• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.21.2018.tde-17042018-134357
Documento
Autor
Nome completo
Julia Maria Borges Molina
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Santos, Marcos César de Oliveira (Presidente)
Tullio, Juliana Couto di
Nery, Mariana Freitas
Título em português
Uso de área pelo boto-cinza, Sotalia guianensis, no estuário de Cananeia
Palavras-chave em português
Sotalia guianensis
fotoidentificação
Função de Probabilidade de Seleção de Recurso
Modelos Aditivos Generalizados
seleção de habitat
uso de área
variabilidade individual
Resumo em português
A percepção e interpretação da interação de indivíduos e populações com o ambiente e a forma como tal relação condiciona sua distribuição espacial é questão-chave e recorrente em estudos ecológicos. Padrões de uso de área observados para populações emergem em ultima análise da variabilidade entre seus indivíduos em selecionar habitats e interagir com os mesmos. Este estudo teve como foco o uso de área pela população do boto-cinza, Sotalia guianensis, e sua variabilidade individual no estuário de Cananeia, localizado na costa sudeste do Brasil (25°03' S; 47°55' W), durante o verão e o inverno de 2015 e o verão de 2016. Parâmetros ambientais e geográficos (distâncias da desembocadura de rios, da entrada do estuário e de áreas urbanas, profundidade, maré e autocorrelação espacial) foram testados para explicar a distribuição da população e de seus indivíduos a partir de funções de probabilidade de seleção de recursos (RSPF) em modelos aditivos generalizados (GAM). Onze indivíduos fotoidentificados com 18 ou mais recapturas foram avaliados com o uso de modelos individuais de ocupação e sua interpretação foi subsidiada por estimativas de áreas domiciliares obtidas a partir de kerneis fixos de densidade. Nas três temporadas a população apresentou densidades de grupos desiguais ao longo do estuário e todas as variáveis, com exceção da distância de áreas urbanas, explicaram as probabilidades de presença observadas. Análises individuais revelaram discrepâncias nos tamanhos e disposição geográfica de áreas domiciliares e diferenças na composição e estimativa dos parâmetros selecionados para cada indivíduo. A variabilidade individual na população deve ter papel fundamental em termos de utilização do espaço e seleção de habitat pelo boto-cinza no estuário local.
Título em inglês
Are use by Guiana dolphins, Sotalia guianensis, in the Cananeia estuary
Palavras-chave em inglês
Sotalia guianensis
area use
Generalized Additive Models
habitat selection
individual variability
photo-identification
Resource Selection Probability Functions
Resumo em inglês
Understanding and interpreting the interaction of individuals and populations with the environment and how this relationship outlines their spatial distribution is a key question common in ecological studies. Area use patterns observed for populations are ultimately an outcome from individual variability in habitat selection and their interaction with such environments. Are use and habitat selection by the population of Guiana dolphins, Sotalia guianensis, and its individual variability were accessed in the Cananeia estuary (25°03' S; 47°55' W), southeastern Brazil, during the summer and winter of 2015 and the summer of 2016. Environmental and geographic parameters were estimated aiming to explain population distribution and differences within individuals. For this purpose, resource selection probability functions (RSPF) were applied in generalized additive models (GAM). Covariates tested included: distance to river mouths, distance to the estuary entrance, distance to urban areas, depth and tide. Geographic coordinates were used to model spatial autocorrelation. Eleven photo-identified individuals had their occupancy modelled and accessed in relation to their home range obtained from fixed kernel densities estimates. The population exhibited patchy group densities throughout the estuary in all seasons. Except from distance to urban areas all variables were selected in our final model for the population's RSPF. Individual analysis revealed discrepancies in size and location of home ranges which lead to remarkable differences in the composition and estimates of parameters selected in the models for each individual.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-04-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.