• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.22.2008.tde-27052008-142204
Documento
Autor
Nome completo
Lucilene Cardoso
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2008
Orientador
Banca examinadora
Galera, Sueli Aparecida Frari (Presidente)
Costa Junior, Moacyr Lobo da
Diniz, Sebastiana Aparecida
Miasso, Adriana Inocenti
Santos, Manoel Antonio dos
Título em português
Egressos de internação psiquiátrica - um olhar sobre o paciente e seu familiar cuidador
Palavras-chave em português
Avaliação em enfermagem
Enfermagem psiquiátrica
Internação psiquiátrica
Saúde mental
Sobrecarga Familiar
Resumo em português
Com internações psiquiátricas criteriosas e marcadas por períodos mais curtos de institucionalização, pacientes e familiares se tornaram cada vez mais os principais provedores de cuidados em saúde mental. Nesse contexto a cronicidade dos transtornos mentais leva estas pessoas a conviverem com o processo de internação-reinternação, e suas as atividades cotidianas se organizam em torno das possibilidades de tratamento do transtorno mental. O objetivo deste trabalho foi conhecer quem são os egressos de internação e seus cuidadores em relação à: características sócio-demográficas; adesão do paciente ao tratamento psicofarmacológico, manifestação de sintomas psicopatológicos, ocorrência de reinternação e sobrecarga dos cuidadores. Foram entrevistados 48 pacientes e 21 cuidadores. Verificou-se que os egressos de internação psiquiátrica nessa amostra são em sua maioria mulheres (62,5%), residem com familiares (93,8%), com casa própria (70,8%), onde coabitam quatro pessoas (58,4). A renda individual não ultrapassou um salário mínimo para 66,7% dos pacientes, observando que 54,2% possuem até o primeiro grau completo de escolaridade e apenas 14,6% deles exercem algum tipo de trabalho regularmente. A manifestação de sintomas psiquiátricos esteve presente entre os pacientes e mostrou correlação com reinternação e grau de adesão ao tratamento psicofarmacológico. Entre os egressos 70,8% foram classificados com baixo grau de adesão ao tratamento medicamentoso. O baixo grau de adesão ao tratamento medicamentoso é fator relacionado à sobrecarga familiar, porém não é seu determinante. Sabe-se que pacientes com boa adesão ao tratamento têm menos riscos à ocorrência de recaídas e reinternações, mas não estão livres de suas doenças e de todo fardo que essa acarreta em suas vidas. Todos os cuidadores dessa amostra possuíam parentesco com os pacientes e para esses o cuidado sempre trouxe algum grau de sobrecarga. Intervenções de manutenção ao tratamento, educação, ventilação e alívio de crises podem buscar atender à demanda de cuidado dessas pessoas, não se restringindo a apenas garantir adesão ao tratamento psicofarmacológico, mas também visando identificar e minimizar riscos, trabalhar carências e os conflitos sociais, emocionais e financeiros gerados pela manifestação crônica da doença mental. Pesquisas e intervenções acerca das necessidades dos pacientes egressos de internação e de seus cuidadores são importantes para uma atuação sistematizada dos profissionais inseridos em serviços de saúde mental.
Título em inglês
Outpatients of psychiatric institucionalization - look at patients and family caregivers
Palavras-chave em inglês
family burden
mental health
Nursing assessment
psychiatric institutionalizations
psychiatric nursing
Resumo em inglês
With severe psychiatric institutionalizations and shorter periods of institutionalization, familiar and patients had become each time more the main suppliers of cares in mental health. In this context the severity of the mental illness takes these people to coexist the process of restabilization and rehospitalization, and this daily activity if organized around the possibilities of treatment of illness. The objective of this work was to know who is the outpatients of psychiatric institucionalization and this family caregivers in relation to: demographic data characteristics; adherence to pharmacological treatment, psychiatric symptoms manifestation, rehospitalization and family burden. 48 patients and 21 family caregivers participated. The outpatients of psychiatric institucionalization in this sample are in majority women (62,5%), inhabit with family (93,8%), with proper house (70,8%), where four people cohabit (58,4). The individual income did not exceed a minimum wage for 66,7% of the patients, observing that 54.2% possess until the first complete degree of scholl and only 14.6% of them exert some type of work regularly. The manifestation of psychiatric symptoms was present between the patients and showed to correlation with rehospitalization and poor adherence to pharmacological treatment. Between outpatients 70.8% they had been classified with low degree of adherence to the pharmacological treatment. The low degree of adherence to the pharmacological treatment is factor related to the family burden, however it is not its determinative one. It is known that patient with good adherence to treatment they have little risks to the occurrence of fallen again and rehospitalization, but are not free of its illnesses and all pack that this causes its lives. All family caregivers of this sample have kinship with the patients and for these the care always brought some degree of overload. Interventions of maintenance to the treatment, education, ventilation and relief of crises can search to take care of to the social, emotional and financial demand of care of these people, if not restricting only to guarantee adhesion to the psychopharmacology family caregivers treatment, but also aiming at to identify and to minimize risks, to work lacks and conflicts generated by the chronic manifestation of the insanity. Research and interventions concerning the necessities of outpatients of psychiatric institucionalization and this family caregivers are important for a more efficient performance of the inserted professionals in services of mental health.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
LucileneCardoso.pdf (637.35 Kbytes)
Data de Publicação
2008-06-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.