• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Yara Bezerra de Paiva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2016
Orientador
Banca examinadora
Coimbra, Norberto Cysne (Presidente)
Planeta, Cleopatra da Silva
Rocha, Maria Jose Alves da
Título em português
Estudo do papel de receptores CB1, 5-HT1A e canais iônicos TRPV1 da divisão dorsomedial do hipotálamo ventromedial nas respostas defensivas inatas evocadas por Cavia porcellus ameaçadas por serpentes
Palavras-chave em português
Ansiedade
Canabidiol
Cobaias (Cavia porcellus)
Comportamento de defesa
Hipotálamo Ventromedial
Resumo em português
Há evidências de que os endocanabinoides e os receptores CB1 estejam envolvidos em diversos transtornos emocionais, dentre eles a ansiedade e a depressão. A interação deste sistema endocanabinoide com outros neurotransmissores, como a serotonina (5-HT), tem sido alvo de diversos estudos, uma vez que o aumento na atividade deste sistema promove respostas ansiolíticas e antidepressivas. Alguns estudos mostraram que a porção ventromedial do hipotálamo modula algumas respostas defensivas, como fuga e a imobilidade tônica, respostas estas eliciadas pelos animais frente a situações de medo intenso, como ocorre em um confronto com um dado predador. Dentro desta perspectiva, o presente estudo teve por objetivos avaliar o efeito do tratamento crônico durante 21 dias com canabidiol (CBD) sobre as respostas defensivas em cobaias (Cavia porcellus), evocadas diante de um predador natural. Avaliamos, ainda, o efeito da microinjeção intradiencefálica de AM251 (antagonista de receptores CB1; 100pmol/0,2µl), de 6-I-CPS (antagonista de canais iônicos TRPV1; 9nmol/0,2µl), de WAY-100635 (antagonista 5-HT1A; 0,37nmol/0,2µl) e seus respectivos veículos em diferentes grupos de cobaias, após o tratamento crônico com canabidiol sobre as respostas defensivas evocadas diante do predador. Os resultados mostraram que, muito embora o tratamento crônico com CBD não tenha atenuado a resposta de imobilidade tônica (IT), devido ao fenômeno de habituação da resposta, diminuiu a expressão de outras respostas comportamentais, como a atenção defensiva e afuga orientada para a toca, promovendo, pois, um efeito anxiolítico e panicolítico. Ademais, a microinjeção de AM251 tendeu a abolir o efeito ansiolítico causado pelo tratamento crônico com CBD, potencializando as respostas defensivas diante de um predador natural. Tais resultados indicam que o CBD promove seu efeito farmacológico também mediante tratamento crônico, e que os receptores canabinoides do tipo CB1 do hipotálamo ventromedial parecem desmpenhar algum um papel nesse mecanismo de ação.
Título em inglês
Study of the role of CB1 and 5-HT1A receptors, and and TRPV1 ion channels of the dorsomedial division of ventromedial hypothalamus on innate defensive responses evoked by Cavia porcellus threatened by snakes
Palavras-chave em inglês
Cannabidiol
Defensive behaviour, Anxiety
Guinea pigs (Cavia porcellus)
Panic-like responses
Ventromedial Hypothalamus
Resumo em inglês
Evidence has shown that endocannabinoids and CB1 receptors are involved in several emotional disorders, including anxiety and depression. The endocannabinoid system and its interaction with other neurotransmitters such as serotonin (5-HT) has been the subject of several studies, since the increase in the activity of this system promotes anxiolytic and antidepressant responses. Some studies have shown that the ventromedial division of the hypothalamus modulates some defensive responses such as flight and tonic immobility, elicited by preys experiencing intense fear-like reactions when facing dangerous situations, as confrontation with a given predator. From this perspective, this study aimed to evaluate the effect of chronic treatment for 21 days with cannabidiol (CBD) on the defensive responses displayed by guinea pigs (Cavia porcellus), in the presence of a natural predator. We also studied the effect of intradiencephalic microinjection of AM251 (a CB1 receptor antagonist; 100pmol / 0.2?L), 6-PSC-I (TRPV1 ion channel antagonist; 9nmol / 0.2?L), or WAY- 100635 (antagonist 5- HT1A; 0.37nmol / 0.2?L) and their respective controls in different groups of mice after chronic treatment with cannabidiol on the defensive responses evoked in the presence of the predator. The results showed that although the chronic treatment with CBD attenuated tonic immobility response (IT) and other behavioural responses, such as defensive attention and oriented escape behaviour, promoting a significant anxiolytic and panicolytic effect. In addition, intra-hypothalamic microinjection of AM251 exert a potential impairment of the antipanic effect caused by chronic treatment with CBD, increasing the defensive responses displayed in the presence of the predator. These results indicate that the CBD also promotes its pharmacological effect upon chronic treatment, and that medial hypothalamus CB1 receptors seem to play a role in its mechanism of action.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-11-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.