• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2006.tde-12092006-114631
Documento
Autor
Nome completo
Grasielle Silveira Tavares
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2006
Orientador
Banca examinadora
Rocha, Juan Stuardo Yazlle (Presidente)
Ballarin, Maria Luisa Gazabim Simoes
Carlo, Marysia Mara Rodrigues do Prado de
Título em português
"A influência do estilo de vida na reinternação hospitalar de pacientes diabéticos"
Palavras-chave em português
diabetes
estilo de vida
hospitalização
terapia ocupacional
Resumo em português
O Diabetes Mellitus tipo 2, apresenta-se atualmente como um sério problema de saúde pública, devido as suas causas, complicações e grande incidência na população, afetando vários aspectos da vida das pessoas, provocando rupturas com modo de vida anterior e necessitando de modificações nos hábitos diários, sendo responsável por vários graus de incapacidade, o que leva a uma modificação no estilo de vida e conseqüentemente elevação dos custos com o tratamento, pois as reinternações tornam-se freqüentes, trazendo ônus para o Sistema de Saúde, para o paciente e sua família. Esta pesquisa objetiva investigar a influência do estilo de vida na reinternação hospitalar de mulheres com diabetes tipo 2. A população estudada foi composta por 50 mulheres, com faixa etária entre 45 e 65 anos, as quais foram divididas em dois grupos: Grupo Teste (composto por mulheres com duas ou mais hospitalizações entre janeiro de 2002 a dezembro de 2004) e Grupo Controle (composto por mulheres com apenas uma internação no período de estudo citado acima). Para a escolha da amostra levou-se em consideração o critério de inclusão, o qual estabelece que as mulheres dos dois grupos são assistidas pelo Ambulatório de Endocrinologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. A coleta de dados foi realizada no período de 22 de agosto a 19 de setembro de 2005, através da aplicação do questionário elaborado pela pesquisadora e utilização parcial da Medida Canadense de Desempenho Ocupacional - MCDO. Os instrumentos utilizados mostraram-se capazes de atender os objetivos do presente trabalho. Os resultados obtidos indicam que embora algumas mulheres do grupo controle apresentem dificuldades na realização e participação nas atividades cotidianas, no trabalho, na realização de vi dieta e atividade física, problemas nas relações sociais, tarefas domésticas, passeios/viagens, a grande maioria continua desempenhando suas tarefas, mostrando a importância que as atividades cotidianas têm em sua vida, sendo capazes de apresentar um estilo de vida mais saudável. Porém, as mulheres do grupo teste mostraram que as dificuldades citadas estão fortemente acentuadas e muitas convivem com a total ausência de atividades e vida social, mostrando-se insatisfeitas com a vida que levam, a qual não apresenta desafios, interesses e vontades. A forma de lidar com a doença, sua adaptação em relação a ela, as limitações físicas e emocionais trazidas pelas complicações são fatores relevantes que evidenciam a possibilidade de haver uma correlação entre as reinternações hospitalares das mulheres do grupo teste e o estilo de vida por elas adotado. Considerando-se que as atividades (trabalho, lazer, autocuidado, sociais, culturais e familiares) preenchem as necessidades humanas básicas, é extremamente importantes estudos que compreendam estes aspectos referentes ao estilo de vida, para ampliar os conhecimentos em relação ao diabetes e propor estratégias eficazes de intervenção. O Terapeuta Ocupacional junto à equipe multidisciplinar pode contribuir para o resgate das capacidades e habilidades perdidas de pacientes diabéticos, através da realização de atividades que possibilitem uma postura mais ativa frente à vida.
Título em inglês
"A influência do estilo de vida na reinternação hospitalar de pacientes diabéticos"
Palavras-chave em inglês
diabetes
hospitalization
lifestyle
occupational therapy
Resumo em inglês
Diabetes tipo 2 has been considered lately as a serious health public problem due to its causes, complications and its great population incidence. The disease affects various aspects of people’s life, demanding changes in daily habits which may cause an increase in the treatment costs. The treatment costs also increases due to the several hospitalizations that becomes frequent, which leads to a burden to the Healthcare System, to the patient and his or her family. This research paper aims to investigate the influence in the way of life that the hospital internments may bring to women diagnosed with diabetes tipo 2 .The population gathered in this research was composed by 50 women, in the age group of 45 to 65. The population was divided in two main groups: Group Test (composed by women with two or more hospitalizations between the months of January and December, 2004) and Group Control (composed by women featuring only one hospitalization in the time frame specified previously. In order to gather the sample, it was taken in consideration the inclusion/admission criteria established by the Ambulatório de Endocrinologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão. The data used in this study was gathered between August, 22nd and September 19th of the 2005 year. Questionnaire was the method adopted, which was prepared by the researcher following the use partial Medida Canadense de Desempenho Ocupacional – MCDO. The method applied in the research matter proved to be efficient in reaching the goals of the present work. The results attained illustrate that although some women pertaining to group control exhibit difficulties in the everyday activities, such as in executing the prescribed diet, physical pursuits, social relations, in doing chores, traveling, and so on, the majority continues to perform the regular activities they were used to, which shows the importance of everyday activities in one’s life. However, the women under group test presented that the difficulties once described above are strongly accentuated in their lives. Many of them encounter themselves with a total lack of social life, which leads them to a dissatisfaction towards life, with no challenges, interests or desires. All those factors can be attributed to a myriad of causes such as the way the disease is handled, the patient’s adaptation to it, physical and emotional limitations carried with the complications that significantly contribute for the several hospitalization of women under the group test. Considering that the activities (work, leisure, self-care, social, cultural and family) supply the basic human needs, it is extremely important that research studies comprise aspects regarding the patient’s way of life in order to broaden the knowledge of diabetes and to present efficient intervention strategies as well. Subsequently, Occupational Therapy can contribute in rescuing the capacities and abilities that modify one’s everyday activities, enlarging the chances of diabetic patients to acquire better health habits and prevent frequent hospitalizations as well.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
MsTavaresGS.pdf (3.16 Mbytes)
Data de Publicação
2006-09-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.