• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.22.2008.tde-12012009-155057
Documento
Autor
Nome completo
Ricardo Alexandre Arcêncio
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2008
Orientador
Banca examinadora
Villa, Tereza Cristina Scatena (Presidente)
Maciel, Ethel Leonor Noia
Muniz, Jordana Nogueira
Palha, Pedro Fredemir
Ruffino Netto, Antonio
Título em português
A acessibilidade do doente ao tratamento de tuberculose no município de Ribeirão Preto (2007)
Palavras-chave em português
Acessibilidade
Atenção Primária à Saúde
Tratamento
Tuberculose
Resumo em português
Um dos grandes entraves no controle da TB na conjuntura atual consiste na acessibilidade do doente às tecnologias e aos recursos disponíveis. Assim, propôsse analisar a acessibilidade do doente ao tratamento de TB no município de Ribeirão Preto. Trata-se de um estudo seccional, realizado a partir da adaptação de instrumentos componentes do Primary Care Assessment Tool (PCAT), formulados e validados para avaliar os aspectos críticos da atenção primária desenvolvidos na Universidade de Johns Hopkins (Starfield 2000; 1998). Adequado e validado para o Brasil por Macincko e Almeida (2006), sendo adaptado para a atenção à TB por Villa e Ruffino-Netto (2008). A amostra do estudo foi por conveniência, selecionando-se duas fontes primárias de informações: Doentes diagnosticados de TB entre junho de 2006 a julho de 2007, acima de 18 anos, não pertencentes ao sistema prisional e profissionais de saúde que desenvolviam ações de controle nos Centros de Referência. A acessibilidade foi categorizada em 4 dimensões: Organizacional, Sócio-cultural, Geográfica e Econômica. Os entrevistados responderam cada pergunta segundo escala de possibilidades, do tipo Likert, com 5 posições. O processo de análise deu-se em duas etapas: Na primeira, compararam-se os centros de referência, aplicando-se os testes Anova e Kruskall Wallis, quando violados os critérios de homocedasticidade requeridos pelo teste paramétrico. A homocedasticidade foi confirmada pelo Teste de Bartlett. Na segunda etapa as fontes de informações foram comparadas, utilizando o teste qui-quadrado. Assumiram-se em todos os testes o nível de significância de 5%. A consistência interna do instrumento foi certificada pelo alpha de cronbach. Realizou-se 116 entrevistas, sendo 100 com doentes e 16 com profissionais de saúde. Em relação aos doentes, predominou o sexo masculino, com ensino fundamental incompleto, residente em moradia própria. No que tange aos profissionais de saúde, a maioria é do sexo feminino, com formação de nível médio. A maioria dos doentes foi encaminhada pelo pronto-atendimento ou hospital. Na dimensão geográfica, os achados apontaram como barreira ao tratamento, as distâncias entre os Centros de Referência a TB e os domicílios dos pacientes. Na dimensão econômica identificaram-se os gastos com viagens e as perdas no dia de trabalho. Frente à dimensão sócio-cultural, identificaram-se níveis insatisfatórios de educação em saúde e do envolvimento da comunidade. A busca ativa na comunidade não é priorizada no contexto dos serviços de saúde. Na dimensão organizacional, observaram-se níveis satisfatórios na realização de baciloscopias para o diagnóstico de TB e exames de HIV; todavia, o controle de comunicantes foi falho na maioria dos centros. Os trabalhadores não recomendam à comunidade os serviços de saúde onde desempenham suas ações com a mesma veemência dos doentes. Conclui-se que a educação em saúde, a busca ativa e o gerenciamento do tratamento são ações que devem ser priorizadas pelas equipes de saúde, de forma a ampliar a acessibilidade dos pacientes ao tratamento de TB.
Título em inglês
Patients Accessibility to Tuberculosis Treatment in the City of Ribeirão Preto (2007).
Palavras-chave em inglês
Accessibility
Primary Health Care
Treatment
Tuberculosis
Resumo em inglês
One of the greatest challenges regarding tuberculosis control in the present scenario is patients access to technologies and resources available. Therefore, the aim of this study was to assess such access in the city of Ribeirão Preto. It is a sectional study conducted from the adaptation of the instruments comprising the Primary Care Assessment Tool designed and validated in order to evaluate critical aspects of primary care at John Hopkins University (Starfield, 2000; 1998), it was later adapted by Macinko and Almeida to used in Brazil. Villa and Ruffino Netto (2008) adapted the tool for TB attention. The sample was selected by convenience and two primary information sources were chosen: patients over eighteen years of age who did not come from prisons, diagnosed with TB from June 2006 to July 2007 and health workers who were involved with control actions in reference centers. Access was split up into four categories: organizational, sociocultural, geographical, and economic. Respondents answered each question according to the scale of possibilities, Likertlike scale, with five ranks. The analysis process occurred in two distinct phases. In the first one, the reference centers were compared, using the ANOVA and Kruskall Wallis tests when homocedasticity criteria required by the parametric test were violated. Homocedasticity was confirmed by employing the Bartlett test. In the second phase, by using the Chi Square test, the information sources were compared. For all tests, a 5% level of significance was assumed. The Instrument consistency was certified by the Chronbachs Alpha test. One hundred patients and sixteen health workers were surveyed, totaling one hundred and sixteen surveys. As regards patients, most of them were males who had not completed primary school and had their own house; as for the health workers, most were high school level females. Most of the patients were referred by an emergency room or a hospital. In a geographical dimension, the distance between the patients homes and the reference center was found to be an obstacle to their access to treatment; in an economic dimension, expenses incurred with commuting and losing a working day were the obstacles; socioculturally speaking, the problem was a poor level of information about health and low community involvement- active search in the community was not a priority in the health service realm; and in the organizational aspect, although bacciloscopy to diagnose TB and HIV tests were satisfactorily performed, communicants control was poor in most health centers. The health workers did not recommend the health services at the units where they held a job as vehemently as did the patients. The conclusion was that education in health, management of treatment, and active search were actions that should be prioritized by health teams in order to expand patients accessibility to TB treatment.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-01-22
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • ARAKAWA, Tiemi, et al. Accessibility to tuberculosis treatment : assessment of health service performance [doi:10.1590/S0104-11692011000400019]. Revista Latino-Americana de Enfermagem [online], 2011, vol. 19, n. 4, p. 994-1002.
  • ARCêNCIO, Ricardo Alexandre, et al. Barreiras econômicas na acessibilidade ao tratamento da tuberculose em Ribeirão Preto - São Paulo [doi:10.1590/S0080-62342011000500013]. Revista da Escola de Enfermagem da USP [online], 2011, vol. 45, n. 5, p. 1121-1127.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.