• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.22.2014.tde-07012015-140041
Documento
Autor
Nome completo
Natália Priolli Jora
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2014
Orientador
Banca examinadora
Pillon, Sandra Cristina (Presidente)
Abreu, Angela Maria Mendes
Cardoso, Lucilene
Junqueira, Marcélle Aparecida de Barros
Souza, Jacqueline de
Título em português
Consumo de cocaína, crack e múltiplas drogas: interfaces com a qualidade de vida de usuários
Palavras-chave em português
Centros de Tratamento de Abuso de Substâncias
Cocaína
Cocaína Crack
Qualidade de vida
Resumo em português
O presente estudo teve por objetivo avaliar o uso de cocaína, crack e múltiplas drogas e os aspectos biológicos, psicológicos, sociais e qualidade de vida de usuários. Trata-se de um estudo do tipo transversal, de abordagem quantitativa, desenvolvido no CAPSad de Ribeirão Preto, SP, por meio de uma amostra clínica composta por 140 clientes do serviço, sendo 54 (38,6%) usuários de crack, 45 (32,1%) de múltiplas drogas e 41 (29,3%) de cocaína. Instrumento: Informações sociodemográficas, Severity Alcohol Dependence Data (SADD), Escala de Severidade da Dependência de Drogas (SDS), World Health Organization Quality of Life - versão abreviada (WHOQOL-bref), e o Addiction Severity Índex (ASI6). Para análise de dados, empregou-se oTeste Exato de Fisher a fim de avaliar a associação entre as variáveis; para a correlação, utilizou-se o coeficiente de correlação de Pearson e de Spearman; nas comparações, foi empregada a Análise de Variância (ANOVA) e, para avaliar a influência dos dados sociodemográficos e a qualidade de vida, utilizou-se o modelo de análise de regressão linear múltipla. A amostra caracterizou-se predominantemente por indivíduos do sexo masculino, religião católica, baixo nível de escolaridade e ocupação em atividades informais. Apenas a faixa etária, a raça e o estado civil diferenciaram-se entre os grupos avaliados. No entanto, somente o estado civil influenciou a percepção da qualidade de vida entre usuários de drogas. Níveis severos tanto da síndrome de dependência do álcool quanto de droga foram evidentes entre os grupos avaliados. Os grupos de cocaína e de crack não se diferenciaram entre si, porém se diferenciaram do grupo de usuários de múltiplas drogas na maioria das avaliações, evidenciando maiores escores nas escalas avaliadas (SADD, SDS e ASI6). No que se refere às correlações entre as áreas do ASI6 e do WHOQOL-bref, estas foram negativas, fracas e significativas na maioria de seus domínios, sinalizando que a gravidade dos problemas relacionados ao uso de substâncias psicoativas interfere na percepção da qualidade de vida. Desse modo, aumentando os problemas gerados pelo consumo de álcool (ASI6), maiores são também os prejuízos avaliados pelos domínios físico, psicológico, social e ambiente (WHOQOL-bref). O mesmo ocorreu com a área psiquiátrica (ASI6), que apresentou maior nível de gravidade quando relacionada aos domínios físico e social (WHOQOL-bref). As áreas médica e legal (ASI6) correlacionaram-se com os domínios físico e psicológico (WHOQOL-bref). Finalmente, a área suporte social e familiar (ASI6) correlacionou-se negativamente com os domínios social e ambiente (WHOQOL-bref).Vale mencionar que os resultados podem auxiliar no atendimento dos usuários de drogas por trazerem valiosas contribuições no que se refere à influência do uso dessas substâncias nos aspectos biológicos, psicológicos, sociais e, principalmente, na percepção da qualidade de vida. Assim, podem nortear a implementação de estratégias importantes no tratamento em dependência química.
Título em inglês
Cocaine, crack and multiple drug consumption: interfaces with user's quality of life
Palavras-chave em inglês
Cocaine
Crack cocaine
Quality of life
Substance Abuse Treatment Centers.
Resumo em inglês
The aim in this study was to assess the use of cocaine, crack and multiple drugs and the biological, psychological, social aspects and users' quality of life. A cross-sectional study with a quantitative approach was undertaken at the CAPSad in Ribeirão Preto, SP, Brazil, involving a clinical sample of 140 clients at that service, 54 (38.6%) of whom used crack, 45 (32.1%) multiple drugs and 41 (29.3%) cocaine. Instrument: Sociodemographic information, Severity Alcohol Dependence Data (SADD), Severity of Dependence Scale (SDS), World Health Organization Quality of Life - short version (WHOQOL-bref), and the Addiction Severity Index (ASI6). For data analysis, Fisher's Exact Test was employed to assess the association among the variables; for the correlation, Pearson and Spearman's correlation coefficients were used; in the comparison, Analysis of Variance (ANOVA) was applied and, to assess the influence of the sociodemographic data and quality of life, the multiple linear regression analysis model was used. The sample predominantly included male individuals, Catholic religion, low education level and occupation in informal activities. Only age range, racial origin and marital status differed among the groups under assessment. Nevertheless, only marital status influenced the perceived quality of life among drugs users. Severe levels of the alcohol and drug dependence syndromes were evident in the evaluated groups. No mutual differences were found between the cocaine and crack groups, but these differed from the multiple drug user group in most evaluations, showing higher scores on the scales (SADD, SDS and ASI6). As regards the correlations between the areas of the ASI-6 and the WHOQOL-bref, these were negative, weak and significant in most domains, signaling that the severity of the drug use problems interferes in the perceived quality of life. Thus, increasing the problems caused by alcohol consumption (ASI6), greater harm is also found in the physical, psychological, social and environmental domains (WHOQOL-bref). The same was true for the psychiatric area (ASI6), which showed greater severity when related to the physical and social domains (WHOQOL-bref). The medical and legal areas (ASI6) were correlated with the physical and psychological domains (WHOQOL-bref). Finally, the social and family support area (ASI6) was negatively correlated with the social and environmental domains (WHOQOL-bref). It should be mentioned that the results can help to attend to drug users because they offer valuable contributions regarding the influence of the consumption of these substances on the biological, psychological, social aspects and mainly on the perceived quality of life. Hence, they can guide the implementation of important strategies for chemical addiction treatment.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-01-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.