• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2001.tde-23102006-103434
Documento
Autor
Nome completo
Rodrigo Alves Ferreira
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2000
Orientador
Banca examinadora
Sala, Maria Matheus de (Presidente)
Sá, Marcos Felipe Silva de
Trad, Clovis Simao
Título em português
Estudo Comparativo entre os Métodos de Sonohisterossalpingografia Contrastada, Histerossalpingografia e Laparoscopia
Palavras-chave em português
histerossalpingografia
hycosy
infertilidade
laparoscopia
Tubas de Falópio
Resumo em português
O fator tuboperitoneal é a causa mais freqüente de infertilidade na mulher e a sua investigação é fundamental na propedêutica do casal infértil. Neste estudo, avaliou-se o método da sonohisterossalpingografia contrastada (Hycosy), que utiliza o contraste SH U 454 (Echovist), na detecção da permeabilidade tubária, comparando-o com a histerossalpingografia (HSG) e com a laparoscopia (LPS) acompanhada de cromotubagem (padrão ouro). Realizou-se a investigação de 96 tubas uterinas de 48 pacientes, submetidas à Hycosy, HSG e LPS. Todas as avaliações da Hycosy foram realizadas por um único observador que desconhecia o resultado da HSG. O mesmo se refere, também, quanto à realização da HSG, bem como da LPS. Foram avaliados os seguintes instrumentos de medidas: sensibilidade (S), especificidade (E), valor preditivo positivo (VPP), valor preditivo negativo (VPN), concordância observada (CO), razão de verossimilhança positiva (RV+) e razão de verossimilhança negativa (RV-). Comparando-se a avaliação pela Hycosy com a LPS, foram encontrados os seguintes resultados: S=86,6%, E=35,7%, VPP=88,75%, VPN=31,25%, CO=79,2%, RV+=1,35 e RV-=0,38. Quanto à comparação da HSG com a LPS, os valores obtidos foram: S=85,4%, E= 50%, VPP=90,9%, VPN=36,8%, CO=80,2%, RV+=1,71 e RV-=0,29. Entre Hycosy e HSG, a co-positividade foi de 87%, a co-negatividade de 31,6% e a concordância de 76%. Esse estudo demonstrou que a Hycosy é uma técnica segura e confiável para a avaliação da permeabilidade tubária na propedêutica da infertilidade.
Título em inglês
A comparative study of hysterosalpingo-contrast sonography, hysterosalpingography and laparoscopy
Palavras-chave em inglês
hycosy
hysterosalpingography
infertility
tubal patency
ultrasound
Resumo em inglês
Tubal disorders are the main causes of female infertility. Assessment of tubal patency is a very important issue for evaluating an infertile couple. A total of 96 Fallopian tubes from 48 patients was examined with hysterosalpingo-contrast sonography (Hycosy), hysterosalpingography (HSG) and laparoscopic chromopertubation (LPS). Hycosy was performed by transvaginal ultrasound with a new contrast medium (Echovist). Compared with laparoscopic results, we found a sensitivity of 86.6%, a specificity of 35.7%, positive predictive value (VPP) of 88.75%, negative predictive value (VPN) of 31.25% and concordance (Hycosy/LPS) of 79,2%, while the results for HSG were sensitivity of 85.4%, specificity of 50%, VPP of 90.9%, VPN of 36.8% and concordance (HSG/LPS) of 80.2%. In conclusion, the results have shown that Hycosy is a reliable and safe method for evaluating tubal patency.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Dissertacao.pdf (461.37 Kbytes)
Data de Publicação
2006-10-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.