• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2012.tde-05112012-165025
Documento
Autor
Nome completo
Gabriela Machado Ezaias
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2012
Orientador
Banca examinadora
Andrade, Denise de (Presidente)
Giordani, Annecy Tojeiro
Watanabe, Evandro
Título em português
Estratégia multimodal na promoção da higiene das mãos: atributos para aceitação e tolerância das preparações alcoólicas
Palavras-chave em português
Álcoois
Comportamento
Enfermagem
Infecção Hospitalar
Lavagem de Mãos
Resumo em português
O uso das preparações alcoólicas ainda suscita questionamentos e influencia na segurança do cuidado em saúde. Os aspectos relacionados à aceitação e tolerância destes produtos são determinantes para melhoria da prática de higiene das mãos (HM). Diante do exposto, objetivou-se avaliar a utilização de duas preparações alcoólicas na HM segundo a Estratégia Multimodal da Organização Mundial da Saúde (OMS). Trata-se de um estudo com delineamento cross-over, randomizado, duplo-cego, realizado com profissionais de enfermagem por meio de entrevistas e avaliações objetivas das condições das mãos. Utilizaram-se duas preparações alcoólicas distintas, sendo uma formulação recomendada pela OMS (handrub) e a outra fornecida pela instituição em estudo (álcool gel). Nesse sentido, foi possível avaliar as características dos produtos que influenciam a sua aceitação e tolerância nas mãos dos profissionais. Na elaboração do banco de dados realizou-se dupla digitação e a análise no Statistical Package of Social Science (SPSS). Totalizou-se 42 profissionais de enfermagem, com predominância de mulheres (36; 85,7%), faixa etária entre 36 e 45 anos (14; 33,4%) e pertencentes à categoria de técnico e auxiliar de enfermagem (32; 76,2%). Quantos aos aspectos que influenciam a tolerância da pele, a maioria dos participantes referiu ter pele clara (16; 38,1%) ou morena clara (13; 31,0%), raramente fazer uso de cremes/loções para as mãos (11; 26,2%), bem como negaram o histórico de dermatites irritativas (30 - 71,4%), atópicas (37; 88,1%) e intolerância ao álcool (42; 100,0%). Outras dificuldades relativas ao uso das preparações alcoólicas e os aspectos da prática de HM dos profissionais, antes e após a participação no estudo também foram avaliados. A preparação alcoólica na apresentação handrub não apresentou aceitabilidade positiva para apenas uma das características avaliadas (ressecamento), enquanto para o álcool gel não houve aceitabilidade para duas características (textura e velocidade de secagem). Observou-se tolerância positiva para todas as características avaliadas na utilização do handrub, entretanto observou-se uma piora no aspecto escamosidade após a utilização do álcool gel. Embora questões relativas ao treinamento e supervisão não foram exploradas estas se mostram fundamentais quando os aspectos inerentes à qualidade das preparações antissépticas foram superadas.
Título em inglês
Multimodal hand hygiene promotion: attributes for acceptance and tolerance of alcoholic preparations.
Palavras-chave em inglês
Alcohols
Behavior
Cross Infection
Handwashing
Nursing
Resumo em inglês
The use of alcoholic preparations still raises questions and influences the safety of health care. Aspects related to the acceptance and tolerance to these products are crucial to improving the practice of hand hygiene (HH). This study aimed to evaluate the use of two alcoholic preparations in HH according to the World Health Organization (WHO) Multimodal Strategy. This cross-over, randomized and double- blind study was carried out with nursing professionals through interviews and objective assessments of the conditions of the hands. Two different alcoholic preparations were used, one formulation recommended by the WHO (handrub) and the other provided by the institution under study (alcohol gel). It was possible to evaluate the characteristics of the products that influence their acceptance and tolerance in the hands of professionals. For the development of the database, double entry and analysis using the Statistical Package of Social Science (SPSS) were carried out. In total, 42 nursing professionals participated, with a predominance of women (36; 85.7%), aged 36 to 45 years (14; 33.4%) and belonging to the category of technical and auxiliary nurses (32; 76.2%). Regarding the aspects that influence the tolerance of the skin, most participants reported having light skin (16; 38.1%) or light brunette skin (13; 31.0%), rarely using creams/lotions for the hands (11; 26.2%), and denied having a history of irritant (30; 71.4%) or atopic (37; 88.1%) dermatitis and alcohol intolerance (42; 100.0%). Other difficulties related to the use of alcoholic preparations and the aspects of the practice of HH by the professionals, before and after participation in the study, were also evaluated. The alcoholic preparation as handrub did not present positive acceptability only for one of the evaluated characteristics (dryness), whereas for alcohol gel there was no acceptability for two characteristics (texture and drying rate). There was positive tolerance for all assessed characteristics in the use of Handrub, however, worsening in the squamous aspect of the skin was observed after the use of alcohol gel. Although issues related to training and supervision have not been addressed, they are key issues when features intrinsic to the quality of antiseptic preparations have been overcome.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-01-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.