• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2010.tde-16112010-095225
Documento
Autor
Nome completo
Carla Maria Fonseca Simão
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2010
Orientador
Banca examinadora
Caliri, Maria Helena Larcher (Presidente)
Laus, Ana Maria
Poletti, Nadia Antonia Aparecida
Título em português
Úlcera por pressão em unidades de terapia intensiva e conformidade das ações de enfermagem
Palavras-chave em português
Enfermagem Baseada em Evidências
Fidelidade a diretrizes
Gerenciamento de Segurança
Úlcera por Pressão
Resumo em português
As instituições de saúde buscam melhorar a qualidade assistencial e segurança do paciente reduzindo agravos como a ocorrência da Úlcera por Pressão (UPP) pela análise dos processos que interferem neste resultado, um indicador de qualidade da enfermagem e serviços de saúde. Estudo objetivou analisar a ocorrência de Úlcera por Pressão em Unidades de Terapia Intensiva e a conformidade do uso de medidas preventivas pelos enfermeiros. Utilizando desenho descritivo exploratório com análise quantitativa, foram analisados dados sociodemográficos e clínicos de pacientes internados em quatro UTIs, incidência e prevalência de UPP, ações para prevenção registradas em prontuário, concordância entre enfermeiros e pesquisadora quanto subescores e escore total da escala de Braden e classificação de risco para UPP. Foram avaliados 346 pacientes, sendo 68 na UTI 1, 84 na UTI 2, 97 na UTI 3 e 97 na UTI 4. Desses, 61,8% eram do sexo masculino, média de idade 56 anos, tempo médio de internação nas UTIs 8,51 dias. A maioria apresentou escores médios na escala entre 13 e 16 na avaliação inicial. Cinqüenta e quatro pacientes (15,6%) foram admitidos na UTI com UPP e 40 (13,69%) pacientes desenvolveram UPP enquanto internados na UTI. Os pacientes que tiveram maior freqüência de UPP eram de alto risco com escores de 10 a 12. Houve predomínio de UPP na região sacral e de estágio II. A maioria desenvolveu-se entre o 2º e o 7º dia de internação e a maior freqüência ocorreu nos pacientes com idade 60 anos. Em 100% dos prontuários não havia registro de enfermagem sobre o risco do paciente para UPP. Havia 39,7% registros corretos de pele íntegra e 85,5% registros corretos da presença de UPP. Quanto ao registro do estadiamento da UPP, a maioria não apresentava conformidade com as recomendações internacionais. Os pacientes admitidos com UPP tiveram maior número de registro de medidas preventivas (57%), com maior freqüência para a hidratação da pele (80,3%) e uso do colchão caixa de ovo (66,9%). Vinte e dois enfermeiros participaram da avaliação da concordância dos dados dos pacientes com a pesquisadora. Tinham tempo médio de profissão de 5 anos e tempo de atuação nas UTIs de 2 anos e oito meses. Houve concordância geral para os escores das subescalas Percepção Sensorial, Mobilidade, Fricção e Cisalhamento. A subescala Umidade, obteve pobre concordância nas UTIs 2 e 4, e não houve concordância na UTI 3. Nas UTIs 3 e 4 não houve concordância para a subescala Atividade e nas UTIs 2 e 4 para a subescala Nutrição. Quanto ao escore total da escala de Braden e classificação em níveis de risco, a concordância ocorreu apenas nas UTIs 1 e 2 (Kappa > 0,5). Os resultados obtidos demonstram a necessidade da avaliação do processo da assistência de enfermagem, de modo a identificar a conformidade das ações de enfermagem e os aspectos que exigem mudanças institucionais, já que podem interferir na ocorrência da UPP visando à melhoria da qualidade e maior segurança para os pacientes internados em Unidades de Terapia Intensiva.
Título em inglês
Pressure Ulcers in Intensive Care Units and Conformity of Nursing Actions
Palavras-chave em inglês
Evidence- Based Nursing
Guideline Adherence
Pressure Ulcer
Safety Management
Resumo em inglês
Health institutions seek to improve the quality of care and patient safety by reducing the occurrence of events such as pressure ulcers (PU) by the analysis of the processes that interfere with this result, an quality indicator of nursing and health services. Study aimed to analyze the occurrence of pressure ulcers in Intensive Care Units and the conformity with preventive measures used by nurses. Using an exploratory descriptive design with quantitative methods sociodemographic and clinical data of patients admitted to four ICUs were colected and analyzed, as well as incidence and prevalence of PU, actions for prevention recorded in patient records, agreement among the nurses and researcher related to Braden scale total score and subscores and classification of level of risk for PU development. There were evaluated 346 patients, 68 in ICU 1, 84 in ICU 2, 97 in ICU 3 and 97 in ICU 4. Of the total, 61.8% were male, mean age 56 years, mean lenght of ICU stay 8.51 days. Most ICUs had Braden mean scores in the range of 13 and 16 in the initial evaluation. Fifty-four patients (15,6%) were admitted to the ICU with UPP and 40 (13,69%) patients developed pressure ulcers while hospitalized in ICU. Patients who had higher frequency of UPP were in high risk with a score 10-12. PU were predominantly in the sacral region and stage II. Most ulcers developed between the 2nd and 7th day of hospitalization and occurred more frequently in patients aged 60 years. In 100% of the records nursing records about patient's risk for PU was not documented. There were 39.7% correct records about intact skin and 85.5% correct records about the presence of PU. As for the staging of the PU, the majority of nursing records were not in conformity with international recommendations. Patients admitted with PU had higher registration number of preventive actions (57%), more frequently related to hydration of the skin (80.3%) and use the eggcrate mattress (66.9%). Twenty-two 22 nurses participated in the appraisal of their agreement with the researcher about patient's collected data. Their average time of working in nursing was 5 years and time working in ICU was 2,8 years. There was general agreement for the scores of the subscales Sensory Perception, Mobility, Friction and Shear. Related to subscale humidity, poor agreement was obtained in ICUs 2 and 4, and no agreement was obtained in ICU 3. On ICU 3 and 4 there was no agreement for Activity subscale and in ICUs 2 and 4 for subscale Nutrition. Regarding the total score of the Braden scale and classification of risk levels, the correlation was observed only in ICU 1 and 2 (kappa > 0.5). The results demonstrate the need for evaluation of nursing care process in order to identify the compliance conformity of nursing actions and issues requiring institutional changes that may interfere with detection of the PU to increase quality of care and safety management of patients in intensive care units.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
CARLAMaria.pdf (817.02 Kbytes)
Data de Publicação
2010-11-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.