• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2012.tde-23062014-150410
Documento
Autor
Nome completo
Barbara Cristina Zanandréa Machado
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2012
Orientador
Banca examinadora
Felicio, Claudia Maria de (Presidente)
Mello Filho, Francisco Verissimo de
Toledo, Paula Nunes
Título em português
Análise do efeito da terapia miofuncional orofacial associada à laserterapia em pacientes com desordem temporomandibular
Palavras-chave em português
Avaliação
Medição da dor
Terapia a laser
Terapia miofuncional
Transtornos da articulação temporomandibular
Resumo em português
Introdução: A desordens temporomandibulares (DTMs) abrangem uma série de problemas clínicos que envolvem a musculatura mastigatória, a própria articulação e estruturas associadas, ou ambas. Os efeitos da laserterapia em casos de DTM veem sendo estudados como modalidade única de tratamento ou associada à outras modalidades da área fisioterápica e/ou odontológica como a placa de oclusão, contudo não há qualquer estudo sobre a associação da laserterapia à terapia miofuncional orofacial (TMO), realizada pelo fonoaudiólogo. Objetivo: analisar os efeitos da TMO, modificada pela exclusão das estratégias de alívio da dor e relaxamento, associada à laserterapia em casos de DTM. Método: Participaram 55 pacientes com DTM, diagnosticados de acordo com o Research Diagnostic Criteria for Temporomandibular Disorders (RDC/TMD) e divididos aleatoriamente em três grupos de tratamento. Um grupo (grupo T) realizou TMO, de acordo com protocolo previamente testado (FELÍCIO, 2009; FELÍCIO; MELCHIOR; RODRIGUES DA SILVA, 2010); os outros dois grupos receberam laserterapia e TMO, modificada pela exclusão das técnicas de alívio da dor, sendo que para um deles o laser era, de fato, ativo (Tm-L) e para o outro inativo, funcionando como placebo (Tm-LP). Tanto os pacientes como o profissional desconheciam qual era a modalidade de laser (duplo-cego). As medidas antes e depois do período de tratamento foram: Índices Anamnésico e de Disfunção Clínica de Helkimo, limiar de dor a palpação (algometria), percepção de severidade dos sinais e sintomas de DTM e avaliação miofuncional orofacial. As comparações incluíram os dados dos três grupos nas fases diagnóstica (FD), final de tratamento (FF), seguimento depois de um mês (FS1) e depois de três meses da conclusão do tratamento (FS3), por meio de múltipla análise de variância, com efeitos fixos (three-way Anova). O pós-teste Tukey foi aplicado para diferenças significantes. O nível de significância estabelecido foi de 5% (P < 0,05). Resultados: Ao final do tratamento, os grupos T, Tm-L e Tm-LP apresentaram melhora de todos os parâmetros avaliados. Houve diferença entre os grupos apenas para os movimentos excursivos da mandíbula, onde o pós teste indicou diferença entre os grupos Tm-L e T, devido maior média geral no grupo T. Além disso, houve diferença entre as fases para a sensibilidade dolorosa à palpação, limiar de dor à pressão, severidade dos sinais e sintomas de DTM e condição miofuncional orofacial, sendo a Fase D significantemente diferente das fases FF, FS1 e FS3. Conclusão: A combinação de estratégias para o controle da dor e para a melhora das condições miofuncionais orofaciais e a recuperação das funções estomatognáticas parece ser promissora como uma opção no tratamento conservador das DTMs.
Título em inglês
Effect of orofacial myofunctional therapy associated with lasertherapy in patients with temporomandibular disorder
Palavras-chave em inglês
Evaluation
Laser therapy
Myofunctional therapy
Pain measurement
Temporomandibular joint disorders
Resumo em inglês
Introduction: The temporomandibular disorders (TMD) comprise a number of clinical problems that involve the masticatory musculature, temporomandibular joints and associated structures, or both. The effects of laser therapy in cases of TMD have been studied as single modality of treatment or in combination with other modalities of physical therapy and/or dental area as oclusal splint, however there is no study about the association of orofacial myofunctional therapy (OMT) with laser therapy realized by the speech therapist. Objective: to analyze the effects of OMT, modified by the exclusion of the techniques of pain relief and relaxation, associated with laser therapy in cases with TMD. Methods: Fifty five patients with TMD, diagnosed according to Research Diagnostic Criteria for Temporomandibular Disorders (RDC/TMD), were randomly assigned in three treatment groups. One group (Group T) perfomed OMT according to a protocol previously tested (FELÍCIO, 2009; FELÍCIO; MELCHIOR; RODRIGUES DA SILVA, 2010). The other two groups received laser therapy and OMT modified by the exclusion of the techniques of pain relief and relaxation, and for one the laser was, in fact, active (Tm-L) and the other inactive, consisting as placebo treatment (Tm-LP). Both patients and professional were unaware of what was the type of laser (double-blind). The outcome measures were performed before and after the treatment: Anamnestic (Ai) and Clinical Dysfunction (Di) Indexes of Helkimo, pressure pain threshold (algometry), self-judgment of the severity of signs and symptoms of TMD (ProDTMmulti), orofacial myofunctional evaluation. Data were analyzed through multiple analysis of variance with fixed effects (three way-ANOVA) for the three groups in diagnostic phase (FD), end of treatment (FF), follow up after one month (FS1) and after three months of ending of treatment (FS3). The pos-test Tukey was applied for significant differences. The significance level was set at 5% (p< 0,05). Results: in the end of treatment, the groups T, Tm-L and Tm-LP showed improvement of all parameters evaluated. There was a difference between groups only for excursive mandibular movements, that the post test indicated differences between groups T and Tm-L because of higher overall mean in group T. In addition, there were differences between phases for tenderness in the palpation, pressure pain threshold, severity of signs and symptoms and condition orofacial myofunctional, and the phase D differed significantly from FF, FS1 and FS3. Conclusion: The combination of strategies for control pain and improvement of the orofacial myofunctional conditions and recovery of the stomatognathic functions seems to be promising as an option in the conservative treatment of TMD
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
tese.pdf (3.65 Mbytes)
Data de Publicação
2015-05-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.