• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.22.2008.tde-25032008-164942
Documento
Autor
Nome completo
Ma. Elena Ledesma Delgado
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2008
Orientador
Banca examinadora
Mendes, Maria Manuela Rino (Presidente)
Angelo, Margareth
Caliri, Maria Helena Larcher
Gutierrez, Maria Gaby Rivero de
Rossi, Lidia Aparecida
Título em português
Significado atribuído ao processo de enfermagem por enfermeiras de um hospital no México: entre o fazer rotineiro e o pensar idealizado
Palavras-chave em português
enfermagem
hospital
processo de enfermagem
Resumo em português
Este estudo de natureza qualitativa teve como objetivo compreender os significados atribuídos ao processo de enfermagem por enfermeiras da unidade clínica num hospital do México. A coleta dos dados foi realizada por meio de entrevistas semiestruturadas com 16 enfermeiras, complementada com observação de sua atuação num período de trabalho, nos diferentes turnos, e consulta documental. Os dados foram analisados tendo como referenciais teórico e metodológico o Interacionismo Simbólico e a Teoria Fundamentada nos Dados, que possibilitaram a construção de categorias, subcategorias e suas inter-relações, utilizando o paradigma de codificação de Strauss e Corbin (2002). A comparação constante dos dados resultou na categoria central "o processo de enfermagem no contexto hospitalar: entre o fazer rotineiro e o pensar idealizado", que permitiu compreender o significado atribuído pelas enfermeiras ao processo de enfermagem na sua prática cotidiana assistencial, explicitado nas concepções, idealizações e ações de cuidado rotineiro, despercebido, aplicado de forma diferente ao aprendido na escola, e seguindo protocolos de atenção estabelecidos, como base de seu trabalho, uma maneira de fazer os cuidados e ajudar os pacientes a solucionar seus desconfortos, instrumento e metodologia que lhes permite direcionar suas atividades e assumir a prática profissional autônoma. O processo de enfermagem se mostra como dissociação entre o pensar e fazer, indicando haver distanciamento entre a teoria e a prática. As ações de cuidado das enfermeiras estão orientadas, principalmente, à realização de procedimentos, conforme rotinas e protocolos de atenção. Estas ações consistem em: recepção e entrega de turno, administração de medicamentos, mensuração de sinais vitais, registros clínicos de enfermagem e encaminhamento de pacientes, visando a dar conta da investigação de suas necessidades, planejamento e realização das ações, na perspectiva do cuidado individualizado e uso do processo de enfermagem. Nesse espaço de tomada de decisões, o enfermeiro estabelece relacionamento humanizado refletido na sua satisfação pelo cuidado realizado, evidenciando sua capacidade de lidar com as condições contextuais em que há delimitação de funções, sobrecarga de trabalho, bem como, costumes, crenças e valores pessoais e profissionais, expressos como limitantes na utilização do processo de enfermagem. Com este estudo foi possível compreender o processo social em que as enfermeiras atribuem significados ao processo de enfermagem no contexto hospitalar, captando a intersubjetividade de suas experiências e a participação ativa na construção de uma prática de enfermagem diferente, firmando a proximidade humana nas múltiplas interações do cotidiano hospitalar. Esta proximidade pode vir a ser resgatada e potencializada como objeto sensibilizador de uma prática que questione o caráter instrumental da rotina, avançando na perspectiva do cuidado humanizado.
Título em inglês
The meaning attributed to the nursing process by nurses from a hospital in Mexico: Between routine actions and idealized thinking
Palavras-chave em inglês
hospital
nursing
nursing process
Resumo em inglês
This qualitative study aimed to understand the meanings attributed to the nursing process by clinical unit nurses from a Mexican hospital. Data were collected through semistructured interviews with 16 nurses, in addition to observation of their activities during work hours, in different shifts, and consultation of documents. The theoretical and methodological frameworks for data analysis were Symbolic Interactionism and Grounded Theory, which permitted the construction of categories, subcategories and their interrelations, using the coding paradigm by Strauss and Corbin (2002). Constant data comparison resulted in the central category "the nursing process in the hospital context: between routine actions and idealized thinking", which permitted an understanding of the meaning nurses attributed to the nursing process in their daily care practice, expressed in conceptions, idealizations and routine care actions, unperceived, applied differently from what they had learned in school, and following established care protocols. This serves as the base of their work, as a way of delivering care and helping patients to solve their discomfort, as an instrument and methodology that allows them to direct their activities and assume an autonomous professional practice. The nursing process reveals itself as dissociation between thinking and doing, indicating a distance between theory and practice. The nurses' care actions are mainly oriented towards the realization of procedures, according to routines and care protocols. These actions consist of: shift reception and transmission, medication administration, measurement of vital signs, clinical nursing records and patient referral, with a view to coping with needs assessment, action planning and performance, within the perspective of individualized care and use of the nursing process. In this decision making space, nurses establish humanized relations, reflected in their satisfaction with the delivered care, evidencing their capacity to deal with the contextual conditions of function delimitation, work overload, as well as personal and professional customs, beliefs and values, expressed as limiting factors in the use of the nursing process. This study allowed us to understanding the social process in which nurses attribute meanings to the nursing process in the hospital context, capturing the intersubjectivity of their experiences and their active participation in the construction of a different nursing practice, inscribing human proximity in the multiple interactions of daily hospital reality. This proximity can be recovered and potentialized as the sensitizing object of a practice that questions the instrumental nature of routine, advancing in the perspective of humanized care.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2008-03-31
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.