• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2018.tde-05032018-150009
Documento
Autor
Nome completo
Larissa Barros de Souza
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2017
Orientador
Banca examinadora
Fiorati, Regina Celia (Presidente)
Pinto, Maria Paula Panuncio
Scherer, Zeyne Alves Pires
Silva, Carla Regina
Título em português
A condição de vida de famílias em vulnerabilidade social e sua potencial relação com a saúde mental e o desempenho ocupacional escolar de crianças e adolescentes
Palavras-chave em português
Adolescente; Criança; Educação; Saúde Mental; Vulnerabilidade social
Resumo em português
A condição de vulnerabilidade social está associada a alguns fatores, tais como a inserção e estabilidade no mercado de trabalho, a debilidade das relações sociais e o grau de regularidade de acesso aos serviços públicos ou outras formas de proteção social. A exposição de sujeitos e grupos a riscos decorrentes de alterações significativas nestes fatores geram interferências de forma negativa em suas condições de vida individual, familiar e comunitária. Neste sentido, compreende-se que as experiências de vulnerabilidade social podem limitar o potencial das famílias de garantirem a sobrevivência e proteção de suas crianças e adolescentes e ter implicações negativas diretas no desenvolvimento destes. O objetivo geral deste trabalho foi analisar a condição de vida de famílias em vulnerabilidade social e sua potencial relação com a saúde mental e o desempenho ocupacional escolar das crianças e adolescentes. Trata-se de uma pesquisa de método misto que se utilizou de questionário sociodemográfico, mapas corporais narrados e entrevistas semiestruturadas para a coleta de dados. Esta se deu em um dos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, desenvolvido pelo Departamento de Proteção Básica da Secretaria Municipal de Assistência Social do município de Ribeirão Preto. Participaram do estudo as crianças e adolescentes que frequentam o serviço, seus professores, familiares e a coordenadora do local da coleta; sendo o presente trabalho aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP-USP). Para análise estatística da etapa quantitativa foi utilizado o programa IBM SPSS Statistic versão 24.0, na etapa qualitativa foi utilizada a análise de conteúdo. Os resultados identificaram a precária inserção das famílias tanto no eixo do trabalho, a partir de dados de desemprego, subemprego, baixos salários, quanto no eixo de redes sociais de suporte, evidenciando ruptura e/ou fragilização de vínculos, além da ausência de estratégias de cuidado. Foi possível, através das entrevistas e dos mapas corporais, identificar um sofrimento emocional por parte das crianças e adolescente, contudo notou-se grande dificuldade na percepção de tal estado, o qual não recebe a devida atenção por parte dos pais e professores. Observou-se também o prejuízo quanto ao desempenho escolar das crianças e adolescentes, devido a fatores principalmente relacionados à cultura de exclusão, à falta de estímulo da família, e o despreparo da escola e dos professores para trabalhar com tal população e sua realidade. Considera-se que há a necessidade de uma maior atenção aos grupos sociais vulneráveis a partir da formulação e implementação de políticas públicas, de programas de desenvolvimento social e ações efetivas do Estado e sociedade civil
Título em inglês
The living conditions of families in social vulnerability and their potential relation with mental health and the educational occupational performance of children and adolescents
Palavras-chave em inglês
Adolescent; Child; Education; Mental health; Social vulnerability
Resumo em inglês
Social vulnerability is associated to some factors, such as the insertion and stability in the labor market, weak social relations and the degree of regular access to public services or other forms of social protection. The exposure of subjects and groups to risks resulting from significant changes in these factors generate negative interferences in their individual, family and community living conditions. Thus, it is understood that experiences of social vulnerability may limit the potential of families to ensure the survival and protection of their children and adolescents and have direct negative implications for their development. This study aimed to analyze the life condition of families in social vulnerability and their potential relation with mental health and the educational occupational performance of children and adolescents. It is a mixed-method study which used a sociodemographic questionnaire, narrated body maps and semi-structured interviews for data collection. Data was collected at one of the units of the Services for Coexistence and Strengthening of Bonds, developed by the Department of Basic Protection of the Secretary of Social Assistance of the city of Ribeirão Preto. The children and adolescents attending the service, their teachers, family members and the local coordinator participated in the study. The present study was approved by the Research Ethics Committee of Ribeirão Preto College of Nursing (EERP-USP). Quantitative statistical analysis was performed with IBM SPSS Statistic version 24.0 program, qualitative assessment was performed through content analysis. The results identified the precarious insertion of families in the work axis, based on data on unemployment, underemployment, low wages, and on the axis of social support networks, showing rupture and / or weakening of bonds as well as the absence of strategies for care. It was possible through the interviews and the physical maps to identify emotional suffering on the part of the children and adolescents, however, great difficulty in the perception of such state was noticed, which does not receive due attention from parents and teachers. The study also shows the impairment in the educational performance of children and adolescents due to factors mainly related to the culture of exclusion, lack of family encouragement, and the lack of preparation both from school and teachers to work with such population and their reality. There is a need for greater attention to vulnerable social groups through the formulation and implementation of public policies, social development programs and effective actions by the State and civil society.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-04-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.