• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.21.2014.tde-07042015-140413
Documento
Autor
Nome completo
Mariana Rodrigues dos Santos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Katsuragawa, Mario (Presidente)
Bonecker, Ana Cristina Teixeira
Dias, June Ferraz
Título em português
Ocorrência, distribuição e abundância das larvas de Serranidae na costa sudeste brasileira, entre Cabo Frio (RJ) e Cabo de Santa Marta Grande (SC)
Palavras-chave em português
Anthiinae
distribuição horizontal
Epinephelinae
ictioplâncton
Plataforma Continental Sudeste Brasileira
serranídeos
Serraninae
Resumo em português
Os objetivos deste estudo foram descrever a composição taxonômica e distribuição horizontal das larvas de Serranidae na Plataforma Continental Sudeste Brasileira (PCSE), e verificar a interferência dos fatores ambientais e bióticos na distribuição larval. O material provém de 10 cruzeiros oceanográficos realizados nos meses de janeiro, maio, setembro e dezembro de 1975 a 1981, entre cabo Frio (RJ) e cabo de Santa Marta Grande (SC) e depositados na "Coleção Biológica Prof. E. F. Nonato". As larvas de Serranidae (933) foram identificadas em 14 táxons (Diplectrum formosum, Diplectrum spp., Serranus spp., Epinephelus itajara, Epinephelus morio, Epinephelus nigritus, Epinephelus tipo 1, Epinephelus spp., Mycteroperca spp., Pseudogramma gregoryi, Rypticus spp., Anthias menezesi, Hemanthias vivanus, Pronotogrammus martinicensis), distribuídos em nove gêneros e três subfamílias (Serraninae, Anthiinae, Epinephelinae). Com exceção de D. formosum, que apresentou ampla distribuição na plataforma interna da PCSE, e Epinephelus tipo 1 e Hemanthias vivanus, que se distribuíram preferencialmente na região sul da PCSE, os demais táxons se distribuíram na região norte da PCSE (cabo Frio-RJ a São Sebastião-SP), não ultrapassando a isóbata de 200 m. Os fatores salinidade, distância das ilhas e latitude foram significativos na distribuição de Diplectrum formosum, Diplectrum spp., Serranus spp., Epinephelus tipo 1, e Mycteroperca spp., táxons mais abundantes. Foi obtido um avanço na identificação de Epinephelus (E. morio, E. itajara e E. nigritus) e ratificada a morfologia dos espinhos alongados de E. nigritus.
Título em inglês
Occurence, distribution and abundance of Serranidae larvae in the southeastern, brazilian bight, between Frio cape (RJ) and Santa Marta Grande cape (SC)
Palavras-chave em inglês
Anthiinae
Epinephelinae
horizontal distribution
ichthyoplankton
sea basses
Serraninae
Southeastern Brazilian Bight
Resumo em inglês
This study describes the taxonomic composition and horizontal distribution of Serranidae larvae along Southeastern Brazilian Continental Shelf (SBSC), and investigates how environmental and biological factors influence the larval distribuction. The samplers, deposited in the Marine Biological Collection "Prof. E. F. Nonato", were collected on the 10 survey cruisers conducted on january, may, september and december from 1975 to 1981, between cape Frio (RJ) to cape Santa Marta Grande (SC). Larvae of Serranidae (933) were identified into 14 taxa (Diplectrum formosum, Diplectrum spp., Serranus spp., Epinephelus itajara, Epinephelus morio, Epinephelus nigritus, Epinephelus tipo 1, Epinephelus spp., Mycteroperca spp., Pseudogramma gregoryi, Rypticus spp., Anthias menezesi, Hemanthias vivanus, Pronotogrammus martinicensis), included in nine genera and three subfamilies (Serraninae, Anthiinae and Epinephelinae). Except for Diplectrum formosum, that was widely distributed throughout the southeastern continental shelf, and Epinephelus type 1 and Hemanthias vivanus, that were distributed into the south portion of the SBSC, other taxa distributed into the north portion of the SBSC (from cape Frio to São Sebastião), not exceeding the 200 m isobath. The salinity, latitude and distance of islands were significant factors in the horizontal distribution of Diplectrum formosum, Diplectrum spp., Serranus spp., Epinephelus type 1 and Mycteroperca spp., most abundant taxa. A significant progress was considered in identifying grouper larvae (Epinephelus morio, Epinephelus itajara and Epinephelus nigritus) and ratified the morphology of the elongated spines of E. nigritus.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-04-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.