• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Lidiane Cristina da Silva Alencastro
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2018
Orientador
Título em português
Enfrentamento do bullying na escola: o Teatro do Oprimido como estratégia de intervenção
Palavras-chave em português
Adolescente ; Bullying ; Enfermagem em saúde pública ; Saúde do adolescente ; Saúde escolar
Resumo em português
Bullying escolar é definido como comportamentos negativos e/ou agressivos de intimidação que são realizados intencionalmente e repetidamente, marcado pelo desequilíbrio de poder entre vítimas e agressores. Sem motivação aparente, o fenômeno pode se manifestar nas formas física, verbal e/ou psicológica, implicando diretamente o desenvolvimento dos estudantes devido aos seus efeitos negativos e a suas altas taxas de ocorrência. Ele é caracterizado, ainda, como grave problema de Saúde Pública. Assim, o objetivo deste estudo foi analisar os efeitos de uma intervenção educativa na ocorrência do bullying entre adolescentes escolares de Cuiabá-MT, por meio de oficinas de dramatização baseadas na metodologia do Teatro do Oprimido. Trata-se de um estudo quase experimental, em que oficinas foram realizadas com um grupo (grupo- intervenção) e se estabeleceu um grupo-comparação. Participaram do estudo adolescentes que estudavam no 1º Ano do Ensino Médio de duas escolas públicas de Cuiabá-MT, selecionados a partir de resultados de pesquisa anterior. Em uma escola ocorreu a intervenção e na outra se constituiu o grupo-comparação. Os dois grupos foram avaliados três vezes para obter os seguintes índices: 1) base de referência antes da intervenção, 2) medida de primeiro efeito ao final da intervenção (pós-intervenção), e 3) medida após seis meses do fim da intervenção (follow up), totalizando um acompanhamento total de oito meses. Na intervenção, os adolescentes vivenciaram jogos grupais, propostos e criados por Augusto Boal e participaram da organização e apresentação de uma encenação de Teatro Fórum. Na coleta de dados, utilizou-se um questionário de caracterização sociodemográfica e a Escala de Agressão e Vitimização entre Pares. Para análise dos dados foi realizado teste de qui-quadrado para as variáveis sociodemográficas, teste t para comparação entre os grupos-intervenção e comparação, frequência e porcentagem para descrever as variáveis entre os tempos e foi considerado nível de significância de 5% (p>0,05). Os resultados apontaram que, logo após a intervenção, a vitimização física direta reduziu significativamente. No seguimento (follow up), essa redução foi identificada na agressão e vitimização físicas diretas. Destaca-se, também, que a escola-comparação apresentou aumento significativo do bullying, em todas suas formas de manifestação, no momento do follow up. No que diz respeito à forma de manifestação da agressão física direta, a intervenção foi mais eficaz na redução significativa do ato de xingar e provocar colegas, enquanto a vitimização física direta de ser xingado por colegas, na fase pós-intervenção, e de ser provocado por colegas, apenas revelou eficácia no período de seguimento (follow up). O presente estudo se apresenta como a primeira intervenção antibullying pautada em oficinas de dramatização, com a técnica do Teatro do Oprimido, no cenário nacional. Desse modo, na pesquisa em tela, pôde-se confirmar a tese de que adolescentes estudantes do Ensino Médio que participaram de uma intervenção educativa de dramatização, com base no Teatro do Oprimido, apresentaram melhor enfrentamento do bullying, com resultados positivos na redução de sua ocorrência
Título em inglês
Facing bullying in school: the Theater of the Oppressed as intervention strategy
Palavras-chave em inglês
Adolescent ; Adolescent health ; Bullying ; Public health nursing ; School health
Resumo em inglês
School bullying is defined as negative and / or aggressive behaviors of bullying that are carried out intentionally and repeatedly, marked by the imbalance of power between victims and aggressors. Without apparent motivation, the phenomenon can manifest itself in physical, verbal and / or psychological forms, directly implying student development due to its negative effects and high occurrence rates. It is also characterized as a serious public health problem. Thus, the objective of this study was to analyze the effects of an educational intervention on the occurrence of bullying among school adolescents in Cuiabá-MT, through drama workshops based on the methodology of the Theater of the Oppressed. It is a quasi-experimental study, in which workshops were carried out with a group (intervention group) and a comparison group was established. The study included adolescents who studied in the 1st Year of High School of two public schools in Cuiabá-MT, selected from previous research results. In one school the intervention occurred and in the other the comparison group was constituted. The two groups were evaluated three times to obtain the following indices: 1) baseline before intervention, 2) first-effect measure at the end of the intervention (postintervention), and 3) measured after six months of the end of intervention ( follow up), totaling a total of eight months. In the intervention, the adolescents experienced group games, proposed and created by Augusto Boal and participated in the organization and presentation of a Theater Forum staging. In the data collection, a sociodemographic characterization questionnaire and the Aggression and Victimization Scale among Peers were used. The chi-square test was used for sociodemographic variables, t-test for comparison between intervention groups and comparison, frequency and percentage to describe the variables between the times, and a significance level of 5% (p> 0.05). The results showed that, shortly after the intervention, direct physical victimization reduced significantly. In follow-up, this reduction was identified in direct physical aggression and victimization. It is also worth noting that school-comparison showed a significant increase in bullying, in all its forms of manifestation, at the time of follow up. Regarding the form of manifestation of direct physical aggression, the intervention was more effective in reducing significantly the act of cursing and provoking colleagues, while the direct physical victimization of being cursed by colleagues in the postintervention phase and of being provoked by colleagues, only showed efficacy in the follow-up period. The present study is presented as the first antibullying intervention based on drama workshops, with the technique of the Theater of the Oppressed, in the national scenario. Thus, in the screen survey, it was possible to confirm the thesis that adolescents of high school students who participated in an educational intervention of dramatization, based on the Theater of the Oppressed, presented a better confrontation of bullying, with positive results in the reduction of their occurrence
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-11-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.