• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2009.tde-19022009-141220
Documento
Autor
Nome completo
Raquel Bosquim Zavanella Vivancos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2009
Orientador
Banca examinadora
Leite, Adriana Moraes (Presidente)
Linhares, Maria Beatriz Martins
Scochi, Carmen Gracinda Silvan
Título em português
Efeito do contato pele a pele imediato ao nascimento na reatividade à dor dos recém-nascidos durante a vacina contra Hepatite B
Palavras-chave em português
Contato pele a pele
Dor
Hepatite B
Humanização do nascimento
Recém-nascido
Resumo em português
O contato pele a pele imediato entre mãe e recém-nascido (RN) constitui-se em procedimento indispensável no cuidado ao momento do nascimento, quando se trabalha sob o enfoque da humanização. Estudos atuais mencionam os efeitos proporcionados por esta terapêutica, no alívio da dor aguda em recém-nascidos (RN), porém, faz-se necessário estudar tais efeitos no momento do nascimento. O objetivo deste estudo é testar o efeito tardio do contato pele a pele ao nascer, no alívio à dor dos RN, durante a administração da vacina contra Hepatite B. Trata-se de estudo comparativo com delineamento quase-experimental. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da EERPUSP. Os RN pertenceram a dois grupos, sendo que, o grupo A permaneceu em contato pele a pele com sua mãe por 15 minutos após o nascimento, e, o grupo B, foi diretamente encaminhado ao berço aquecido. Manifestações comportamentais como estado de sono-vigília, NFCS adaptada, tempo de choro e reflexos de Moro, foram filmados nas fases pré-injeção, procedimento (anti-sepsia, punção, injeção e compressão) e recuperação. A freqüência cardíaca (FC) foi registrada desde a fase préinjeção até o final da recuperação. A normalidade das distribuições foi testada pelo teste Kolmogorov- Smirnov. Nas comparações dos scores da NFCS e FC utilizou-se ANOVA com medidas repetidas, possibilitando a análise intra e entre grupos. Para a variável estado de sono-vigília, na comparação entre os grupos, utilizou-se o teste Mann-Whitney. Na comparação intragrupos foi utilizado o teste de Friedman seguido de Wilcoxon para comparações múltiplas, com valor ajustado para o nível de significância, segundo número de comparações. Para variáveis categóricas foi utilizado o teste Quiquadrado. Na análise da NFCS não houve efeito estatisticamente significativo da interação grupos e fases do estudo (p=0,357). Tal efeito também não foi observado na análise entre grupos, considerandose todas as fases (p=0,298). Por outro lado, constatou-se efeito estatisticamente significativo na análise intragrupos, sendo que o valor médio da NFCS na fase de procedimento, diferiu das médias nas fases pré-injeção e recuperação (p=0,000), considerando os grupos como um todo. Com relação ao estado de sono-vigília, não foi constatada diferença estatisticamente significante entre os valores medianos dos grupos durantes as três fases (p=0,29; p=1,0; p=0,14). Na análise intragrupo houve diferença significativa entre as fases de pré-injeção e procedimento (p=0,000), bem como entre as fases de procedimento e recuperação (p=0,000). Quanto ao tempo de choro, os testes não mostraram significância estatística para as diferenças constatadas entre grupos para todas as fases (p=0,18; p= 0,57; p=0,51). O grupo A apresentou mais episódios de reflexos de Moro durante todas as fases, sendo tal diferença, significativa entre os grupos (p=0,02; p=0,04; p=0,01). Na análise da FC, os valores médios foram maiores no grupo A em todas as fases. Não houve diferença estatisticamente significativa da interação grupos e fase do estudo (p=0,933), na análise intragrupos (p=0,075) e entre grupos (p=0,332). Não foi constatado estatisticamente o efeito tardio do contato pele a pele, na diminuição dos indicadores comportamentais e fisiológico de reatividade à dor, durante a administração da vacina contra Hepatite B. No entanto, os resultados apontam o momento de contato como de intensa modulação comportamental para os RN. Separados das mães após o período de contato, os RN choraram mais, apresentaram maiores escores do NFCS, de FC e de reflexos de Moro, sendo os últimos, estatisticamente significativos. Desta forma, ainda que o tratamento estatístico não tenha encontrado diferenças entre os grupos, clinicamente foram observadas mais alterações comportamentais e fisiológica no grupo que esteve em contato, sendo em seguida retirado da mãe.
Título em inglês
Immediate skin-to-skin contact at birth in the reactivity of newborns pain during the Hepatitis B vaccine
Palavras-chave em inglês
Hepatitis B
Humanization
Newborn
pain
skin-to-skin contact
Resumo em inglês
Immediate skin-to-skin contact between mother and newborn is an essential procedure in birth care when ones work is focused on the humanization of care. Current studies address the effects of this therapeutic on the relief of acute pain in newborns, though further research on its effects at birth is needed. This study aimed to test the late effect of skin-to-skin contact at birth and on the relief of newborns pain during the administration of Hepatitis B vaccine. This is a comparative study with quasi-experimental design. The project was approved by the Research Ethics Committee at the University of Sao Paulo at Ribeirão Preto, College of Nursing. The newborns composed two groups. Group A had skin-to-skin contact with mothers for 15 minutes after birth and group B was directly sent to heated cribs. Behavioral manifestations as sleep-awake state, adapted NFCS, time spent crying and moro reflexes were video recorded in the pre-injection, procedure (antisepsis, puncture, injection and compression) and recovery stages. Cardiac frequency (FC) was registered from the pre-injection phase up to the total recovery. Normality of distributions was tested through Kolmogorov-Smirnov. ANOVA with repetitive measures was used to compare NFCS and FC scores, which permitted intra and between groups analysis. The Mann-Whitney test was used to compare the variable sleep-awake state in the comparison between groups. The Friedmans test followed by Wilcoxon for multiple comparisons with value adjusted for level of significance according to the number of comparisons were used for the intra-groups comparison. Chi-square test was used for the categorical variables. Statistically significant effect was not found for the NFCS in the groups interaction and phases of study (p=0.357). Such effect was not observed in the between groups analysis considering all phases (p=0.298). On the other hand, statistically significant effect was found in the intra-groups analysis and the average value of NFCS in the procedure phases differed from averages of the pre-injection and recovery phases (p=0.000) considering the groups as a whole. Statistically significant difference was not found in median values of groups during the three phases regarding the sleep-awake state (p=0.29; p=1.0; p=0.14). There was significant difference in the intra-groups analysis between pre-injection and procedure phases (p=0.000), and also between procedure and recovery (p=0.000). The tests did not evidence statistical significance for differences found between groups in all phases regarding time spent crying (p=0.18; p= 0.57; p=0.51). Group A presented more reflexes episodes during all phases and such difference was significant between groups (p= 0.02; p=0.04; p=0.01). In the FC analysis, the average values were higher for group A in all phases. There was no statistically significant difference of the groups interaction and phase of study (p=0.933), in the intra-groups analysis (p=0.075) and between groups (p=0.332). The effect of late skin-to-skin contact was not statistically evidenced in the reduction of behavioral indicators and physiological indicator of reactivity to pain during the administration of Hepatitis B vaccine. However, results appoint the moment of contact as intense behavioral modulation for newborns. Newborns separated from mothers after contact cried more, presented higher NFCS and FC scores and more reflexes, which were statistically significant. Therefore, even though the statistical analysis did not present differences between groups, it was possible to clinically observe more behavioral and physiological alterations in the group who was in contact with the mother and was then withdrawn.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-03-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.