• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Kelli Cristina Silva de Oliveira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2009
Orientador
Banca examinadora
Zanetti, Maria Lucia (Presidente)
Pace, Ana Emilia
Rossi, Vilma Elenice Contatto
Santos, Manoel Antonio dos
Teixeira, Carla Regina de Souza
Título em português
Conhecimento e atitute de usuários com diabetes mellitus tipo 2 e hipertensão arterial em uma unidade básica de saúde de Ribeirão Preto, SP
Palavras-chave em português
atitude
conhecimento
diabetes mellitus
enfermagem
hipertensão
Resumo em português
Este é um estudo transversal realizado em uma unidade básica de saúde no município de Ribeirão Preto, SP, em 2009. Os objetivos foram caracterizar os usuários com diabetes mellitus tipo 2 e hipertensão arterial, segundo as variáveis sociodemográficas, clínicas e laboratoriais, analisar os escores de conhecimento e de atitude e relacionar os escores de conhecimento e atitude, segundo algumas variáveis. A amostra foi constituída por 79 sujeitos com diabetes mellitus tipo 2 e hipertensão arterial, que atenderam os critérios de seleção. Para a coleta de dados foi utilizado o questionário para obtenção das variáveis sociodemográficas e clínicas, o Questionário de Conhecimento - DKN A, e o Questionário de Atitudes Psicológicas do Diabetes - O ATT 19. Dentre os 79 (100%) sujeitos a idade variou de 30 a 80 anos, média de 64,46±11,15. A maioria encontrava-se na faixa etária de 60 a 80 anos; houve predomínio do sexo feminino (63,3%), a maioria era casada (63,3%) e alfabetizada (96,3%). Em relação às variáveis clínicas, o índice de massa corporal, 33 (41,8%) estavam em sobrepeso, 23 (29,1%) em obesidade classe I, e 13 (16,5%) em obesidade classe II. Os valores da pressão arterial sistólica variaram de 100 a 180mmHg, média de 133,87±17,54mmHg e os valores da pressão artéria diastólica de 60 a 140mmHg, média de 80±10,50mmHg. A circunferência abdominal variou de 60 a 140cm, média de 107,06±15,29cm. A maior parte dos usuários tinha menos de 10 anos de evolução da doença, e, dentre os pacientes, a maioria com diabetes mellitus tipo 2 e hipertensão apresentou mau controle metabólico, ainda, a maior parte dos pacientes com diabetes mellitus tipo 2 e hipertensão arterial 51 (64,6%) obteve escores inferiores a oito em relação ao conhecimento em diabetes mellitus, indicando resultado insatisfatório para a compreensão acerca do autocuidado da doença. Quanto aos escores de atitude, obteve-se que 74 (93,7%) dos participantes apresentaram escore menor ou igual a 70, indicando baixa prontidão para o aprendizado da doença. Os escores obtidos em relação ao conhecimento, segundo o sexo, mostrou que o índice de acerto dos (n=28) usuários com diabetes mellitus tipo 2 e hipertensão arterial, para as mulheres, foi de 64,3%, e para os homens de 35,7%. A faixa etária entre 60 e 69 anos representou 50% da amostra, escolaridade com primeiro grau completo 53,6%, renda familiar entre 1 a 2 salários mínimos 53,6% e evolução da doença, com menos de 10 anos, 67,9%. Os escores em relação à atitude, segundo o sexo, mostrou que o índice de acerto dos (n=5) usuários com diabetes mellitus e hipertensão arterial, para as mulheres, foi de 80%, e para os homens 20%. Quando da faixa etária, entre 60 e 69 anos, o índice foi de 60%; escolaridade com primeiro grau incompleto, 60%; renda familiar, entre 1 a 2 salários mínimos, 60%, evolução da doença menor ou igual a 10 anos, 80%. Os resultados apontam para necessidade de implantação de um Programa de Educação em Diabetes e Hipertensão na unidade de estudo.
Título em inglês
Knowledge and attitude of patients suffering from type-2 diabetes mellitus and hypertension in a basic heathcare unit in Ribeirão Preto, SP.
Palavras-chave em inglês
attitude
diabetes mellitus
hypertension
knowledge
nursing
Resumo em inglês
This is a transversal study carried out at a basic healthcare unit in the municipality of Ribeirão Preto, SP, in 2009.The objectives were to characterize patients visiting the unit and suffering from type-2 diabetes and high blood pressure according to socio-demographic, clinical and laboratory variables; to analyse knowledge and attitude scores and, finally, to relate both taking into account some variables. The sample consisted of 79 subjects suffering from type-2 diabetes and high blood pressure who met the set of selection criteria. In order to collect the necessary data two questionnaires were used : the Knowledge Questionnaire DNK-A and the Diabetes Attitudes Questionnaire, ATT-19.The age of the 79 subjects (100%) ranged from 30 to 80 (average 64,46+-11,15), most of them, however, between 60 and 80 years. Nearly all were literate (96,3%), most of them were married (63,3%) and females (63,3%). Estimates of clinical variables showed that 33 (41,8%) were overweight according to Body Mass Index (BMI) figures and 23 (29,1%) and 13 (16,5%) were classified into class-1 and class-2 obesity respectively. Values of systolic blood pressured ranged from 100 to 180mmHg (average 133,87±17,54mmHg) and those of diastolic pressure from 60 to 140mmHg (average 107,6±15,29). Most of the subjects developed both diseases in a period of time shorter than 10 years previous to the current study and in addition to presenting poor metabolic control, 51 of them (64,6%) obtained scores lower than 8 in relation to diabetes mellitus, showing unsatisfactory results about understanding and self-care of the condition. As for attitudes scores the results showed that 74 (93,7%) obtained scores lower or equal to 70, indicating low readness to learn about the condition. The gender-related results about knowledge showed that the number of correct answers (N-28) was higher on the part of females than males, 64,3% and 35,7 respectively. The age range between 60 and 69 represented 50% of the sample, 53,6% finished primary school,53,6% had a family income ranging from one to two minimum wage and 67,9% of the subjects developed both conditions in a period of time shorter than 10 years previous to the present study. Gender-related attitude scores showed that the index of correct answer (N-5) of subjects suffering both conditions was higher for females (80%) than for males (20%). As to age this index was 60% for patients between 60 and 69 years,60% for those not finishing primary school,60% for subjects having a family income between one and two minimum wage and,finally,80% for patients developing both conditions in a period of time shorter or equal to 10 years previous to the present study. The results point at the necessity of adopting a Diabetes-and-High-Pressure Program at the healthcare unit where the study was carried out.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-11-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.