• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2018.tde-25042018-105007
Documento
Autor
Nome completo
Mônica Isabel Alves
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2017
Orientador
Banca examinadora
Duarte, Geraldo (Presidente)
Carbol, Maristela
Lenza, Nariman de Felicio Bortucan
Moisés, Elaine Christine Dantas
Título em português
Inclusão do parceiro na assistência pré-natal
Palavras-chave em português
Doenças sexualmente transmissíveis
Pré-natal do parceiro
Saúde do homem
Saúde perinatal
Transmissão vertical
Resumo em português
ObjeEste estudo teve como objetivo primário avaliar a estratégia de incluir o parceiro na assistência pré-natal no município de Franca-Brasil. Constituíram os objetivos secundários: 1) Detectar a prevalência de parceiros com dosagens alteradas de colesterol total, HDL-colesterol, LDL-colesterol e triglicérides; 2) Detectar a prevalência de parceiros com dosagens alteradas de glicemia de jejum; 3) Detectar a prevalência de parceiros com HAS; 4) Detectar a prevalência da sífilis, HIV, hepatites B e C entre gestantes; 5) Verificar a taxa de DMG e de DM entre as gestantes; 6) Detectar a prevalência da sífilis, HIV, hepatites B e C entre os parceiros das gestantes; 7) Avaliar a motivação da equipe de saúde em acolher a Estratégia Pré-natal do Parceiro; 8) Avaliar a aceitação materna e do parceiro sobre a estratégia de inclusão do parceiro na assistência PN. Estudo quantitativo, utilizado o teste "t" de Student para comparações das variáveis paramétricas e o teste Qui-quadrado para as variáveis não paramétricas, considerando significativo o valor de p< 0,05 em quaisquer dos testes. Os resultados identificaram quatro parceiros com hipertensão arterial (3,4%) e 51 (43,2%) com intolerância à glicose, verificando-se que em quatro casos, a glicemia possibilitou diagnosticar diabetes mellitus. Constatou-se que a prevalência de dislipidemias dos parceiros foi de 84,4%. No tocante às sorologias identificou-se um casal (1,5%) com sorologia discordante para sífilis (gestante com sífilis) e outro casal, no qual o parceiro foi diagnosticado como portador da infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV), cujo diagnóstico só foi possível por sua participação no PNP. Foi possível identificar que 57 parceiros (48,3%) qualificaram as equipes de saúde com não motivadoras para a adoção da estratégia PNP. No entanto, 58 (49,1%) participaram por motivação própria. A percepção paterna sobre o PNP foi referida como positiva por 77,9% dos parceiros e 93 gestantes/mães (78,8%) consideraram importante e positiva a inclusão do parceiro no PN. Foi identificado que a inclusão do parceiro no PN foi importante no diagnóstico e tratamento precoces de doenças de transmissão vertical e crônicas e que é necessário incentivar a equipe de saúde a difundir os benefícios dessa participação no PN, contribuindo com a saúde da tríade mãe, filho e parceiro.
Título em inglês
Inclusion of the male partner in prenatal care
Palavras-chave em inglês
Male involvement in prenatal care
Men's health
Perinatal health
Sexually transmitted disease
Vertical transmission
Resumo em inglês
This study's primary objective was to analyze the strategy of including the male partner in prenatal care in the city of Franca, Brazil. The secondary objectives were: 1) To detect the prevalence of male partners with abnormal levels of total cholesterol, HDL cholesterol, LDL cholesterol and triglycerides; 2) To detect the prevalence of male partners with abnormal levels of fasting blood glucose; 3) To detect the prevalence of systemic hypertension among male partners; 4) To detect the prevalence of syphilis, HIV, hepatitis B and hepatitis C among pregnant women; 5) To find out the frequency of Gestational diabetes mellitus (GDM) and of Diabetes mellitus (DM) among pregnant women; 6) To detect the prevalence of syphilis, HIV, hepatitis B and hepatitis C among the pregnant women's male partners; 7) To gauge the health team's motivation to implement the strategy of male involvement in prenatal care; 8) To assess maternal acceptance and male partner acceptance of the strategy of including the male partner in prenatal care. This was a quantitative study, which used the Student's t-test to compare parametric variables and the Chi-squared test for the nonparametric variables and which considered a p-value < 0.05 as significant in both tests. The results identified 4 male partners with hypertension (3.4%) and 51 male partners (43.2%) with glucose intolerance, of which four had a diagnosis of Diabetes mellitus as a result of the blood glucose test. We found that the Anexos 100 prevalence of dyslipidemia among the male partners was 84.4%. Regarding serology tests, we identified a couple (1.5%) with discordant syphilis serology (pregnant woman with syphilis) and another couple in which the male partner was diagnosed with Human Immunodeficiency Virus (HIV) infection with such diagnosis only having been possible because of his participation in prenatal care. We could identify that 57 male partners (48.3%) classified the health teams as not encouraging of the male involvement in prenatal care. However, 58 male partners (49.1%) participated by selfmotivation. The fathers' perception of their involvement in prenatal care was referred to as positive by 77.9% of the male partners and 93 pregnant women / mothers (78.8%) considered the inclusion of the male partner in prenatal care important and positive. We identified that the inclusion of the male partner in prenatal care was important in the early diagnosis and early treatment of vertical transmission diseases and chronic diseases as well as that it is crucial to encourage health teams to communicate the benefits of the inclusion of the male partner in prenatal care, thus contributing to the health of the father- mother-child triad.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
MONICAISABELALVES.pdf (4.40 Mbytes)
Data de Publicação
2018-07-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.