8,07]); idade do adolescente igual ou superior a 17 anos (OR = 2,19 [IC95% (OR) = 1,24 – 3,87]); e o fato de ser sobrepeso (OR = 2,23 [IC95% (OR) = 1,04 – 4,75]). Os adolescentes que escovavam os dentes duas ou três vezes ao dia, apresentaram menor chance de terem alto índice CPO-D quando comparados com aqueles que higienizam uma vez ou menos ao dia (OR = 0,30 [IC 95% (OR) = 0,13 – 0,68] e (OR = 0,32 [IC 95% (OR) = 0,15 – 0,68] respectivamente); e, aqueles que foram ao cirurgião-dentista há mais de um ano, apresentaram menor chance de terem lesão de cárie quando comparados com aqueles que durante o último ano (OR = 0,62 [IC 95% (OR) = 0,35 – 1,09]).
Título em inglês
Dental caries prevalence in adolescents living in São Paulo city: risk indicators and severity.
Palavras-chave em inglês
adolescence
dental caries
epidemiology
prevalence
risk factors
Resumo em inglês
This study is the result of a partnership between the Pediatrics Department of the University of São Paulo and the Nutrology Department at the Federal University of São Paulo,UNIFESP-EPM. It is part of a larger study called ECCCHCOS (Clinical study on growth, behavior, hypertension, obesity, and oral health). The aim of this study was to examine the risk indicators for dental caries among adolescents living in the city of São Paulo, Brazil. 230 adolescents between 15 and 19 years of age from a public school located in the neighborhood of Vila Mariana participated in this study. First, a questionnaire was administered to parents and adolescents, gathering information on the family’s socioeconomic background, and on adolescents’ behavior and eating habits. Nutritionists from the Department of Nutrology at UNIFESP-EPM, weighed and measured the adolescents and performed the nutritional classification of participants. Dental examination was performed by two trained dentists, in accordance with WHO guidelines (1999). The quantitative, dietary evaluation of adolescents was carried out by the nutritionists, who assessed total intake of carbohydrates, lipids and calories, by examining the three-day diet/food records that adolescents kept, with the help of the NUTWIN 2002 software (Version 1.5, UNIFESP-EPM). The dental researcher also analyzed these records in order to evaluate the mean number of meals consumed, the mean number of meals containing sugar, and the mean consumption of chips and regular and diet softdrinks. Blood examination looking at the level of triglycerides and total cholesterol and its fractions was also performed. Results were tabulated and dichotomized, using median values or risk factors as cut-off points. The DMF-T was categorized into high (> 5) and low (< 5) values. 29.57% of the adolescents were caries-free. The mean DMF-T was 5.86. The results were first analyzed using Pearson’s Chi-square or Fisher’s Exact tests and multiple regressions, to obtain odds-ratios and confidence intervals. Analysis of the risk factors were next obtained through logistic multiple regression and backward stepwise analysis. Results indicate that risk factors for dental caries among study participants were: mother’s low level of education (OR=3.05 [CI 95% (OR) = 1.15 – 8.07]); adolescent’s age being 17 years or higher (OR=2.19 [CI 95% (OR) = 1.24 – 3.87]); and being overweight (OR=2.23 [CI 95% (OR) = 1.04 – 4.75]). Adolescents who reported brushing their teeth two or three times a day were less likely to have high DMF-T scores as compared to those who brushed their teeth only once a day (OR = 0.30 [CI 95% (OR) = 0.13 – 0.68] and (OR = 0.32 [CI 95% (OR) = 0.15 – 0.68] respectively); and, those who most recently visited the dentists more than one year ago showed higher probability of being caries-free when compared to those who visited the dentist within the last twelve months (OR = 0,62 [CI 95% (OR) = 0,35 – 1,09]).
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
TeseToda.pdf (934.23 Kbytes)
Data de Publicação
2005-02-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.