• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2018.tde-19072018-105457
Documento
Autor
Nome completo
Wallyd Kalluf Koury
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2018
Orientador
Banca examinadora
Traina, Fabíola (Presidente)
Schmidt, Luciana Cayres
Rodrigues, Maria Carolina de Oliveira
Sandoval, Evandra Strazza Rodrigues
Título em português
Investigação da prevalência de anticorpos irregulares em doadores de sangue do Instituto Paranaense de Hemoterapia e Hematologia Ltda
Palavras-chave em português
Doador de sangue; Anticorpos irregulares; Anti-dia
Resumo em português
Anticorpos antieritrocitários são produzidos contra um ou mais epítopos presentes na superfície dos glóbulos vermelhos. A pesquisa de anticorpos irregulares consiste em expor os anticorpos circulantes do indivíduo a antígenos conhecidos in vitro. Nos casos dos doadores de sangue, a legislação vigente determina a realização da pesquisa de anticorpo irregular (PAI), não exigindo, porém, a determinação da especificidade do anticorpo, e os componentes plasmáticos e os concentrados de plaquetas, cuja presença de anticorpos irregulares fora evidenciada, não devem ser utilizados para transfusão. O presente estudo caracterizou o perfil imunohematológico referente à presença de anticorpos irregulares em doadores de sangue do Instituto Paranaense de Hemoterapia e Hematologia Ltda., no período de abril de 2008 a dezembro de 2015, e avaliar: (i) a prevalência de doadores de sangue voluntários que apresentam PAI positiva, (ii) a especificidade dos aloanticorpos identificados, (iii) a prevalência dos aloanticorpos em doadores de acordo com o sexo e a faixa etária. O projeto de pesquisa foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa. As informações sobre resultado da PAI, especificidade do anticorpo, sexo e idade disponíveis no sistema informatizado do Instituto Paranaense de Hemoterapia e Hematologia Ltda. foram acessadas. As análises estatísticas foram realizadas utilizando-se o teste exato de Fisher e valores de p<0,05 foram considerados estatisticamente significativos. Foram analisados 155.834 doadores. Em 474 (0,3%) doadores foram detectados anticorpos irregulares, dos quais, 358 doadores apresentaram resultados conclusivos (25% sexo masculino e 75% feminino). Os anticorpos de maior frequência foram anti-D (23%, n=83), anti-M (15%, n=55), anti-K (12,2%, n=44), anti-E (11,7%, n=42) e antiDia (11,7%, n=42). As associações de diferentes anticorpos ocorreram em 14,8% (48) da população estudada, sendo a mais frequente, anti-D + anti-C (n=19). A frequência de anticorpo irregular na população feminina foi significativamente maior que na masculina para as especificidades anti-D (p=0,0191) e anti-M (p=0,0005). O grupo de doadores com idade menor a 40 anos apresentou uma frequência estatisticamente maior de anticorpos irregulares com especificidades anti-M (p=0,0008) e anti-Dia (p=0,0176) quando comparado ao grupo de doadores com idade maior ou igual a 40 anos. Entre os 86 doadores do sexo masculino, a prevalência de anti-Dia foi significativamente maior na população masculina com idade inferior10 a 40 anos quando comparado aos doadores com idade maior ou igual a 40 anos (p=0,0273). O resultado obtido induz a suspeita de um provável IgM de origem natural considerando que esta população de doadores masculinos apresenta baixa chances de aloimunização por transfusão e não tem histórico de gestacional. A definição da prevalência e especificidade de aloanticorpos em doadores de sangue pode indicar a necessidade de um protocolo que defina a conduta frente ao doador com objetivo de proteção do doador de sangue e otimização do serviço de hemoterapia em relação às coletas de sangue realizadas
Título em inglês
Investigation of the prevalence of irregular antibodies in blood donors of the Instituto Paranaense de Hemoterapia e Hematologia Ltda
Palavras-chave em inglês
Blood donor; Irregular antibodies; Anti-dia
Resumo em inglês
Anti-erythrocyte antibodies are produced against one or more epitopes present on the surface of red blood cells. The search for irregular antibodies consists in exposing the subject's circulating antibodies to known antigens in vitro. In the case of blood donors, the current Brazilian legislation determines that the irregular antibody test (PAI) must be checked in all blood donores, but does not require the determination of the specificity of the antibody, and the plasma components and the platelet concentrates from blood donors with irregular antibodies should not be used for transfusion. The present study characterized the immunohematology profile for the presence of irregular antibodies in blood donors from the Instituto Paranaense de Hemoterapia e Hematologia Ltda., from April 2008 to December 2015, in order to evaluate: (i) the prevalence of donors with irregular antibodies, (ii) the specificity of the alloantibodies identified, (iii) the prevalence of alloantibodies in donors according to gender and age group. The research project was approved by the Ethics Committee. PAI result, antibody specificity, sex and age data were collected from the system of the Instituto Paranaense de Hemoterapia e Hematologia Ltda. Statistical analyzes were performed using Fisher's exact test and values of p <0.05 were considered statistically significant. A total of 155,834 donors were analyzed. In 474 (0.3%) donors, irregular antibodies were detected, of which 358 donors presented conclusive results (25% male and 75% female). The most frequent antibodies were anti-D (23%, n = 83), anti-M (15%, n = 55), anti-K (12.2%, n = 44), anti-E (7%, n = 42) and anti-Dia (11.7%, n = 42). The associations of different antibodies occurred in 14.8% (48) of the study population, being the most frequent anti-D + anti-C (n = 19). The frequency of irregular antibody in the female population was significantly higher than in the male for the anti-D (p = 0.0191) and anti-M (p = 0.0005) specificities. The group of donors less than 40 years of age presented a statistically higher frequency of irregular antibodies with anti-M (p = 0.0008) and anti-Dia specificities (p = 0.0176) when compared to the group of donors aged 40 years or older. Among the 86 male donors, the prevalence of anti-Dia was significantly higher in the male population under 40 years of age when compared to those aged 40 years or older (p = 0.0273). This result induces the suspicion of a probable IgM of natural origin considering that this population of male donors has low chances of transfusion alloimmunization and has no gestational history. The definition of the prevalence and specificity of alloantibodies in blood donors may indicate the need for a12 protocol that defines the conduct towards the donor for the purpose of protecting the blood donor and optimizing the hemotherapy service in relation to the blood collections performed.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
WALLYDKALLUFKOURY.pdf (1.50 Mbytes)
Data de Publicação
2018-09-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.