• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2007.tde-21062008-112920
Documento
Autor
Nome completo
Flávia Raquel Rosa Junqueira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2007
Orientador
Banca examinadora
Reis, Rosana Maria dos (Presidente)
Martinelli Junior, Carlos Eduardo
Pinto, Cristina Laguna Benetti
Título em português
Uso do análogo do GnRH para diagnóstico de puberdade precoce
Palavras-chave em português
análogo do GnRH
diagnóstico
Puberdade precoce
Resumo em português
Introdução - A puberdade precoce verdadeira ou dependente de GnRH apresenta importante morbidade: a baixa estatura, conseqüência da rápida progressão da idade óssea, além das seqüelas psico-emocionais do desenvolvimento sexual secundário precoce. Daí a importância da realização de um diagnóstico precoce e preciso, a fim de que a terapêutica adequada seja instituída o quanto antes. O uso do análogo do GnRH (aGnRH) em teste diagnóstico vem sendo utilizado com este objetivo. Neste estudo avaliou-se os valores de corte para o diagnóstico de puberdade precoce verdadeira, usando-se o teste do aGnRH. Material e métodos - Estudo prospectivo, com 44 meninas, com desenvolvimento dos caracteres sexuais secundários antes dos 8 anos de idade, atendidas no Ambulatório de Ginecologia Infanto-Puberal do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Realizou-se, em todos os casos, o teste do aGnRH, que consistiu na coleta de amostra sanguínea basal para dosagem de FSH e LH, seguida da aplicação subcutânea de 500µg de acetato de leuprolida (Lupron®). Novas amostras sanguíneas foram realizadas após 3 horas, para dosagem de FSH e LH, e após 24 horas da aplicação, para dosagem de estradiol Compararam-se os níveis de LH e FSH basais, de 3 horas e a relação LH/FSH obtida, além do estradiol de 24h, com a evolução clínica das pacientes. Este foi o padrão ouro utilizado para análise do teste, sendo que, após 6 meses, as pacientes foram divididas em 2 grupos: puberdade progressiva (puberdade precoce verdadeira) e não-progressiva. Para análise estatística, utilizou-se curvas ROC, estabelecendo-se sensibilidade, especificidade e melhor nível de corte para o diagnóstico de puberdade precoce verdadeira, para os diferentes critérios analisados. Além disso, avaliou-se a concordância entre os diversos tipos de análise do teste, através do coeficiente kappa. Resultados - O LH de 3 horas apresentou valor de corte > 4,5 mUI/mL, sensibilidade 59,1% e especificidade 86,4%, com área sobre a curva de 0,723. O valor de kappa foi de 0,45, com concordância de 0,73. O estradiol de 24 horas apresentou valor de corte > 40,6 pg/mL, sensibilidade 70% e especificidade 73,7%, com área sobre a curva de 0,703. O valor de kappa foi de 0,436, com concordância de 0,718. Dentre todos os critérios analisados, o melhor deles foi a relação LH/FSH de 3 horas, com valor de corte > 0,14, sensibilidade 72,7% e especificidade 77,3%, com área sobre a curva de 0,771. O valor de kappa foi de 0,5, com concordância de 0,75. Conclusões - Em nossa avaliação, a relação LH/FSH de 3 horas foi superior ao valor de LH de 3 horas ou estradiol de 24 horas, que haviam sidos os melhores critérios diagnósticos no trabalho pioneiro na utilização deste teste.
Título em inglês
Use of GnRH analogue for diagnosis of precocius puberty
Palavras-chave em inglês
diagnosis
GnRH analogue
Precocious puberty
Resumo em inglês
Introduction - True or GnRH-dependent precocious puberty involves important morbidity such as short stature due to the rapid progression of bone age, as well as psycho-emotional sequels of precocious secondary sexual development. Thus, it is important to make an early and precise diagnosis so that appropriate treatment can be instituted as early as possible. The GnRH analogue (aGnRH) in the diagnostic test has been used for this purpose. In the present study, the sensitivity and specificity of different laboratory criteria for the diagnosis of true precocious puberty were compared using the aGnRH test. Material and methods - This was a prospective study conducted on 44 girls with the development of secondary sexual traits before 8 years of age attended at the Childhood-Pubertal Gynecology Outpatient Clinic of the University Hospital, Faculty of Medicine of Ribeirão Preto, University of São Paulo. The aGnRH test was performed in all cases, consisting of collection of a basal blood sample for the determination of FSH and LH, followed by subcutaneous application of 500 µg leuprolide acetate (Lupron®). New blood samples were obtained after 3 hours, for the determination of FSH and LH, and after 24hours of application, for determination of estradiol. Basal LH and FSH levels and levels after 3 hours, the LH/FSH ratio obtained 3 hours after the administration of 500 µg Lupron®, and 24 hour estradiol levels were compared with the clinical course of the patients. This was the gold standard used for the analysis of the test and after 6 months the patients were divided into 2 groups: progressive puberty (true precocious puberty) and non-progressive puberty. ROC curves were used for statistical analysis, with the determination of the sensitivity, specificity and best cut-off value for the diagnosis of true precocious puberty of the different criteria analyzed. In addition, the agreement of the various types of test analysis was evaluated using the kappa coefficient. Results - Three hour LH presented a cut-off value of > 4.5 mIU/mL, 59.1% sensitivity and 86.4% specificity, with an area under the curve of 0.723. The kappa value was 0.45, with 0.73 agreement. Twenty-four hour estradiol presented a cut-off value of > 40.6 pg/mL, 70% sensitivity and 73.7% specificity, with an area under the curve of 0.703. The kappa value was 0.436, with 0.718 agreement. The best of all criteria used was the 3 hour LH/FSH ratio, with a cut-off value of > 0.14, 72.7% sensitivity and 77.3% specificity, with an area under the curve of 0.771. The kappa value was 0.5, with 0.75 agreement. Conclusions - In the present evaluation, the 3 hour LH/FSH ratio was superior to the 3 hour LH value and the 24 hour estradiol value, which had been the best diagnostic criteria in the pioneering study using this test.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
MESTRADO.pdf (738.06 Kbytes)
Data de Publicação
2008-06-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.