• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2012.tde-15082012-134531
Documento
Autor
Nome completo
Tatiana Maria Coelho Veloso
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2012
Orientador
Banca examinadora
Souza, Maria Conceição Bernardo de Mello e (Presidente)
Colvero, Luciana de Almeida
Saeki, Toyoko
Título em português
Ações de saúde mental desenvolvidas no cotidiano de uma equipe de estratégia saúde da família: possibilidades e limites
Palavras-chave em português
Assistência em Saúde Mental
Atenção Primária à Saúde
Programa Saúde da Família
Saúde mental
Resumo em português
A pesquisa teve por objetivo identificar e analisar as ações de saúde mental desenvolvidas pelos profissionais de uma equipe de Estratégia de Saúde da Família de um município de pequeno porte, apontando suas potencialidades e limites. Foi um estudo descritivo-exploratório, com abordagem qualitativa. Foi re alizada em uma unidade básica de saúde da família do município de Guaiúba-CE. Os partic ipantes foram 16 profissionais vinculados a uma equipe de ESF. A coleta de dados ocorreu em janeiro e fevereiro de 2011. Foram utilizados como métodos de coleta de dados, a observação e quat ro grupos focais. Os diálogos foram áudiogravados e transcritos, constituindo o principal material para a análise dos dados, que foram complementados pelas observações re gistradas em diário de campo. Foi realizada análise de conteúdo de Bardin e dos dados emergiram quatro categorias. Na categoria "Concepções de saúde mental" foram discutidas as ideias que permeavam o termo saúde mental, passando por vinculação do comportamento dentro da normalidade a uma concepção ampliada a partir do reconhecimento de vários aspectos que influenciam na saúde mental das pessoas. A categoria "Quem precisa de intervenção no campo da saúde mental?" buscou descrever como no dia-a-dia do serviço, a equi pe reconhece as pessoas e/ou famílias com necessidade de intervenção no campo da saúde me ntal. As questões de gênero, alterações no comportamento, o diagnóstico médico ou realização de tratamento para transtorno mental foram algumas das formas citadas pelos participantes no reconhecimento da demanda em saúde mental. Os agentes comunitários de saúde demonstraram grande potencial para desempenhar esse papel. A categoria "Por quais caminhos eles andam?" descreveu os diversos caminhos trilhados pelos pacientes após terem sido identificados com necessidade de atenção em saúde mental. A consulta médica foi considerada fundamental e determinante para a escolha de acompanhar o paciente na unidade de ESF, encaminhar para o Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), para o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), ou para algum hospital (geral ou psiquiátrico). Por fim, na categoria "Entre a medicação e a escuta" foram discutidos aspectos da utilização dos psicotrópicos, que, na realidade estudada, assume papel central na assistência em saúde mental. A equipe reconheceu a relevância da escuta como uma forma de cuidado em saúde mental que perm eava os atendimentos desenvolvidos pelos diversos profissionais. Os resu ltados nos levam às seguintes reflexões: as ações em saúde mental desenvolvidas no âmbito da ESF permei am o fazer de todos os profissionais que a compõe, como, por exemplo, a identificação da necessidade de quem precisaria de alguma intervenção em saúde mental, a orientação de busca por serviços de saúde, encaminhamento para os setores especializados, realização de es cuta e prescrição de psicotrópico. Apesar disto, faz-se necessário aprimorar a sistematização da identificação de casos, desenvolver junto à equipe estratégias de cuidado em saúde ment al que possam incorporar o cotidiano da ESF, além de melhorar a relação com os outros se rviços da rede, no intuito de fortalecê-la.
Título em inglês
Mental health interventions developed within the daily activities of a Family Health team: possibilities and limitations
Palavras-chave em inglês
Family Health Program
Mental health
Mental Health Assistance
Primary Health Care
Resumo em inglês
The aim of this study was to identify and analyze mental health interventions developed by workers of a Family Health team from a small city, highlight ing potentialities and limitations. This is a descriptive and exploratory study with qualitative approach. The research was conducted at a Family Health Unit in Guaiúba -CE. The 16 participan ts wereworkers of a Family Health team. Data was collected in January and February of 2011 through observation and four focal groups. The dialogues were audio recorded and later transcribed, constituting the main material of analysis, complemented with observation notes from a field diary. Bardin's content analysis was used to asse ss data from which four categories emerged. Mental health conceptions include ideas concerning the term mental health. There is a slight notion of normal behavior as an extend ed conception by recognizing many aspects that influence people's mental health. In Who needs mental health interventions? we aimed to describe how the team, on a daily basis, recognizes people and families in need of mental health interventions. Issues related to gender, behavioral changes, medical diagnosis or history of mental disorder treatment were acknowledged by participants as recognition of patients in need of mental health care. Community health workers displayed great potential to identify this feature. In In which paths do they trail? we described several paths trailed by patients after their need for mental health care wa s identified. The medical appointment was considered as fundamental and ad amant in the decision of escorting the patient to the Family Health Unit and referring him/her to the Family Health Support Center, to the Center of Psychosocial Care, or to a hospital (gen eral of psychiatric). At last, in Between medication and listening, aspects of the use of psychotropic drugs were discussed. In the studied reality, these drugs assume a central role in mental health care. The team recognized the importance of listening as a mental health care attitude and it took place in appointments conducted by several workers. Results point to the following considerations: Mental health interventions developed at Family Health Units are identified within care attitudes of all team workers. For instance, they can perform the identification of a person in need of mental health intervention, the orientation to look for health services, th e referral to specialized care, listening and prescription of psychotropic drugs. Despite that, it is necessary to improve the systematization of chaos identification, by developing mental health care strategies within the team. These strategies should be inco rporated into the daily routine of the Family Health Unit, to enhance the network relationship between other health services, in order to strengthen it.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-09-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.