• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Tatiana dos Reis Balaniuc Monteiro Moreira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2018
Orientador
Banca examinadora
Fabbro, Amaury Lelis Dal (Presidente)
Bava, Maria do Carmo Gullaci Guimarães Caccia
Vassimon, Helena Siqueira
Vieira, Marta Neves Campanelli Marçal
Título em português
Condições sanitárias e documentação de serviços de alimentação de creches públicas e privadas
Palavras-chave em português
Alimentação
Creche
Crianças
Legislação
Vigilância sanitária
Resumo em português
Hoje grande parte das crianças passa o dia na escola, e lá se alimentam. Tendo em vista a importância da primeira infância no desenvolvimento humano, este estudo atenta para a rotina alimentar deste grupo fora de suas casas. Nas escolas públicas o alimento é preparado no local, com uma estrutura física relativamente adequada, com nutricionista responsável cuidando tanto da parte de boas práticas sanitárias quanto da parte nutricional. O Estado ainda provê dieta especial quando necessário (ex. crianças com intolerância à lactose, alergia e outras restrições alimentares), o foco é numa alimentação mais natural, evitando alimentos industrializados. Já nas escolas particulares existem três formas de oferta de alimentos; existem escolas que produzem no local, as que terceirizam a produção, comprando de restaurantes e marmitarias e, ainda, aquelas que aceitam alimentos provenientes das casas das crianças (fornecidos pela família), que podem ser caseiros ou industrializados. É sobre essas formas de produção dos alimentos que chegam às crianças de até quatro (4) anos que se alimentam fora de casa que esse trabalho está focado, especialmente no fato de existir um cuidado em observar e obedecer à legislação sanitária na produção, transporte e armazenamento desses alimentos. Os alunos da rede pública são contemplados com escolas que seguem rigorosas normas regulamentares assegurando a procedência e padrões de qualidade e segurança em suas refeições, enquanto os alunos de instituições privadas não contam com as mesmas normas e, por isso, os alimentos que recebem, muitas vezes, não têm o mesmo padrão e garantia , ficando clara a necessidade de uma legislação que padronize todas as instituições de forma que seja garantida a promessa Constitucional do direito da criança à uma alimentação adequada para todas, independente da escola que frequentam. Palavras-chave: creche, crianças, alimentação, vigilância sanitária, legislação.
Título em inglês
Sanitary conditions and documentation of feeding services from public and private day care centers
Palavras-chave em inglês
Child
Daycare
Food
Health surveillance
Legislation
Resumo em inglês
Nowdays most children spend the day at school, and are fed there. Considering the importance of early childhood in human development, this study looks at the routine feeding of this group outside their homes. In public schools the food is prepared on site, with a relatively adequate physical structure, with a responsible nutritionist taking care of both the good health practices and the nutritional aspects. The State still provides a special diet when necessary (eg. children with lactose intolerance, allergy and other food restrictions), the focus is on a more natural diet, avoiding industrialized foods. In private schools there are three forms of food supply; There are schools that produce on-site, schools that outsource production, buying from restaurants and mariners, and even those that accept food from children's homes (provided by the family), which can be homemade or industrialized. It is about these forms of food production that reach children up to four (4) years of age who are fed outside their homes that this work is focused, especially on the fact that care is taken to observe and obey sanitary legislation in the production, transportation and storage of these foods. Students in the public school are provided with schools that have rules ensuring the appropriateness and quality of their meals, while students in private institutions do not have the same rigor and therefore the food they receive often does not have the same condition. It is clear that legislation is fundamental to standardize all institutions so that the constitutional promise of the children's right to adequate food for all, regardless of the school they attend, is guaranteed.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-08-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.